em EUA

5 mitos americanos que ganharam uma boa dose de exagero

Os estereótipos existem em todas as culturas e países e isso é natural. Antes de tudo, é preciso conhecê-los. Depois, analisá-los e se informar. Depois, alimentar certo espírito crítico: nem tudo o que ouvimos ou lemos por aí condiz com a realidade. Antes de embarcar numa viagem ou intercâmbio, separe o joio do trigo, as verdades das mentiras.

Mitos americanos. Nem tudo que reluz é ouro!

Para te ajudar, listamos 5 mitos americanos que contam sobre os EUA e sobre os norte-americanos. Veja:

Mito 1: “Os norte-americanos são ricos”

Mitos americanos
Mitos americanos

Não caia nesse mito americano. Os Estados Unidos são um país rico que têm uma população de mais de 300 milhões de habitantes. Isso significa que existe de tudo: milionários, ricos, classe média, pobres, muito pobres. Para se ter uma ideia, os ricos são 1% da população e concentram 19,3% da renda das famílias norte-americanas, segundo dados de 2012 da Receita dos EUA. Isso significa que o país sofre há algumas décadas com o que nós, brasileiros, conhecemos bem: a desigualdade de renda. Para entrar no clube do 1% mais rico nos Estados Unidos é preciso ter renda anual de, pelo menos, 350 mil dólares. Dá quase 60 mil reais por mês (FontesVeja e Exame). Uma grande diferença em relação ao Brasil é que, de uma forma geral, é difícil fazer essa distinção social. Isso porque até pessoas pobres têm acesso à educação de qualidade e, com isso, convivem nos mesmos ambientes que grupos mais endinheirados.

Mito 2: “Você vai sofrer preconceito nos EUA.”

Mitos americanos
Mitos americanos

Também não acredite nesse mito americano. É mais provável que os norte-americanos sejam indiferentes em relação a você do que intolerantes, principalmente nas capitais e nas regiões metropolitanas, onde a imigração faz parte do ambiente. Por isso, dificilmente haverá preconceito gratuito e escancarado nos arredores de Los Angeles, Nova York, Chicago, Washington DC, Boston, San Francisco etc. Mas é verdade que em municípios e vilarejos menores, a população costuma ser mais fechada e conservadora. Com isso, você, como estrangeiro, pode ser alvo de curiosidade e também de comentários preconceituosos. De qualquer modo, essa não é uma regra como muitos pensam. Ao contrário: é uma situação que tem se tornado cada vez mais rara.

 Pensando em viajar?  Visto EUA – Como preencher o DS-160 passo a passo

Mito 3: “Os EUA são um país de sedentários.”

Mitos americanos
Mitos americanos

Not true. É claro que existem pessoas sedentárias (como em todos os lugares), mas generalizar essa condição é um exagero e apenas mais um mito americano. O governo dos Estados Unidos dá infraestrutura e incentivo para quem quiser praticar esporte. Ciclovias e praças esportivas públicas estão disponíveis para qualquer um, em quase todas as cidades. O esporte é altamente incentivado desde cedo nas escolas e jovens atletas ganham bolsas de estudos nas melhores universidades do país. As competições universitárias, das modalidades mais diversas possíveis, são super profissionais e levadas muito a sério.

Conheça os principais pratos típicos dos Estados Unidos

Mito 4: “Junk foods são as comidas americanas mais comuns.”

Mitos americanos
Mitos americanos

Mais um mito americano. Ok, é inegável que as chamadas junk foods, presentes nas redes fast foods, com hambúrgueres, frituras e refrigerantes, estão por toda a parte em uma proporção maior em relação ao Brasil. Mas não faltam opções de alimentação saudável, inclusive nesse modelo “express” que oferece pratos rápidos compostos por saladas, grelhados, peixes, comida exclusivamente orgânica ou vegetariana. Você vai se surpreender com a quantidade de lugares assim, voltados para o ‘público saúde’. Dentro das casas, os hábitos (bons e ruins) variam em cada família.

Mito 5: “Os norte-americanos são alienados.”

Mitos americanos
Mitos americanos

Novamente, a questão é bem parecida com o mito americano de número 1. A alienação, assim como o preconceito, é mais comum em cidades menores, em famílias que convivem em ciclos mais homogêneos. Nas metrópoles, a população é mais informada, miscigenada, e consegue enxergar “fora da caixa”. Isso acontece também no Brasil: é mais provável que pessoas que vivem em cidadezinhas do interior tenham visão mais míope. A diferença é que o norte-americano é extremamente patriota. Então, por ter muito orgulho do país, nutre um espírito de superioridade, olha apenas para o próprio quintal, distancia-se de outras realidades e por aí vai… Não dá para saber muito bem qual etapa desencadeou a outra, mas essa sensação de alienação vem desse ciclo. Mas, novamente: não vale generalizar.

9 filmes que você tem que assistir antes de ir para os Estados Unidos

____

As questões acima são reflexos de um estereótipo do povo norte-americano. Como em toda caricatura, as características são baseadas em fatos reais, em aspectos que realmente existem, mas a elas é adicionada uma boa dose de exagero. Se não fosse assim, seriam retratos perfeitos e não caricaturas, certo?

Por isso, onde quer que seja o seu intercâmbio, não faça generalizações: esteja aberto para conhecer, experimentar e ampliar visões. Descubra os Estados Unidos.

Veja também: 8 curiosidades sobre o Hawaii que você precisa conhecer

Comentários

comentários