em Inglaterra

Planeje sua melhor viagem e saiba tudo sobre Londres

Táxis pretos. Cabines telefônicas. Ônibus de dois andares. Gramados extensos. Nuvens cinzas. Soldados enfileirados. Jovens punks. Essas são apenas algumas das inúmeras referências ligadas ao cenário, que nos fazem lembrar que, de fato, ela existe. No texto a seguir você não vai saber tudo sobre Londres, mas vai conhecer o suficiente para acender o desejo de arrumar as malas e rumar à cidade mais clássica da Europa.

Tudo sobre Londres e uma vontade latente de lá estar

No século 18, o escritor inglês Samuel Johnson disse: “Quando um homem está cansado de Londres, está cansado da vida”. Faz todo o sentido. Londres é intensa, vibrante, dinâmica e, por isso, não cansa. Ao contrário: quanto mais tempo você tem, mais quer ficar. Nunca é suficiente para você saber tudo sobre Londres. Sempre tem uma novidade que traz à tona o passado no melhor do presente.

A cidade mais popular do mundo, recebe, ao ano, cerca de 15,5 milhões de turistas. Em 2013, bateu recorde de quase 16,8 milhões de visitantes estrangeiros. Esse interesse todo não é à toa. Há muito o que ver para poder saber tudo sobre Londres. Começando, por exemplo, pelos museus interessantíssimos e acessíveis (a maioria é gratuita ou oferece horários e dias de entrada liberada). Apenas para citar alguns:

Londres e seus museus

O British Museum é dono de um acervo de 4 milhões de peças sobre diversas civilizações do mundo. Na Trafalgar Square fica a imponente National Gallery, onde podem ser vistas obras de Leonardo da Vinci, Botticelli, Caravaggio, Raphael, Michelangelo, Monet e Van Gogh. O Tate Modern fica num edifício inovador que, por si só, vale a visita. Lá dentro, a atração é uma fantástica coleção permanente de arte moderna e contemporânea, de artistas como Dalí, Picasso e Andy Warhol. Sem dúvida, o Natural History Museum é um dos prédios mais lindos de Londres. Impossível não ficar boquiaberto pela beleza exterior e pelo belíssimo hall de entrada. Por dentro, galerias de dinossauros, mamíferos, plantas, insetos e fenômenos naturais. Um belo começo para você que quer saber tudo sobre Londres.

Natural History Museum | Londres, Inglaterra
Natural History Museum
tudo sobre Londres, Inglaterra

Bem perto dali, está o maior museu de arte e design do mundo: o Victoria and Albert Museum (V&A). Além de uma coleção incrível do lado de dentro, que percorre mais de 3 mil anos de história, um belíssimo jardim encanta os visitantes. Muita gente aproveita o gramado e o belo visual para relaxar nos dias mais quentes. É em Londres também que fica o museu de ciência e tecnologia mais visitado da Europa: o Science Museum. São mais de 15 mil objetos expostos e parte do museu é composta por obras interativas e simuladores.

Veja também 7 atrações em Londres realmente imperdiveis.

Vai visitar Londres? Não deixe de ir a…

No centro da cidade ficam os lugares turísticos que todo mundo deve conhecer: Piccadilly Circus, Trafalgar Square, Oxford Street e Palácio de Buckingham, onde é possível ver a troca da guarda real (em junho, diariamente, 11h30 da manhã – cheque o calendário antes). O melhor guia para se familiarizar com as direções é o Rio Tâmisa, que corta a área central em ziguezague.

Uma caminhada pela Westminster Bridge Road garante a gloriosa foto do Big Ben – que, vale lembrar, não é o relógio, muito menos o edifício: é o sino, de 13 toneladas. O grande relógio marca as horas lembrando que pontualidade britânica é coisa séria. O conjunto todo é o Palácio de Westminster, que abriga o Parlamento do Reino Unido.

Atravessando a ponte chega-se à gigantesca London Eye. A volta simples de dentro da cabine não sai por menos de 26 libras. Apesar do preço nada amigável, a vista espetacular do topo da roda-gigante vale cada centavo. Informe-se sobre os períodos menos tumultuados, mas, de qualquer modo, prepare-se para filas.

Tudo sobre Londres
London Eye à esquerda
Tudo sobre Londres, Inglaterra
Dicas de bares e Restaurantes em Londres

Londres e sua história

Um pouco mais a frente está a Tower of London, imponente construção medieval de mais de 800 anos usada para guardar as joias da Coroa Britânica. Logo ao lado, fica a famosa Tower Bridge, um dos principais cartões-postais da cidade. Ainda nessa região está a St. Paul’s Cathedral, cuja cúpula belíssima é considerada uma das maiores do mundo. Inclua no “roteiro cristão” uma visita a Abadia de Westminster, a Temple Church e a All Hallows By The Tower, a igreja mais antiga da cidade.

Não é difícil notar ou pressupor que a galera jovem está concentrada no centro (onde também ficam as principais escolas de idioma), especialmente em Bloomsbury – bairro que ganhou fama cult no século 20 e que hoje abriga muitas moradias estudantis. É ali que estão diversas faculdades, como UCL (University College London), LSE (London School of Economics), SOAS (School of Oriental and African Studies), King’s College e Birkbeck.

O custo de vida em Londres é alto. Uma refeição em um restaurante mediano não sai por menos de 30, 40 libras por pessoa e um pint (meio litro de cerveja) num pub custa aproximadamente 3 libras. O aluguel de um quarto pode variar de 300 até 900 libras por mês, dependendo do bairro, do tamanho e se é individual ou de casal. No inverno, por causa do uso constante de aquecimento, a conta de gás costuma fazer estrago no fim do mês. Vale lembrar que nessa época do ano os termômetros raramente chegam a zero e a intensidade de chuvas não aumenta.

Conheça o transporte público de Londres

Tudo sobre Londres, Moradia

Para quem pensa em alugar e dividir um apartamento em Londres, fique atento ao seguinte: a cidade é dividida em seis zonas, sendo a 1 a mais turística e cara. Quanto mais afastado do centro, mais barato tende a ser o aluguel, mas mais caro é o transporte. Dê preferência às moradias próximas a alguma estação de metrô. E na hora de decidir, coloque tudo na ponta do lápis para não trocar seis por meia dúzia.

Onde quer que você esteja, se locomover não será um problema. O metrô de Londres (também chamado de underground ou tube) é simplesmente IMENSO (o maior do mundo!) e integrado com linhas de ônibus. São mais de 400 km de trilhos, o que, em linha reta, equivale quase à distância entre as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo. Fuja sempre que puder dos táxis (os black cabs), que são caros e ainda vão te travar no congestionamento.

Relato de intercâmbio em Londres: leia mais.

Tudo sobre Londres, Pubs

Frequentar pubs no fim da tarde, pós-expediente, é quase uma religião para os londrinos. Esse é o programa preferido, principalmente às sextas-feiras, nos arredores da Oxford Street – rua que também fica lotada durante o dia por causa das inúmeras opções de lojas e galerias. Bares alternativos estão no leste de Londres, no distrito de Shoreditch, e no oeste, no underground Soho. Há opções bacanas também ao sul da cidade, em Brixton e Vauxhall. Dica: fazer reserva por telefone é um hábito londrino praticamente imprescindível para quem deseja uma mesa nos bares mais concorridos, sobretudo nos que têm música ao vivo.

Falando em música… Você vai notar que todas as tribos convivem democraticamente em Londres. E, por isso, existe programação suficiente para os fãs de rock, punk, jazz, pop, reggae, eletrônico, indie etc. Certamente, você encontrará sua turma e eleger seus lugares preferidos.

Tudo sobre Londres, Gastronomia

Sobre comida, se engana quem ainda pensa que os ingleses não sabem comer (que o digam os chefs Gordom Ramsey e Jamie Oliver). Nos últimos tempos, a Inglaterra como um todo melhorou muito a oferta de restaurantes e ingredientes nas prateleiras dos supermercados. Apesar de não ser um país de tradições gastronômicas, limita-se ao glorioso fish & chips apenas quem quiser. Pelas ruas, você vai encontrar de tudo, principalmente fast-foods de comida saudável e restaurantes asiáticos (indianos, vietnamitas, paquistaneses, tailandeses, japoneses).

Programa obrigatório: ir a um musical, a um show bacana e/ou a um festival. Londres é o centro do mundo nesse quesito e o que há de melhor passa primeiro por lá. Na Leicester Square, há um calçadão com diversas bilheterias para espetáculos. Vá até lá pela manhã e analise as opções disponíveis. Muitas vezes, assim, você consegue valores melhores do que pela internet.

Durante o verão, o programa favorito é ao ar livre. Assim como em muitas cidades da Europa, os londrinos adoram se esticar nos gramados dos parques e praças para bater-papo e pegar um solzinho. Para acompanhar, sempre petiscos e bebidas. As áreas verdes mais famosas são o Hyde Park, Regent’s Park, St. James Park e Green Park.

Hyde Park | Tudo sobre Londres, Inglaterra
Hyde Park
Tudo sobre Londres, Inglaterra

Um pouco mais afastado, depois da zona 6, está o Greenwich Park com seus milhares de esquilos. É lá que fica também o famoso Observatório Real e o Greenwich Market, realizado de terça a domingo.

Se ainda tem dúvidas, veja 07 motivos para fazer seu intercâmbio em Londres

Aliás, passear pelas feiras e mercados ao ar livre é um dos programas mais divertidos e democráticos de Londres. Comidinhas gostosas (e super acessíveis), antiguidades, acessórios, roupas e objetos diferentes se encontram em lugares como Borough Market, Camden Lock, Portobello Market, Brick Lane Market e Brixton Village Market. Todos eles com muita diversidade cultural, oferta de bons produtos e um clima de rua irresistível!

Borough Market | Tudo sobre Londres, Inglaterra
Borough Market
Tudo sobre Londres, Inglaterra

Já deu para perceber por que Londres é incansável, né? Impossível conhecer e falar de tudo o que ela oferece (a não ser que você desista do intercâmbio, passe a morar lá e viva 180 anos!). Mas garantimos: o que você vai ver ficará para sempre. Descubra Londres

Tudo sobre Londres, dicas essenciais

  • A cidade é dividida por zonas e o valor do transporte público varia de acordo com as distâncias percorridas
  • O custo de vida é alto
  • Londres não é uma referência em gastronomia, mas é fácil encontrar opções diversas de comidas – principalmente as saudáveis e vegetarianas (além, claro, das asiáticas!)
  • A cidade é, por natureza, nublada (com raras exceções no verão), mas, no inverno, as temperaturas não caem tanto

Motivos para fazer intercâmbio em Londres

  • Todas as tribos e nacionalidades estão em Londres: você vai vivenciar a diversidade e conhecer gente de todo o tipo
  • Londres tem o maior metrô do mundo – ou seja, se locomover não é um problema
  • Os melhores shows/espetáculos/musicais/teatros/exposições passam por lá
  • Vida estudantil intensa devido à presença das várias universidades

O que tem para fazer em Londres

  • Conhecer alguns dos melhores museus do mundo: British Museum, National Gallery, Tate Modern, Natural History Museum, V&A etc.
  • Fotografar cartões-postais famosíssimos: Piccadilly Circus, Palácio de Buckingham, London Eye, Big Ben, Tower Bridge etc.
  • Fazer pique-niques nos gramados e curtir o astral dos parques públicos, como o Regent’s e o Hyde Park
  • Beber pints nos tradicionais pubs ingleses no fim da tarde
  • Visitar dezenas de mercados e feiras de rua

Agora que você já sabe quase tudo sobre Londres, arrume suas malas e siga para conhecer tudo. Sua experiência será inesquecível.


  • Quer mais opiniões sobre Londres? No site Visit London, anônimos, autoridades e famosos falam da cidade sob diferentes pontos de vista.
Faça seu intercâmbio para Londres com a Descubra o Mundo.

Comentários

comentários