em Depoimentos Intercâmbio (Eu Fui)

Relatos de um intercâmbio em Londres – International House London

Oba! Mais seção EU FUI – Intercâmbio em Londres, Inglaterra.

Hoje, vamos conhecer a Maria Gabriela D’Andréa, de 24 anos, que passou seis meses em Londres, estudando inglês e moda – uma experiência incrível! Ela relata como foi esse período no exterior e dá vááárias dicas bacanas para que está pensando em fazer um intercâmbio em Londres, como ela. Leia e anote!


Por que você escolheu fazer intercâmbio em Londres?

Eu escolhi fazer um intercâmbio em Londres por vários motivos: sou do interior de São Paulo, mas moro na cidade de São Paulo desde os 18 anos. Por conta disso, sempre gostei de cidades grandes e Londres é uma delas, claro! Além disso, um dos principais motivos da viagem foi o aprimoramento do inglês. Como eu sou publicitária e trabalhava em uma agência de publicidade em que usava muito o idioma, senti necessidade de melhorar o aprendizado. E aproveitei para fazer dois cursos de curta duração na University of the Arts London, voltados para moda – tema que gosto muito. Optei por essa cidade, pois queria morar na Europa, ao invés dos Estados Unidos, Canadá, Austrália. E na Europa, uma das principais cidades para aprender o inglês é Londres.

London Eye | Intercambio em Londres, Inglaterra | Foto: arquivo pessoal
London Eye
Intercambio em Londres, Inglaterra
Foto: arquivo pessoal

Do que você mais gostou e menos gostou durante seu intercâmbio em Londres?

Sinceramente, acho difícil dizer o que não gostei em Londres. A cidade é incrível, enriquecedora! Nunca tinha ido para Londres antes, portanto foi uma experiência inesquecível! Mas, começando com o que “menos gostei”: o tempo, que às vezes fica nublado e cinzento; os dias que escurecem às 15h no inverno; e o número grande de estrangeiros do mundo inteiro – ao mesmo tempo que é muito legal e diferente, complica um pouco para aprender o inglês britânico, pois muitas pessoas que vivem em Londres não são inglesas de origem.

São muitas as qualidades de Londres, é difícil enumerá-las. O que eu mais gostei, e tenho total certeza que é disso que sinto mais falta no Brasil, é a segurança e a fácil mobilidade. O transporte público é ótimo e o mêtro (tube) é, de longeee, um dos melhores do mundo. Você vai para qualquer lugarzinho de Londres com ele. O trem é outro meio de transporte super útil que leva a cidades do interior de Londres com facilidade e rapidez e a outros países como França (Paris). Além disso, no metrô a segurança é nota 1000:  somos filmados mais de 10 vezes por dia pela segurança municipal.

Outra coisa que me fez apaixonar durante esse meu intercâmbio em Londres foram os parques e o quanto a cidade é arborizada e limpa! A arquitetura deixa a cidade toda aconchegante, pois as casas são, em sua maioria, estilo ‘vitorianas’ e todas as construções seguem o mesmo padrão.

Conheça 7 atrações imperdíveis em Londres.

Os passeios turísticos são inúmeros, além dos musicais, museus e muitas outras atrações incríveis que nunca acabam. Como morei de junho (inicio do verão) até dezembro (início do inverno), tive a oportunidade de conhecer muitos eventos que acontecem na cidade, como festivais de música eletrônica, shows como Bon Jovi, Wimbledon (campeonato mundial de tênis) e, no inverno, fui ao Winter Wonderland, evento que reúne todo o pessoal da cidade para comes e bebes com um parque de diversão. Super divertido!

Wimbledon | Intercâmbio em Londres | Foto: arquivo pessoal
Wimbledon
Intercâmbio em Londres
Foto: arquivo pessoal

Nos conte mais sobre o transporte público de Londres…

O transporte público é um dos melhores do mundo. O metrô (tube) é super bom e seguro. A única coisa ruim é que, após às 23h, o metrô fecha, então os únicos meios de transporte são os táxis (cabs) ou os ônibus, que são um pouco mais difíceis de pegar do que o metrô. Mas, com o tempo e com a ajuda de apps e mapas, você se acostuma.

Para andar de mêtro, existe o ticket à parte, que pode ser comprado apenas para ir e voltar ou andar durante uma semana. Mas também existe o outro ticket, que é o mais usado por todos, chamado Oyster: é um cartão que você pode recarregar o quanto quiser ou pagar por mês de acordo com as “zonas” que você andar por Londres. Por exemplo: Se você andar apenas nas zonas 1 e 2 é mais ou menos 100 libras por mês. Se você for usar a zona 3 também, é um pouco mais caro.

Outro meio de transporte que é super divertido e até mesmo turístico no verão, são as bicicletas, que ficam distribuídas pela cidade e que podem ser alugadas por meia hora ou até uma semana (com valores diferentes). O legal é que existe um aplicativo  que mostra onde você pode alugar ou devolver, se tem bike disponível para alugar ou não etc.

Existem aplicativos super úteis que ajudam:


E os ingleses, qual é a sua opinião sobre eles?

Achei que o contato com os ingleses seria “pior” e que eles seriam mais reservados. Mas eu estava errada: eles são muito educados e gentis. É claro que existem exceções, mas a experiência que tive foi positiva.


Como é o custo de vida em Londres?

O custo de vida em Londres é um dos mais altos da Inglaterra, afinal é a capital do país e a cidade de maior giro econômico. Mas, pensando por outro lado, você faz uma compra de supermercado ‘mensal’ e o custo total é baixo, relativo com o quanto gastamos no Brasil (máximo 35 libras).

Para comer, é possível economizar se fizer compras em supermercados, ao invés de optar por comer todos os dias em restaurantes. A respeito do transporte, a melhor opção é comprar o Oyster do metrô, que é válido para ônibus também, e fechar o pacote mensal (estudante tem desconto).


Onde você morou durante seu intercâmbio em Londres?

Eu morei no primeiro mês em casa de família e os gastos são menores, pois tive opções de escolhas para o pagamento. Paguei para ficar 1 mês (um dormitório separado só para mim) com café da manhã incluso (custo: 600 libras). Portanto, eu não tinha gastos para lavar a roupa, para o café da manhã, água, luz e afins.

Depois que sai da casa de família, morei sozinha em um apartamento, pois as residências estudantis que eu queria estavam lotadas e não tinha uma amiga para dividir o apartamento na época. Eu optei pelo lugar que ia morar os outros 5 meses lá em Londres, pois não sabia se iria gostar ou não da família (por isso só fechei 1 mês antes de ir), se iria conhecer alguém para dividir apartamento ou se iria para uma residência estudantil.

Para alugar o apartamento, eu contei com a sorte e ajuda de um amigo que mora em Londres e que foi comigo em agências de imóveis para negociar o contrato. Consegui um flat com tamanho bom. O único problema que eles só fechavam o contrato pagando 6 meses adiantados e eu só fiquei 5 meses no apartamento. De qualquer forma, fechei, pois a localização era super boa (zona 1), a 10 minutos a pé da minha escola (uma estação de metrô). Localização faz muita diferença para morar em Londres, portanto é muito legal conseguir morar perto da escola, local de trabalho ou curso.

O aluguel não foi barato, pois tive que pagar tudo de uma vez (os 6 meses). Mas, pensando que eu morava sozinha na zona 1, o custo foi ok para Londres (1.100 libras por mês – sem contar a conta de energia; eu não tinha internet, TV e nem máquina de lavar). Portanto, o custo-benefício de morar em casa de família é melhor, mas normalmente as localizações das casas são mais distantes.

Durante o intercâmbio em Londres tive vários amigos que moravam em residências estudantis. Uma das melhores de Londres é a Nido com várias opções de custos e com umas três sedes em locais diferentes da cidade. Uma dica, se você optar pela residência, é já fechar antes de fazer o intercâmbio (às vezes há descontos com a escola) ou checar se tem quarto disponível um mês antes, já que são locais procurados por estudantes do mundo inteiro. O legal de residências estudantis é que você conhece muitas pessoas diferentes e pode ficar nas áreas comuns conversando, aprimorando o inglês e fazendo amizades com pessoas do mundo todo.


Como foi a sua experiência em casa de família?

Gostei muito de morar na casa de família. Eu morava com o “pai”, a “mãe” e um “irmão mais velho”. Dormia sozinha e dividia o banheiro com o irmão. Acredito que melhoraria ainda mais meu inglês morando os 6 meses com eles. Eu amei a família, eles eram muito amáveis e pacientes. Eu podia fazer tudo o que eu queria e chegar a hora que eu quisesse. Só não fiquei mais lá, pois era zona 3 – um pouco mais distante da escola.


E morar sozinha durante sua viagem por Londres, foi bom?

Foi muito bom também, pois é possível ter total liberdade (por exemplo, minha mãe e algumas amigas me visitaram e ficaram comigo, sem problemas e preocupações). A única coisa ruim é que você tem menos contato com pessoas diferentes que estão na mesma casa ou residência.


Quais as opções de lazer de Londres? O que você fazia no seu tempo livre?

Eu tive a oportunidade de começar meu intercâmbio durante o verão em Londres, e muita sorte de pegar dias (raros) lindos e ensolarados na cidade. Eu não parava um minuto! Ia para a escola na parte da manhã e depois já emendava e fazia os passeios turísticos. Optei por estudar só de manhã para conhecer a cidade a tarde toda. No começo, eu fazia passeios mais turísticos, que são infinitos! A escola que estudei inglês (International House London em Holborn) disponibilizava vários passeios com descontos e levava os estudantes para atrações turísticas. Com a escola, eu fui para Wimblendon, para musicais, conheci os estúdios do filme Harry Potter, conheci as casas do Parlamento (dentro do prédio do Big Ben), entre outros.

Londres é uma cidade que não para, sempre tem atrações novas! Em alguns dias, aluguei as bicicletas que ficam nas ruas e foi muito divertido, pois consegui ir para vários lugares mais rápido. É impossível enumerar os passeios, pois é algo muito pessoal e depende do gosto, vontade e também da questão financeira de cada um. Mas um ponto que é super positivo é que a maioria dos museus é de graça!

Estúdios do filme Harry Potter | Intercâmbio em Londres | Foto: arquivo pessoal
Estúdios do filme Harry Potter
Intercâmbio em Londres
Foto: arquivo pessoal

Coloco aqui os passeios que mais gostei e também algumas dicas sobre Londres:

Atrações turísticas:

  • Big Ben (House of Parliament London)
  • London Eye
  • Bunckingham Palace (é possível conhecer alguns cômodos internos do palácio entre julho e agosto, quando a Rainha Elizabete está de férias e quando ocorre a troca de guarda até às 11h e aos sábados também).
  • Tower Bridge
  • Southbank
  • London Tower (onde tem as jóias e coroa da Rainha Elizabete)
  • Westminster Abbey (igreja que a Rainha Elizabete casou)
  • St. Pauls (igreja onde a Princesa Diana casou. Vale a pena entrar e subir até a cúpula para ver a vista de Londres lá de cima, são muitooos degraus, mas é recompensador!)
  • Trafalgar Square
  • Kensington Palace (fica dentro do Hyde Park – tem o museu que estão as roupas da princesa Diana e da rainha. E, em uma das partes do palácio, mora o príncipe William com Cat).
  • Estúdios do filme ‘Harry Potter’
  • Greenwich (onde tem o Meridiano de Greenwich – linha que divide o mundo entre ocidente e oriente. Fui de barco pelo Rio Tâmisa. É possível pegar o barco perto da London Tower.)
  • Passeio de barco para Little Venice (saindo de Candem Town)

Museus:

  • Victoria and Albert Museum
  • Natural History Museum
  • The Brtitish Museum
  • Science Museum
  • Tate Modern
  • National Gallery Museum

Bairros/Regiões/Ruas /Lojas:

  • Candem Town (bairro conhecido por ser onde Amy Winehouse morava)
  • Notting Hill (Portobello Market aos finais de semana é uma delicia! Lá perto tem a famosa livraria do filme ‘Um Lugar Chamado Notting Hill’)
  • Mayfair
  • Covent Garden
  • Chelsea
  • Piccadily Circus
  • Leicester Square
  • Liverpool Street
  • Knightsbridge (luxuoso bairro de lojas de departamento – Harrods e Harvey Nichols)
  • Avenida “The Mall” (inicia na Trafalgar Square e termina no palacio de Bunckingham)
  • Shoreditch Street (rua famosa de moda e arte)
  • Regent Street, Oxford Street, Conduit Street e Bond Street (principais ruas de compras, onde estão lojas de departamento como Liberty, John Lewis, Fortnum & Mason e Selfridges)
  • Westfield London (maior shopping urbano da Europa)

Parques:

  • Hyde Park (o passeio de pedalinho no verão é muito legal e vale conhecer o memorial da Princesa Diana)
  • Green Park
  • Holland Park (tem um jardim japonês muito bonito)
  • Regent Park
  • James Park

Clubs/Baladas/ Bar/Restaurantes:

  • Project Club
  • Cuccko Club
  • Madox Club
  • Vista Bar London (fica no hotel Trafalgar Square e tem uma vista incrível! Fica aberto no verão. Importante reservar.)
  • OXO Bar (tem uma vista muito bonita do outro lado do Rio Tâmisa. Importante reservar.)
  • Made in Brasil (restaurante brasileiro em Candem Town para matar a vontade da comida do Brasil!)
  • Kua Aina (hambúrguer delicioso)
  • Jamie Oliver Italian (em Leicester Square)
  • Bens Coockies (melhor coockie de Londres, tem em Covent Garden)
  • Sketch (bar, restaurante com decoração super diferente. Importante reservar.)
  • Radio Rooftop Bar (Me Hotel – vista incrível! Importante reservar. )
  • Novikov (Italian e Asian – é mais caro, mas vale a pena ir. Importante reservar)
  • Portobello Organic Kitchen em Notting Hill
  • Sr Sassi (italiano muito bom. Importante reservar)
  • Sushisamba (é mais caro, mas a vista é incrível! Importante reservar.)
  • Bicester Village (outlet localizado perto de Londres. É possível ir de trem.)

Little Venice | Intercâmbio em Londres, Inglaterra | Foto: arquivo pessoal
Little Venice
Intercâmbio em Londres, Inglaterra
Foto: arquivo pessoal

Durante seu intercâmbio em Londres. Qual curso você fez e o que achou?

Eu fiz o curso de inglês na escola International House London por 5 meses, no período da manhã, e gostei muito. Os professores são muito bons e a escola te dá liberdade para trocar de professor, se não gostar do método de ensino. A localização da escola é ótima (em Holborn).

É preciso ter 80% de presença nas aulas para conseguir o certificado e, dependendo do tempo de estudo, é possível tirar uma semana de holiday para viajar. O inglês melhorou muito. Às vezes, penso que se eu tivesse ficado os 6 meses completos na casa da família teria aprendido até mais do que gostaria, pelo convívio diário com o inglês britânico (de origem). Mas não me arrependo de ter ido morar sozinha e ter a minha liberdade. Fiz também dois cursos de curta duração relacionados à moda na University of the Arts London (Fashion College) e amei!


Quais foram as principais dificuldades que enfrentou morando em Londres?

Quando cheguei, a principal dificuldade foi o idioma. Mesmo sabendo inglês, é diferente viver o dia a dia em uma cidade em que há várias pessoas do mundo inteiro, com sotaques diferentes. Mas depois de duas semanas, o ouvido já acostuma e facilita. Em relação ao clima, dei muita sorte, porque os dias estavam muito bons e quase não peguei aquela chuvinha chata que todos dizem. É claro que o vento é muito gelado e parece cortar o rosto, mas não foi uma coisa que me incomodou.

A comida me incomodou um pouco no começo, pois eles não são acostumados a comer arroz, feijão, carne, frango, todos os dias. Há muitos restaurantes, mas como a vida é corrida, é comum ver as pessoas comendo lanches e salgados pelas ruas, metrôs, ônibus.

A convivência não foi um problema para mim, pois faço amizades facilmente e a escola também ajuda bastante, incentivando com grupos e eventos para as pessoas se conhecerem. Além disso, sempre acaba tendo brasileiros – não tem como fugir.


Teve a oportunidade de viajar e conhecer outras cidades da Inglaterra? 

Eu tive a oportunidade de viajar para o interior da Inglaterra e para outros países. Fui para Bath e Stroud e para Espanha, Portugal, Itália, França e Holanda. Gostaria de ter ido para mais cidades do interior, como Oxford e Cambridge, mas acabou que tudo ficou super corrido e deixei passar.


O que você achou do atendimento da DMI? 

Achei o atendimento excelente! Todos foram super atenciosos. A facilidade da troca de e-mails é ótima, pois qualquer dúvida ou problema eram respondidos super rápido! O processo [pela internet] foi rápido e simples. Quando eu precisava falar alguma coisa mais importante, usava o telefone.


Recomendaria a agência a outras pessoas?

Claro! Meu cunhado e irmã recomendaram a agência para mim e adorei! Todo o atendimento foi super bom, acessível e informal, o que facilita se surgir qualquer problema e dúvida. Graças a Deus, não tive nenhum problema financeiro, de segurança e saúde. Minha viagem foi wonderful!!!

Avenue The Mall | Intercâmbio em Londres, Inglaterra | Foto: arquivo pessoal
Avenue The Mall
Intercâmbio em Londres, Inglaterra
Foto: arquivo pessoal

Gabiiii, adoramos o depoimento sobre seu intercâmbio em Londres! Super completo e útil! Esperamos que venham outros intercâmbios futuros… :)

E se você, que está lendo esse post, quiser fazer perguntas para a Gabi ou para a equipe DMI, escreva nos comentários aqui em baixo. Hora de programar o seu intercâmbio, né? Faça seu intercâmbio em LondresDescubra o Mundo.

Comentários

comentários

  1. Quanto custa viver uns 5-6 meses em Londres?

  2. Oi Célio, tudo bem?

    Vai depender bastante da privacidade e do conforto que você vai querer ter, mas em média o custo de vida em Londres gira em torno de mais ou menos $ 800,00 – $ 1000,00 Libras esterlinas por mês.

    Claro que da para viver com menos, mas como lhe disse tudo vai depender do que você busca para o seu dia a dia.

    A nossa agência é a Descubra o Mundo Intercâmbio e somos especialistas em intercâmbio.

    Caso queira um orçamento, é só acessar o link abaixo e preencher suas informações:

    http://www.descubraomundo.com/solicite-um-orcamento

    Grande abraço,

    Equipe Descubra o Mundo Intercâmbio

  3. Oi Célio, tudo bem?

    Nossa agência é a Descubra o Mundo Intercâmbio. Você quer que a gente envie um orçamento para você? Caso tenha interesse, é só nos informar:

    -Duração do seu programa (Quanto tempo você pretende ficar estudando fora)?

    -Data de Embarque:

    -Se você tem preferência por algum país, cidade ou escola?

    -Se você está buscando a melhor opção em termos de custo x benefício ou se está buscando a melhor escola?

    Somos especialistas em intercâmbio e temos diversas opções, temos certeza que em nossa agência você irá encontrar uma opção de programa que atenda as suas necessidades.

    Grande abraço,

    Equipe DMI

  4. Oi Célio, tudo bem?

    Nossa agência é a Descubra o Mundo Intercâmbio. Você quer que a gente envie um orçamento para você? Caso tenha interesse, é só nos informar:

    -Duração do seu programa (Quanto tempo você pretende ficar estudando fora)?

    -Data de Embarque:

    -Se você tem preferência por algum país, cidade ou escola?

    -Se você está buscando a melhor opção em termos de custo x benefício ou se está buscando a melhor escola?

    Somos especialistas em intercâmbio e temos diversas opções, temos certeza que em nossa agência você irá encontrar uma opção de programa que atenda as suas necessidades.

    Grande abraço,

    Equipe DMI

  5. Oi Célio, tudo bem?

    Nossa agência é a Descubra o Mundo Intercâmbio. Você quer que a gente envie um orçamento para você? Caso tenha interesse, é só nos informar:

    -Duração do seu programa (Quanto tempo você pretende ficar estudando fora)?

    -Data de Embarque:

    -Se você tem preferência por algum país, cidade ou escola?

    -Se você está buscando a melhor opção em termos de custo x benefício ou se está buscando a melhor escola?

    Somos especialistas em intercâmbio e temos diversas opções, temos certeza que em nossa agência você irá encontrar uma opção de programa que atenda as suas necessidades.

    Grande abraço,

    Equipe DMI