em Malta

10 motivos para estudar e viver em Malta durante o verão

Malta é um dos destinos mais procurados por quem quer aprender um novo idioma e não é para menos: o lugar une algumas das melhores características para intercâmbio que alguém pode esperar, como belezas naturais estonteantes, povo acolhedor e ainda o custo de vida mais barato da Europa. Características muito atrativas para quem quer ter a experiência de viver em Malta, por algumas semanas ou meses.

Na Descubra o Mundo, você tem opções de cursos com duração de 2 a 36 semanas, tempo que você pode aproveitar para fazer novas amizades, conhecer a rotina local, se familiarizar com os encantos do lugar, ter a experiência de viver em Malta e ainda sair de lá com o inglês afiadíssimo.

A melhor época para fazer um intercâmbio em Malta é no verão, quando você pode aproveitar suas praias e todas as atividades que o local oferece.

Veja 10 motivos para estudar e viver em Malta durante o verão:

1 – Amizades

Como o verão é a estação perfeita para um intercâmbio em Malta, é também a época em que você poderá fazer mais amigos de nacionalidades diferentes: estudantes de todo o mundo preferem ir para lá no verão e a cidade ferve com os idiomas mais diferentes. Além das aulas de inglês, o que não faltam são atividades e baladas, tornando dias e noites inesquecíveis.

2 – Temperatura

Em Malta os verões são secos e longos, mas surpreendentemente, as brisas marítimas tornam o clima bastante agradável na maior parte do tempo, refrescando na medida certa. É verdade que quando o siroco sopra, até parece o verão do Rio de Janeiro, este ano considerada a capital mais quente do Brasil. Mas nada que as belíssimas praias de Malta não deem conta! A gente aposta que você vai adorar a experiência de viver em Malta por algumas semanas.

3 – Praias

Lá, o mar muito salgado e praticamente sem ondas é perfeito para braçadas a perder de vista. Os vários tons de azul já são um convite ao mergulho, mas o Mar Mediterrâneo fica ainda melhor no verão, quando as temperaturas chegam fácil aos 30ºC. A partir de meados de maio, a temperatura do mar fica acima dos 20º e chega aos 27ºC em agosto. Aí fica irresistível, não é mesmo?

4 – Bagagem

Roupas leves, biquínis, shorts, bermudas, óculos de sol, chapéus ou bonés, protetor solar: pronto, sua mala está pronta para ir estudar e viver em Malta no verão. Mas prepare o triplo de bagagem se a opção for o inverno, porque não vale subestimar o frio que faz por lá. Coloque casacos grossos, gorros, luvas, cachecóis, botas, muitas meias de lã e blusas pesadas.

5 – Verão x Inverno

Como você já deve saber, Malta é um arquipélago europeu pertinho da Sicília, na Itália, e tem mais de 300 dias de sol por ano. O maltês é o idioma principal e o inglês o secundário, por isso é um dos lugares preferidos da juventude europeia para férias e cursos de idiomas. No inverno, no entanto, não pense que o frio dá trégua. É verdade que não é tão gelado quanto em outras partes da Europa, mas como o clima de Malta é o Mediterrâneo Subtropical, entre janeiro e fevereiro, a temperatura média fica entre 9º e 16º. Fica todo mundo encasacado e encolhido, e como é também a época das chuvas (ao contrário do Brasil, que costuma chover no verão), a sensação térmica cai muito mais por causa da alta umidade, parecendo até temperaturas negativas.

6 – Blue Lagoon

Conhecida como a “Pérola do Mediterrâneo”, Malta é um pequeno país de belezas gigantescas, então aproveite o verão para fazer roteiros de bicicleta – o que não dá para fazer no inverno por causa da chuva e do frio. Há vários passeios muito legais, mas não deixe de ir à Gozo e Comino, onde fica a incrível Blue Lagoon. O lugar é paradisíaco e você vai querer passar horas boiando naquela verdadeira piscina de um azul como você nunca viu antes.

7 – Compras

No verão também é mais fácil fazer compras e, acredite, você vai querer aproveitar todas as vantagens oferecidas pela proximidade com a Itália e explorar as marcas que recheiam as lojas de Sliema a preços para lá de convidativos, principalmente quando comparados aos europeus. Como Malta já foi colonizada por árabes (além de espanhóis, franceses, britânicos, fenícios, romanos, espanhóis e por aí vai…), os mercados de rua também são muitos e bem legais, com artigos de moda, artesanato, utilidades, comes e bebes. Aproveite a vida em Malta durante o verão e conheça todos, mas não deixe de ir no da Merchant’s Street, na capital Valletta.

8 – Baladas

Baladas, festas, casas noturnas, beach clubs… O verão ferve de gente em Malta! Valletta reúne a maior parte deles, mas o Marrakech é um must local que atende a todas as idades, um verdadeiro ponto de encontro onde rola de tudo: música eletrônica, hip hop e world music. A área ao ar livre tem um clima todo especial. Outra dica? Aproveite os festivais que acontecem durante todo o ano nas aldeias e vilarejos, que são mais frequentes no verão, claro.

9 – Azure Window

O verão é a estação ideal para conhecer a Azure Window enquanto ela ainda existe. Sim, o ponto mais famoso de Malta pode desaparecer nos próximos anos! Na verdade, ela é uma formação rochosa que lembra ao mesmo tempo uma mesa e uma janela para o azul do céu e do mar na ilha de Gozo, em um lugar onde há ainda várias cavernas que podem ser exploradas em passeios de barco. Aproveite enquanto a Azure ainda existe, porque as pedras que a formam estão se desintegrando e caindo.

10 – Popeye

O verão é a estação perfeita para você se divertir ainda na Popeye Village; isso mesmo, uma vila de verdade construída especialmente para o filme do Popeye e que se transformou em um parque temático! Malta já foi cenários de um monte de filmes – O Código Da Vinci, Asterix e Obelix, O Conde de Monte Cristo, Tróia e World War Z, por exemplo -, mas o parque tem entrada gratuita e você só paga os brinquedos que for usar. Você se diverte nas atividades aquáticas e interage com os personagens do filme. Muito legal!

Leia também:

Agora que você já sabe tudo sobre o país, garanta já o seu intercâmbio em Malta! Bora estudar e viver em Malta durante o verão!

Faça seu intercâmbio em Malta com a Descubra o Mundo.

 

Comentários

comentários