em Europa

Mochilão no Leste Europeu: economia, beleza e lugares desconhecidos pela maioria

Fazer Mochilão no Leste Europeu é uma opção para quem quer fugir dos países europeus mais populares e ter um destino mais econômico e com uma infinidade de ofertas culturais e históricas.

O tempo que é perdido em imensas filas e lugares sempre lotados nos países mais populares, durante um Mochilão no Leste Europeu não irá acontecer.

O ritmo no Leste Europeu em relação aos pontos turísticos e acessos é bem mais tranquilo. O mochileiro pode apreciar cada lugar calmamente sem deixar passar nada por falta de tempo.

Um Mochilão no Leste Europeu costuma ser motivado em grande parte, pela vida noturna bem agitada e pela oportunidade de conhecer pessoas do mundo todo e lugares bem diferentes.

Outra vantagem é que o sistema ferroviário da Europa é muito eficiente e o caminho entre os países será uma recompensadora atração à parte.

Já pensou em fazer um intercâmbio de idiomas no início do seu mochilão, e depois se perder pelo Leste Europeu?

Intercâmbio Institucional 728x90

Veja mais: Pacotes de mochilão pela Europa: confira 6 roteiros incríveis

Separamos 5 destinos no Leste Europeu que você precisa incluir no seu Roteiro

IMPORTANTE: A estimativa de gastos em cada país foi baseada na taxa câmbio vigente no dia 20/06/218.

1- Grécia

O país é a síntese de tudo o que um visitante procura, dos mais sofisticados ou no melhor estilo mochilão.

Oferece história, boa música, povo hospitaleiro e divertido, a gastronomia saborosa e as praias exuberantes.

O que visitar na Grécia:

  • Acrópole – O monumento histórico mais visitado da Grécia, localizada no alto da cidade de Atenas, com diversas construções e o principal o Templo de Partenon construído entre 447 a 438 a.C.
  • Mykonos – Ilha repleta de vielas, casinhas brancas e lindo pôr do sol. É a paisagem que melhor sintetiza a Grécia e sempre retratada em filmes e novelas.
  • Museu Pré-Histórico de Thira – fica na cidade de Fira e possui objetos do século 17 antes de Cristo e outros fósseis de 60 mil anos.

Custos médios de um mochileiro:

  • Hospedagem: Youth Hostel Anna 6.00 por noite
  • Transporte: 3.20
  • Alimentação: 15.60
  • Bebidas e entretenimento: 10.50
  • Passeios Turísticos: 3.00
  • Gastos diários 38.30 Euros = US$ 45.60 por dia

Fonte: Price of Travel

2- Albânia

Apresenta belas paisagens mediterrâneas, pouquíssimos turistas e ótimos preços para os mochileiros.

Até 1990 vivia sob o regime comunista e não era permitida a entrada de turistas nem a saída de albaneses.

O que visitar na Albânia:

  • Tirana – a capital da Albânia fornece paisagens como o castelo de Kruja e suas nove torres do século V e VI, teatro nacional e museu etnográfico.
  • Girokastra – tomada pelo patrimônio da humanidade possui muitos casarões otomanos e castelos. Lojinhas com o artesanato local e armazéns antigos.
  • Riviera Albanesa – praias quase desertas exceto no verão, onde os europeus vizinhos visitam o lugar em grande número. Possui areias brancas e lindas praias pouco conhecidas. Perto ali, existe ainda um parque com piscinas naturais chamado de Blue Eye Spring.

Custos médios de um mochileiro:

  • Hospedagem: Tirana Backpakers 10.00 por pessoa
  • Transporte: 7.00
  • Alimentação: 15,00
  • Bebidas e entretenimento: 70,00
  • Passeios Turísticos: 4,50
  • Gastos diários 130 Lekes/1 Euro = US$ 45.60 por dia

Fonte: sites diversos e consulado

Veja também: Quais são os melhores países da Europa? Confira e corra conhecer!

3- Croácia

Beleza, castelos, história e um alto índice de Desenvolvimento Humano. Começou a pouco tempo despertar o interesse dos mochileiros brasileiros por possui muitos dias de sol e um verão com muitas atrações e eventos.

O que visitar na Croácia:

  • Zagreb – cidade com muito verde localizada ao pé da montanha Medvednica, possui muita cultura, arte e entretenimento.
  • Dubrovinik – Com muralhas de mais de 1940 metros de extensão, preservada em sua forma natural. Possui arquitetura no estilo gótico, barroco e renascentista.
  • Ilhas na Croácia – Possui mais de 1000 ilhas banhadas pelo mar Adriático. A mais procurada é Hvar, extremamente ensolarada e frequentada por artistas e pessoas da alta sociedade.

Custos médios de um mochileiro:

  • Hospedagem: Hostel Temza 54.00 por noite
  • Transporte: 20.00
  • Alimentação: 84.00
  • Bebidas e entretenimento: 36.00
    Passeios Turísticos: 30.00
  • Gastos diários 224.00 HRK = US$ 35.16 por dia

Fonte: Price of Travel

4- Hungria

Fazia parte do Império Austro-húngaro, possui belíssimas atrações e construções.

Considerada a capital termal da Europa com 1400 fontes de água e com a facilidade de estar localizada em um ponto aonde o mochileiro consegue se deslocar para qualquer outro país.

O que visitar na Hungria:

  • Budapeste – considerada uma das melhores noites do leste europeu. Recebe turistas do mundo todo, inclusive pelo seu roteiro de festas. Conheça também a ponte das correntes, palácio real e a  igreja de Mathyas.
  • Parlamento Húngaro – às margens do rio Danúbio em Peste, com 268 metros de comprimento por 168 de largura. Seu estilo é neogótico e a noite fica especialmente bonito pela iluminação.
  • Termas – herança da invasão romana as termas são de saunas secas ( até 80º C e com raspas de gelo para massagear a pele), a vapor e as piscinas mornas e frias. Bom para o mochileiro relaxar antes de partir para outro destino.

Custos médios de um mochileiro:

  • Hospedagem: Sziget City Hostel – 2.234 por night
  • Transporte: 7.00
  • Alimentação: 3.120
  • Bebidas e entretenimento: 1050
  • Passeios Turísticos: 1800
  • Gastos diários 8.904 HUF = US$ 33.86 por dia

Fonte: Price of Travel

5- Bulgária

O país consegue preservar a história de mais de 7 mil anos em suas igrejas, aldeias, mosteiros, ruínas, fortalezas medievais e até alguns monumentos comunistas, que convivem com outras atrações mais modernas.

O que visitar na Bulgária:

  • Sofia –  é sua capital com muitos cafés gourmets, restaurantes e grandes centros comerciais. Os preços possuem ótima relação custo benefício. As ruas refletem os vestígios otomanos, romanos e soviéticos.
  • Museu de História Nacional – conhecido como o maior museu da Bulgária e relativamente novo de 1973, com 600 objetos em exposição.
  • Nacional Palace Culture – grande centro de convenções, conferências e feiras. Na última segunda feira de todo mês a entrada é gratuita.

Custos médios de um mochileiro:

  • Hospedagem: Hostel Mostel – 19.55 (incluído café da manhã)
  • Transporte: 3.20
  • Alimentação: 16.80
  • Bebidas e entretenimento: 7.50
  • Passeios Turísticos: 6.00
  • Gastos diários = BGN 53.05 = US$ 32.15

Fonte: Price of Travel

As belezas do Leste Europeu não são tão divulgadas, mas descobri-las irá compensar no bolso de quem realiza em mochilão no Leste Europeu.

O viajante gastará muito menos do que o esperado e poderá explorar lugares que para a maioria ainda continuam desconhecidos.

Confira: Viagem para Europa de Mochilão e o sonho de conhecer o velho continente gastando pouco

Que tal finalizar seu mochilão no Leste Europeu cruzando a Europa e passar uma temporada na Irlanda, onde é possível estudar e trabalhar legalmente, dependendo do tipo de intercâmbio que você fizer?

Veja mais dicas neste e-book gratuito:

Confira depoimentos de quem fez intercâmbio de idiomas na Irlanda e ficou por lá um bom tempo:

6 meses na Irlanda: intercâmbio na Cork English Academy

Comentários

comentários