em Nova Zelândia

Universidade Victoria de Wellington: tradição e qualidade

A Nova Zelândia é referência mundial quando se pensa em qualidade de vida e desenvolvimento acelerado.

Mas, além disso, o país, que faz parte do continente considerado o “Novíssimo Mundo”, conta com uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior de todo o mundo: a Universidade Victoria de Wellington, localizada na capital do país.

Sair do roteiro tradicional das universidades mais populares, que envolvem as locais e as de países de língua portuguesa, pode ser bem mais interessante quando se pensa em estudar fora do país.

Mas, para estudar em um país de língua inglesa, é fundamental dominar o idioma antes. E uma das melhores formas de fazer isso e com um intercâmbio de inglês no próprio país, de 3 a 6 meses antes de iniciar os estudos.

Faça seu intercâmbio na Nova Zelândia e Descubra o Mundo.
Saiba mais: Estudar inglês na Nova Zelândia é mais fácil do você imagina

Para quem quer se aventurar e conhecer mais da cultura e da dinâmica educacional da Nova Zelândia, a Universidade Victoria de Wellington é uma das mais receptivas de todo o mundo.

Para ajudar a compreender melhor o estilo de vida e as rotinas dos estudantes da Universidade Victoria de Wellington, separamos abaixo as principais características da instituição para você conhecer e se apaixonar pelo local.

Fique por dentro de tudo sobre a Universidade Victoria de Wellington

História da Universidade Victoria

Com mais de 100 anos de tradição, a Universidade Victoria de Wellington foi uma das primeiras da Nova Zelândia e praticamente a pioneira do ensino superior do Continente da Oceania

  • Primeiros anos: a Universidade Victoria de Wellington surgiu primeiramente com o nome de Victoria College. O nome é uma homenagem à Rainha Victoria.
  • Pesquisa: as atividades científicas de pesquisa tiveram origem logo após a fundação, em 1899. Mas o fortalecimento só ocorreu na próxima década, com a criação da estrutura do Kelburn Campus, que é até hoje um dos mais importantes da Universidade.
  • Crescimento: com um número crescente de alunos, a Universidade Victoria de Wellington teve seu maior boom na década de 1960, quando a dissolução da Universidade da Nova Zelândia permitiu que o então chamada Victoria College recebesse o posto de Universidade. No início dos anos 2000, Victoria incorporou outros centros e ficou com a estrutura atual.
Veja mais: Estudar na Nova Zelândia: 8 universidades entre as TOP 500

Perfil dos Alunos

  • Quantidade: a Universidade Victoria de Wellington tem mais de 16 mil alunos, considerando graduação e pós-graduação.
  • Internacionais: bastante receptiva, a Universidade Victoria de Wellington conta com diversos programas de intercâmbio e acolhimento de alunos de origem estrangeira. Você pode tanto concorrer aos processos seletivos tradicionais, desde que cumpra todos os requisitos, quanto checar o sistema de parceiras e escolher a melhor oportunidade.
Veja também: Universidade de Auckland: tudo que você precisa saber!

Estrutura de ensino na Victoria University

  • Campus: espalhada por toda a capital, a Universidade Victoria de Wellington possui cinco campi ao total. O mais antigo deles é o Kelburn Campus, onde são ministradas as disciplinas iniciais dos cursos. Já o Pipitea Campus é coração dos estudos de Direito, enquanto o Te Aro Campus trata dos estudos em Arquitetura e Design. Os cursos de economia ficam no Auckland Premises e os demais cursos ficam no Karori Campus.
  • Faculdades: a Universidade Victoria de Wellington conta com oito faculdades dentro de seus campi: Arquitetura e Design, Educação, Engenharia, Pesquisa, Ciências Humanas e Ciências Sociais, Direito, Ciência e Economia. Cada uma delas tem seus cursos, disciplinas e programas específicos. Por isso, é importante checar bem cada uma delas para saber se a sua área de estudos é contemplada.
Confira: Intercâmbio Nova Zelândia: preço para viajar amanhã!

Diferenciais desta universidade em Wellington

  • Pós-graduação: existem diversos programas de pós-graduação na Universidade Victoria de Wellington, que são reconhecidos em todo o mundo por sua qualidade e contribuição acadêmica.
  • Flexibilidade: ao contrário do sistema brasileiro, o currículo da Universidade Victoria de Wellington é bastante flexível e aberto. Isso significa que você pode explorar diferentes áreas do conhecimento e ampliar sua área de estudo para diversos focos. A possibilidade de obter dois diplomas também é viável.
  • Bem estar: além de esportes e programas de exercícios físicos, os alunos também contam com um excelente sistema de suporte que envolve acompanhamento e apoio psicológico.

Interessado em fazer um intercâmbio na Nova Zelândia para estar com o inglês em dia antes de iniciar seu curso?

Promoção intercâmbio na Nova Zelândia com a Descubra o Mundo.

Veja depoimentos de quem já fez intercâmbio por lá:

Comentários

comentários