em Malta

Conheça os principais pontos turísticos de Malta!

Malta é um país bem pequenino localizado no continente europeu. Tão pequeno que muita gente nem sabe que existe ou acha que faz parte da Itália. Na verdade, ele se encontra muito perto da Itália, cerca de 92 km da Sicília.

Com lindas paisagens, mar azul e bela arquitetura, quem pratica turismo em Malta ganha aconchego. O clima é bem agradável: o verão traz altas temperaturas, enquanto o inverno não é tão rigoroso.

Vai pra Malta? Confira o que você não pode perder!

A capital do arquipélago, Valletta

Vale à pena dedicar um tempinho especial dentro do seu roteiro para Malta na capital do arquipélago, Valletta.

Percorra as ruas do centro histórico da cidade e no caminho conheça a belíssima catedral de São João, os jardins de Lower Barrakka e ainda separe um tempo para visitar o Museu do Brinquedo de Valletta, obra de um colecionador independente.


Hipogeu, Tarxien e Marsaxlokk

O Hipogeu é o único templo subterrâneo pré-histórico conhecido, do qual se julga ter sido primeiro um santuário e posteriormente convertido em cemitério.

Como o templo fica muito próximo do templo Tarxien, aproveite também para conhecer este outro monumento antes de ir até à pitoresca aldeia de pescadores de Marsaxlokk.


Ilha de Gozo

Imagine um local de águas cristalinas, areias claras e céu azul de dar inveja a qualquer cartão-postal. Assim é a Ilha de Gozo. É um dos pontos turísticos mais famosos de Malta.

Não muito distante da ilha central, Gozo é a segunda maior ilha de Malta. Para chegar até ela será preciso fazer um belo passeio de barco, muito agradável, por sinal.

As dicas do que visitar em Gozo incluem o centro histórico de Victoria, as famosas salinas de Marsalforn e, sem dúvida, o impressionante Templo Ggantija.

Para finalizar o dia com perfeição, não deixe de visitar (antes do sol se pôr) a encantadora Lagoa Azul, que fica em Comino. De águas rasas e revelando em cada canto um tom de azul diferente, é uma paisagem que não sairá de sua mente por muito tempo.


Mdina

A dica é aproveitar para conhecer Mdina, Rabat e os famosos templos megalíticos.

Mdina é um dos últimos exemplos de uma cidade cujos muros ancestrais ainda estão de pé. E esse é só um dos detalhes da arquitetura da cidade, que mistura o medieval com o barroco.

Rabat fica próxima de Mdina e também apresenta uma riqueza histórica impressionante. Ao passear por lá, deve constar em seu roteiro: a Villa Romana, as catacumbas, a Gruta de São Paulo, os sítios arqueológicos e as muitas igrejas da cidade.


Vida noturna em Malta

A vida noturna da ilha está concentrada em Paceville, um bairro de Saint Julian’s visto como o point dos jovens. A região é agitada 24 horas por dia, já que lá estão localizados escolas de inglês, supermercados, bancos, restaurantes.

O agito em Malta começa cedo. Muitos bares ficam cheios já no período da tarde, quando há as promoções de happy hour. Mas se a ideia é curtir a noite, prepare-se para sair por volta das 22h30. Pouco depois disso, os clubes estão praticamente cheios.

Os lugares mais badalados fecham somente no fim da madrugada. Malta é um país super seguro. De noite, todos têm o costume de ir para as baladas a pé mesmo, sem preocupações. Se você estiver hospedado em Paceville ou perto, provavelmente você voltará de madrugada caminhando.

Alguns bares/baladas famosos e imperdíveis: Bar Celona Lounge, Qube, Hugos Terrace, Hugos Lounge, Soho Lounge, Cafe Del Mar, Native Bar, Lever 22 Club.


Museus

Em Malta vale a pena relaxar e conhecer alguns de seus museus históricos também.

Em Valetta a lista é enorme, pense em algum destes:

  • As salas de guerra de Lascaris
  • Museu Postal de Malta
  • Centre de Fortificações (Fortifications Interpretation Center)
  • Forte Rinella
  • Forte St. Elmo – Museu Nacional da Guerra
  • Museu Nacional de Arqueologia
  • Ordem dos Hospitalários

Agora você sabe exatamente o que fazer em Malta!

Até a próxima!

Comentários