em Malta

EU FUI: Intercâmbio em Malta de curta duração – 4 semanas na ESE Malta

Malta está bombando! Mais um intercambista da Descubra o Mundo voltou de lá, cheio de histórias e experiências. O Nivaldo Lima, publicitário de 30 anos, morador de São Paulo, passou 4 semanas na escola ESE Malta. Apesar de o intercâmbio ter sido curto, foi muito proveitoso! Ele contou tudo aqui:

Por que escolheu fazer um intercâmbio em Malta?

Sinceramente, escolhi fazer um intercâmbio em Malta por causa das praias e do clima. Frio eu já passo em São Paulo. Escolhi estrategicamente o mês de maio por ser início do verão, com clima agradável, não tão frio e não tão quente.

E como estava o clima no período em que você estava lá?

Na semana que cheguei, no final de abril, o sol ainda estava escondido e as noite bem frias. Já da segunda semana para frente, peguei todos os dias de sol e um friozinho agradável à noite. Só choveu uma única vez.

O que mais gostou e o que menos gostou em Malta?

Gostei muito do lifestyle. Como quase todos os estudantes estavam acomodados nos prédios da própria escola, era muito fácil reunir os amigos para ir pra praia ou sair à noite.

Não gostei do sotaque maltês. Na escola, os professores tinham sotaque britânico, mas em muitos lugares da ilha as pessoas não falam inglês ou falam com sotaque maltês, que lembra o árabe.

Como é o transporte público em Malta? Como você se locomovia no dia a dia?

Do apartamento para a escola eu ia andando. Um trajeto de cerca de 10 minutos. No início achei bem confuso, pois é mão inglesa, as ruas têm trechos sem calçadas e os motoristas são acelerados. Mas depois fui me acostumando.

Para as praias mais distantes ia sempre de ônibus. O ticket custa pouco mais de 1 euro e é válido durante todo o dia, para qualquer trajeto. Talvez até por isso os ônibus fiquem bem lotados, principalmente a caminho dos pontos turísticos nos finais de semana.

O que achou do custo de vida de Malta?

O custo de vida em Malta é baixo, inclusive se comparado ao Brasil. Pesquisei bastante antes de ir, até porque tenho um blog de viagens, o www.buenasdicas.com, onde dou dicas como essas aos leitores. Não lembro mais valores, mas água, macarrão e atum, por exemplo, são bem mais baratos do que no Brasil. Nas baladas, além da entrada gratuita, as bebidas também saem bem em conta – às vezes até de graça, com os tickets distribuídos na rua durante o dia em Paceville.

Intercâmbio em Malta – preço e dicas para uma viagem barata

O que você fazia no seu tempo livre?

Diversão em Malta é simples: praia de dia, balada à noite. Pra sair dessa rotina “difícil”, às vezes ia para os famosos festivais de Malta, como o Festival da Nutella, as queimas de fogos e as boat parties.

Falando nisso, então… Como é a vida noturna em Malta?

A vida noturna básica dos estudantes é ir à Paceville, uma rua/escadaria cheia de baladas e bares. Alguns são bem bregas e tocam a mesma playlist toda noite, como o tal do Havanna Club. Já outros são aceitáveis, como o Native, com música latina e bons drinks. Sainda um pouco de Paceville, tem também o Juuls Bar, uma casa onde só toca reggae.

Dicas de bares e baladas em Malta

Quais passeios você fez em Malta? Quais recomenda?

Fui à Valetta, Sliema, à Blue Grotto, ao Cafe del Mar e à feira de frutos do mar de Marsaxlokk, entre outros. Mas, sem dúvidas, o melhor passeio que fiz e mais recomendo é a Comino, para conhecer e, se possível, nadar na linda Blue Lagoon.

Cidades de Malta: saiba tudo sobre Gozo, Comino e Valetta
Intercâmbio em Malta | Foto: arquivo pessoal/Nivaldo Filho
Blue Lagoon, Comino, Malta
Foto: arquivo pessoal/Nivaldo Filho

O que você achou da escola ESE Malta?

Fiz o curso General Intensive na ESE Malta. Se não me engano, eram 30 horas por semana, com aulas de manhã e à tarde.

A ESE Malta é bem localizada, com supermercados e restaurantes ao redor. A estrutura também é boa, com muitas salas de aula, biblioteca e um café – além de ser a escola com menos brasileiros entre as que pesquisei e conheci por lá.

Já a metodologia, deixa bastante a desejar. A base da aula são os diálogos entre duplas de alunos. Assim, você depende muito estar com um colega no mesmo nível e disposto a conversar. Digo isso porque encontrei muitos colegas com preguiça, desinteressados ou simplesmente caindo de ressaca na aula. Esse foi um método legal na primeira semana, mas depois se tornou um marasmo e totalmente desmotivador – principalmente nas aulas da tarde, que se arrastavam em turmas lotadas e barulhentas.

Com todo essa concentração no diálogo, não treinei absolutamente nada de gramática. Não existem provas, exercícios ou testes pra trocar de nível, o que gera o maior dos problemas: as distribuições de alunos por nível são péssimas. Vi muitas pessoas que mal se comunicavam em inglês em níveis acima de outros que eram muito bons. Totalmente sem cabimento.

Descubra tudo sobre a ESE Malta
Relatos, em vídeo, de um intercâmbio na ESE Malta

E qual é o perfil dos alunos na ESE Malta?

Mais da metade dos meus colegas tinha entre 17 e 22 anos. Encontrei também alguns de minha idade, na faixa dos 30, e uns poucos acima, de 40 em diante. E em todas turmas prevaleciam os turcos. Depois, acho que tinham mais holandeses e suíços.

Intercâmbio em Malta | Foto: arquivo pessoal/Nivaldo Filho
Intercâmbio em Malta
Foto: arquivo pessoal/Nivaldo Filho
Intercâmbio em Malta vale a pena – depoimento sobre a ESE Malta

Como você avalia o seu aprendizado? O seu inglês melhorou?

Meu inglês melhorou bastante, principalmente o vocabulário. Isso porque evitei andar em turmas de brasileiros e conversava em inglês 100% do tempo.

Onde você morou durante o intercâmbio?

Morei no edifício Tamarisk, um prédio da escola na cidade (que mais parece um bairro) de Swieqi. Recomendo. É a melhor maneira de fazer amigos e aproveitar o país.  O apartamento é grande e com uma ótima sacada. O único defeito era no banheiro, que não tinha chuveiro, só uma ducha de mão com quase nada de pressão.

Quantas pessoas moravam com você?

No meu apartamento cabiam cinco pessoas, mas na maior parte do tempo ficamos apenas em três. Criamos algumas regras de limpeza que deram certo na maior parte do tempo.

Por que você quis fazer intercâmbio? O que te motivou?

Precisava melhorar meu inglês, tanto por causa da minha profissão (publicidade) quanto para começar a escrever no meu blog (o www.buenasdicas.com que falei lá em cima). Eu não estudava desde 2002 e como estava desapontado com a empresa em que trabalhava, achei que era uma boa hora de passar um tempo fora.

Como um intercâmbio pode dar um up na sua carreira

Você fez um intercâmbio de curta duração. O que achou? Vale a pena mesmo sendo rápido?

Vale muito a pena. Mesmo rápido, deu pra desenferrujar o inglês e aprender coisas novas, além de fazer muitos amigos e agora ter onde ficar de graça nas próximas viagens (eu espero!). Haha!

Como tirar visto de estudante para intercâmbio em Malta

Como foi o atendimento da agência Descubra o Mundo?

Adorei a Descubra o Mundo. Desde o princípio, tiraram todas as minhas dúvidas e me ajudaram a escolher a escola e o destino. Se dependesse de um atendimento presencial, cheio de burocracia, talvez não tivesse viajado até hoje.

Totalmente online, foram presentes toda vez que precisei, com repostas rápidas por e-mails e Skype.

Você teve receio de fechar o intercâmbio com uma agência online? Qual foi a sua impressão durante o processo?

Bom, tive um leve receio porque nunca tinha ouvido falar. Pesquisei bastante a respeito na internet, inclusive olhando perfis no Facebook e LinkedIn. No fim, foi tudo muito fácil e transparente.

Você recomendaria a agência a outras pessoas? Por que?

Claro, inclusive já recomendei a Descubra o Mundo! Especialmente por ser tudo online e pelos preços um pouco abaixo das grandes redes de agências de intercâmbio.

Saiba mais sobre a agência Descubra o Mundo
Intercâmbio em Malta | Foto: arquivo pessoal/Nivaldo Filho
Praia de Ghajn Tuffieha, Malta
Foto: arquivo pessoal/Nivaldo Filho

Se, assim como o Nivaldo, você também quer fazer um intercâmbio em Malta, entre em contato com a equipe da agência Descubra o Mundo, que sabe tudo e mais um pouco sobre esse destino incrível. Bom intercâmbio!!

Comentários

comentários