em Intercâmbio

5 motivos para fazer um intercâmbio na América Latina

Quando pensam em viajar, a maioria das pessoas querem ir para os Estados UnidosCanadáInglaterra… Mas para fugir do óbvio, fazer um intercâmbio na América Latina pode ser uma ótima opção. A América Latina conta com diversas cidades bonitas e paisagens deslumbrantes. A proximidade geográfica dos países latinos com o Brasil também se traduz em algumas semelhanças na cultura, além das viagens serem, em geral, mais econômicas.

Entre as centenas de cidades para escolher na hora de fazer um intercâmbio na América Latina, há opções de praias, cidades históricas, montanhas, ilhas… A seguir, confira alguns motivos para fazer seu intercâmbio na América Latina!

Procurando opções de cursos ou escolas para seu Intercâmbio na América Latina? Confira nossas opções de pacotes para realizar essa aventura:

5 motivos para fazer um intercâmbio na América Latina

1- O espanhol pode ser um diferencial no currículo

Sempre ouvimos falar da importância do inglês para a vida profissional, mas a verdade é que ter fluência em uma terceira língua, como o espanhol, também é muito importante. O espanhol é a segunda língua mais falada e estudada em todo o mundo. Portanto, adquirir fluência na língua com experiências em cursos fora do país certamente é um diferencial que pode contar muito para entrar no mercado de trabalho.

2- Os custos são mais baixos

A taxa de câmbio é outro ótimo motivo para fazer intercâmbio na América Latina. O real é mais forte do que as moedas dos países vizinhos, e essa folga no orçamento pode permitir intercâmbios de maior duração, o que resulta numa imersão ainda maior e mais profunda no novo idioma. O fato de o real ser uma moeda valorizada ainda pode permitir alguns luxos que não seriam possíveis em outros países. Num intercâmbio no Chile, por exemplo, a possibilidade de provar ótimos vinhos chilenos sem gastar muito certamente é uma vantagem!

3- O ensino é de boa qualidade

Os cursos da América Latina não devem nada aos da Europa. Eles são oferecidos como alternativa para quem quer estudar espanhol sem gastar muito, mas sem deixar a qualidade de lado. O Uruguai, por exemplo, tem o mais alto nível de educação do nosso continente: 98% de sua população é alfabetizada. A Argentina também é conhecida por aliar os baixos custos ao ensino de alta qualidade.

4- A possibilidade de conhecer maravilhas naturais

Imagine só: você estuda num país de língua espanhola econômico, com ensino de qualidade e ainda tem a chance de conhecer as mais belas paisagens naturais durante as horas vagas e fins de semana. Se você estuda em Santiago, por exemplo, durante os dias úteis está inserido numa cidade moderna, limpa e cheia de arranha-céus, contrastando com os Andes ao fundo. E durante os fins de semana, o Chile oferece os mais variados tipos de paisagens para conhecer: o deserto do Atacama, cidades históricas, lagos, geleiras, praias, fiordes, vulcões… Já um intercâmbio em Cusco ou Lima, no Peru, abre mais possibilidades de conhecer Machu Picchu, Patrimônio Mundial da UNESCO.

5- Brasileiros têm isenção de visto

Entrar na saga para conseguir um visto de estudante pode dificultar e atrasar qualquer intercâmbio. E a América Latina ainda possui esse benefício, pelo menos para cursos de até três meses de duração. Chile, Venezuela, Peru, BolíviaColômbia e Argentina solicitam dos brasileiros um passaporte válido ou apenas a carteira de identidade emitida há menos de 10 anos para entrar no país em casos de viagens de até 90 dias. Se o tempo de permanência for maior, aí sim o visto de estudante é necessário.

Ficou convencido? Não deixe de marcar o seu intercâmbio na América Latina. Descubra nossos países vizinhos. Descubra o Mundo!

Comentários

comentários