em Inglês

Abra portas em sua vida e vá estudar inglês fora do Brasil

Estudar inglês fora do Brasil pode ser a melhor alternativa para quem quer de fato aprender a língua a ponto de se tornar fluente ou, pelo menos, avançado. No Brasil, muitas escolas de idiomas prometem fluência, e algumas ainda, em busca de destaque, divulgam slogans milagrosos como “aprenda inglês em 3 meses”.

Mas se você não se considera nenhum gênio linguístico e deseja de fato se tornar fluente em inglês, no menor tempo possível, o melhor mesmo seria praticá-lo diariamente, correto? Afinal não existe milagre quando se trata de aprender outro idioma.

Aproveite os descontos de intercâmbio da Descubra o Mundo.

E esse contato diário e constante com o idioma só pode ser conquistado se você estudar inglês fora do Brasil.

Neste postagem, veja dicas e ótimos motivos para estudar inglês fora do país e voltar com a mala carregada de fluência e vocabulário!

Saiba mais: Quais as vantagens de fazer um intercâmbio para casa de família?

Porque estudar inglês fora do Brasil

Dar um salto na carreira, abrir portas na vida, conhecer outros lugares, costumes e povos, conseguir desfrutar melhor de uma viagem no exterior… Seja lá qual for seu objetivo, estudar inglês fora do Brasil pode ser o caminho para atingi-lo.

E mesmo para aqueles que não dispõem de recursos financeiros suficientes para cobrir as despesas lá fora, há outras alternativas, como estudar e trabalhar ao mesmo tempo.

Países como Austrália, Nova Zelândia e Irlanda são destinos onde é possível atingir o objetivo de estudar inglês fora do Brasil e cobrir os custos com um trabalho de meio período, tudo legalizado.

Como estudar inglês e trabalhar no exterior legalmente

Austrália:

Se destaca por suas políticas de incentivo à imigração, uma vez que tem escassez de mão de obra. Você pode optar por cidades como Adelaide, Brisbane, Byron Bay, Cairns, Gold Coast, Melbourne, Noosa, Perth, Sunshine Coast ou Sydney, que possuem excelentes escolas de inglês, e são bastante abertas a estudantes brasileiros.

O país permite vistos para que alunos de cursos regulares trabalhem meio período – até 20 horas por semana – não comprometendo dessa forma o grande objetivo de estudar inglês fora do Brasil. Enquanto não dominar bem o idioma, você pode atuar como atendente de lojas, ajudante de limpeza, garçom, caixa ou atendente em supermercado, repositor de mercadorias ou pintor.

Nova Zelândia:

O país também não dispõe de mão de obra suficiente para alguns setores econômicos e por isso abre boas oportunidades para trabalho e estudo. Auckland, Queenstown e Wellington são as cidades mais procuradas para o intercâmbio.

Para trabalho, os setores agrícola, de construção civil e o de serviços – como bares, restaurantes e hotéis – são os que mais contratam estrangeiros.

Irlanda:

É também uma excelente opção para quem quer estudar inglês fora do Brasil, sendo muito bem recebido. A terra do escritor James Joyce e do músico Bono Vox, apesar de estar na Europa, tem calor humano em meio ao clima ameno e úmido, com temperaturas médias de 4 °C no inverno, e 16 °C no verão.

O grande atrativo do país é a facilidade de conceder vistos a pessoas que querem estudar e trabalhar, sendo uma opção excelente para quem está com orçamento reduzido para bancar os custos do intercâmbio. Dublin é a cidade preferida, mas também há opções como Bray, Cork, Galway e Limerick.

Veja também: Nova Zelândia ou Austrália, qual a melhor para intercâmbio?

Estudar inglês fora do Brasil pode te abrir portas profissionais

Certamente uma boa parcela de profissionais brasileiros já perdeu oportunidades excelentes de trabalho por não ter o tão desejado inglês fluente ou, ao menos, avançado.

Atualmente a língua não é mais vista como diferencial, principalmente quando falamos de empresas globais. Estas, ao abrir um processo seletivo, não apenas mencionam o inglês como um requisito mínimo, mas também chegam ao ponto de aplicar testes online, no qual o candidato tem menos de um minuto para responder cada questão em inglês.

Difícil se dar bem em um teste como este se realmente o candidato não estiver com o inglês afiado.

Melhor aproveitamento nas viagens

Seja a trabalho ou a lazer, viajar ao exterior é uma excelente oportunidade de conhecer novos lugares e pessoas e assim, enriquecer sua vida.

E não conseguir se comunicar bem, quando se está em outro país, além de muito estressante, pode dificultar a realização de uma porção de atividades importantes, que vão desde a visitação a locais turísticos – onde você pode não entender nada do que o guia está explicando  até a experimentação de um restaurante famoso, quando você pode pedir algo que deteste, por falta de entendimento do cardápio. Imagine a situação!

Fazer uma viagem de férias ao exterior é algo muito especial, uma experiência única, que demanda tempo e geralmente uma boa quantia de dinheiro. O que se espera é aproveitar ao máximo essa oportunidade e isso algumas vezes só é possível se você entender bem o idioma universal.

Por isso, não resta dúvidas de que estudar inglês fora do Brasil é uma forma excelente de acelerar seu aprendizado no idioma. Não perca tempo e procure um programa que melhor atenda suas necessidades e perfil.

Quer saber todas as dicas de como fazer um intercâmbio? Então baixe nosso e-book gratuito: Veja alguns depoimentos de quem fez intercâmbio e tem muito pata te contar:

Comentários

comentários