em Malta

Saint Julian’s, Malta – Uma cidade agitada e fervilhante

St. Julian’s já foi apenas um pequeno e pacato vilarejo de pescadores em Malta. Os barquinhos coloridos de pesca continuam por ali, mas hoje, quem conhece Saint Julian’s, encontra uma cidade agitada e fervilhante, que inspira e respira diversidade cultural. Bares, restaurantes, casas noturnas, hotéis compõem o visual que se mistura às águas azuis do Mar Mediterrâneo. Em meio a esse visual incrível que dá à cidade grande potencial turístico, as portas foram abertas de vez a jovens estrangeiros de todos os cantos que tem o intuito de, não só descansar e curtir, mas também aprender. Por isso, excelentes escolas de idiomas esperam por você para um intercâmbio em Saint Julian’s, Malta.
 Spinola Bay | St. Julian's, Malta
Spinola Bay
St. Julian’s, Cidade de Malta

Spinola Bay é provavelmente o local que mais representa essa atmosfera. Os barcos atracados na baía são o símbolo da história dos pescadores locais em meio à evolução da cidade. Algumas dessas embarcações partem dali para passeios turísticos no Mar Mediterrâneo. De tão charmoso, esse virou um ponto de encontro e um dos principais cartões postais do país. Um calçadão acompanha a orla e, ao redor dele, restaurantes oferecem pratos de todos os tipos.

 Spinola Bay | St. Julian's, Malta | Foto: Monarch Butterfly Voyager
Spinola Bay
St. Julian’s, Malta
Foto: Monarch Butterfly Voyager

Ali pertinho ainda, a cerca de 10 minutos a pé, está Balluta Square – também é um bom lugar para relaxar e “ver a vida passar” (há vários lugares assim em St. Julian’s, Malta!). Além disso, você pode estudar ao ar livre ou aproveitar para se comunicar com a família usando o wi-fi gratuito chamado Malta PiAP (Public Internet Access Point). Para acompanhar, peça alguns snacks nos quiosques da praça.

9 razões para fazer intercâmbio ou quem sabe até mesmo morar em Malta

A arquitetura de St. Julian’s – Malta, impressiona. Como dissemos aqui, o país sofreu influências e domínios de diversos povos na história e isso se reflete nas construções. Na cidade de St. Julian’s, a cada caminhada, cantinhos interessantes vão surgir.

A arquitetura latina pode ser vista no Spinola Palace, construído em 1688. O palácio, pertencente à uma influente família italiana, fica no topo da colina Spinola. O local, infelizmente, não está aberto à visitação, mas a fachada por si só já é uma atração turística procurada. É possível admirar também a igreja neogótica de Nossa Senhora do Carmo, também conhecida como Balluta Church, datada de 1859. A igreja fica em Balluta Bay.

5 filmes que você tem que assistir antes de fazer um intercâmbio em Malta

Apesar de ser uma cidade litorânea encantadora, St. Julian’s em Malta não é famosa pelas praias, que são curtas, pequenas e pouco confortáveis por causa das rochas. Mesmo assim, o município se gaba por ter pelo menos duas faixas de areia: St. George e Balluta. 

St. George's Bay | St. Julian's, Malta
St. George’s Bay
St. Julian’s, Malta

A primeira, fica logo abaixo dos hotéis de primeira classe, encontrados no badalado distrito de Paceville. Balluta, mais próxima à cidade vizinha de Sliema, fica mais interessante e bonita em dias de maré baixa. A água é cristalina, perfeita para um mergulho e adorada pelos fãs de natação. Quem quiser um mergulho mais profissional deve procurar um estabelecimento especializado nesse serviço – como o Divewise Dive Centre ou o Starfish Diving. Esse pessoal vai te levar a passeios incríveis no fundo do mar, que incluem espécies marinhas e navios naufragados.

Veja os relatos de um intercâmbio em Malta: EU FUI: – Ace English Malta – O que fazer em Malta?

Em St. Julian’s, Malta, a vida está em Paceville. De dia, o local é perfeito para passear ou almoçar. De noite, serve como ponto de encontro de jovens estudantes do mundo todo que buscam diversão nos bares e baladas. A música eletrônica predomina, mas existem opções também de rock e ritmos latinos.

Paceville | St. Julian's, Malta
Paceville
St. Julian’s, Malta
Foto: Our Travel Pics

A noite começa por volta das 22h30. Uma hora depois, os clubes estão praticamente cheios. Não deixe de provar as cervejas locais Cisk e Hopleaf. A boa notícia aqui é: você só paga o que consumir. Ou seja, a entrada nos lugares é free. Isso significa que você pode pular de festa em festa até achar uma que te agrade!

Com uma oferta assim, é difícil não cair na tentação de ir para night todo santo dia! Mas quer um conselho? Badale em doses homeopáticas durante o intercâmbio. Você terá vários dias ou meses para se divertir horrores e conhecer todos os points. Se, logo na primeira semana, todas as possibilidades forem esgotadas de uma vez, no oitavo dia vem o tédio.

3 coisas que você pode fazer em uma viagem a Malta

Para comer nas cidade de Malta: você não terá dificuldade em encontrar pratos internacionais, como carnes em geral e massas. Até porque a gastronomia local é uma mistura mediterrânea, africana, europeia. Se quiser algo regional, prepare-se para comer coelho. Isso mesmo! O fenek é um prato maltês típico e popular, que nada mais é do que carne de coelho. Os pães de Malta também são muito famosos e acompanham os pratos. E como não poderia deixar de ser, sempre existe oferta razoável de peixes e frutos do mar.

Apesar deste post ter focado na vida em St. Julian’s, que é o reduto dos estudantes, saiba que tudo é muito, muito, muito perto em Malta. Dá para fazer praticamente tudo a pé. Para se ter uma ideia, se houvesse uma estrada que passasse por cima do oceano e ligasse as extremidades do país, seria possível cruzá-lo em duas horas. As cidades parecem bairros – Sliema, Valletta, Bugibba. Por isso, é tão comum “viajar”.

Bom, e quanto custa morar em St. Julian’s, Malta? Menos do que muita gente imagina. Malta é um país barato em comparação a outras localidades da Europa e até mesmo do Brasil. Já citamos que não é preciso pagar para entrar na maioria das baladas; uma cerveja ou dose de bebida custa mais ou menos € 3; o aluguel de um bom apartamento compartilhado dificilmente vai ultrapassar € 300; para residentes (como intercambistas), o ticket diário do ônibus, que permite viagens ilimitadas em 24 horas, sai por € 1,50.

Ficou apaixonado? Imagine pessoalmente. Descubra St. Julian’s

  • Inspire-se nesse vídeo: 12 meses em Malta

O que você precisa saber sobre St. Julian’s em Malta

  • É uma cidade de Malta que costumava ser um vilarejo de pescadores
  • Fica pertíssimo de outras cidades interessantes, como Valletta (a capital) e Sliema
  • Apesar de ser uma cidade litorânea, as melhores praias não estão ali
  • Você vai estudar e ouvir inglês britânico
  • As baladas começam por volta das 22h30 e a entrada é free

Motivos para fazer intercâmbio na cidade de St. Julian’s

  • Os jovens estrangeiros de Malta estão concentrados ali
  • A noites mais agitadas do país acontecem no distrito de Paceville
  • O custo de vida é considerado baixo para padrões europeus
  • O clima é agradável e faz sol o ano todo
  • As comidas dos restaurantes costumam ser ótimas e o prato típico é carne de coelho
Faça seu intercâmbio numa cidade de Malta com a Descubra o Mundo.

O que fazer em St. Julian’s, cidade de Malta

  • Admirar a arquitetura da Balluta Church e do Spinola Palace
  • Ir à praia (sem grandes expectativas!) em St. George ou Balluta
  • Tomar um café enquanto acessa o wi-fi público na Balluta Square
  • Passeios ou aulas de mergulho
  • De noite: badalar e/ou curtir o burburinho de Spinola Bay
 Conheça a experiência de quem já fez intercâmbio em Malta – EU FUI: relatos de um intercâmbio em Malta – Ace English Malta

Comentários

comentários