em Intercâmbio

Intercâmbio e trabalho no exterior: quer melhor que isso?

Ter uma experiência internacional é, sem dúvida, uma etapa muito importante para qualquer pessoa.

Seja para estudar e aperfeiçoar o idioma ou fazer um curso em sua área de atuação, seja para trabalhar e conhecer mais do dia a dia das pessoas que vivem nesse país, a experiência é extremamente significativa e construtiva no âmbito pessoal e profissional.

Se a viagem puder congregar, ao mesmo tempo, intercâmbio e trabalho no exterior, melhor ainda!

E saiba que isso é possível!

Alguns países aceitam vistos de estudantes com a modalidade de trabalho embutida, desde que a atividade não tenha influência sobre os estudos.

A quantidade de horas de trabalho semanais está prevista pelas leis de imigração e deve ser sempre e estritamente respeitada durante a sua estadia no país de destino, mas é possível encontrar excelentes opções de combinação e que podem ser adequadas para pessoas de diferentes interesses e perfis.

Não são todos os lugares que aceitam esse tipo de estadia com estudo e trabalho durante o intercâmbio.

Na Europa, se destaca sempre a Irlanda, que se tornou um verdadeiro reduto de estudantes brasileiros e de outros países da América do Sul.

O país é bastante receptivo e amigável com relação aos estrangeiros e é considerado um dos melhores lugares para quem quer fazer intercâmbio para trabalhar no exterior.

Como o país é grande e bastante diversificado, não faltam opções de empregos em áreas variadas e que permitem que seja possível ganhar salários que conseguem arcar com boa parte dos custos da sua viagem.

Veja, nesta postagem, tidos os detalhes para fazer um intercâmbio de estudo e trabalho no exterior em países como Irlanda, Austrália e Nova Zelândia.

Faça seu intercâmbio de Estudo & Trabalho com a Descubra o Mundo.
Saiba mais: Saiba tudo para estudar e trabalhar no exterior

Dicas de como fazer intercâmbio de estudo e trabalho no exterior

Austrália, Irlanda ou Nova Zelândia, qual você via escolher?

Intercâmbio e trabalho no exterior: Irlanda

Quais os requisitos necessidades desse estudo?

Para obter o visto de estudante, é preciso que o curso a ser realizado tenha uma carga horária de, no mínimo, 15 horas semanais. As aulas precisam ser realizadas entre 8h e 18h; ou seja: não é possível ter um visto de estudante para aulas e cursos estritamente noturnos e sem carga horária durante o dia.

Posso trabalhar por quanto tempo?

Durante o período de aulas, é possível trabalhar por, no máximo, 20 horas semanais. Já durante o período de férias, você pode aumentar as suas horas por até 40 semanais.

Veja também: O guia definitivo para Intercâmbio Irlanda Trabalho e Estudo

Intercâmbio e trabalho no exterior: Nova Zelândia

Como funciona o visto para trabalhar e estudar?

A Nova Zelândia ainda é um país pouco povoado e, por isso, apresenta ótimas políticas de imigração, tanto para quem quer aprender inglês quanto para quem quer fazer um curso superior ou profissionalizante.

A Nova Zelândia tem mais de 25 instituições de ensino superior e diversas escolas de idiomas. Para conseguir o visto de estudante, é preciso estar matriculado em uma delas e apresentar a documentação comprovatória.

Quais os requisitos necessidades desse estudo?

É necessário que o curso escolhido tenha uma duração mínima de 14 semanas e que a frequência nele seja superior a 75% do tempo.

Posso trabalhar por quanto tempo?

Todos os estudantes estrangeiros na Nova Zelândia matriculados em cursos com mais de 14 semanas de duração têm permissão para trabalhar por 20 horas por semana durante a época de aulas. Os estudantes que fazem cursos com duração superior a 12 meses podem trabalhar em regime integral durante as suas férias

Confira: Visto de trabalho nova Zelândia: conheça 2 tipos

Intercâmbio e trabalho no exterior: Austrália

Como funciona o visto para trabalhar e estudar?

As regras de imigração da Austrália são bem semelhantes as da Nova Zelândia. É preciso estar matriculado em um curso de 14 semanas ou mais para poder o visto adequado.

Posso trabalhar por quanto tempo?

Fazendo um intercâmbio para trabalhar e estudar na Austrália, é possível trabalhar até 20 horas semanais enquanto estiver tendo aulas ainda.

Veja mais: Venha se divertir, estudar e trabalhar na Austrália!

Mesmo depois de todas estas dicas, ainda está com dúvidas?

Então baixe nosso e-book gratuito agora mesmo: Intercâmbio Estudo & Trabalho

Confira também depoimentos de quem saiu do Brasil e foi estudar e trabalhar no exterior:

Comentários

comentários