em Dicas

[GUIA] Sedes da Copa do Mundo desde 1930 e seus campeões: conheça mais sobre essa história

Não há nada no futebol que se possa comparar com a Copa do Mundo. Nenhum outro evento esportivo pode competir em importância: a última Copa do Mundo da FIFA alcançou 3,2 bilhões de telespectadores em todo o mundo e 1 bilhão assistiu à final. Ser sede da Copa do Mundo é uma responsabilidade que até hoje foi cumprida por 17 países.  

Em 1928, a FIFA tomou a decisão de organizar seu próprio torneio internacional. Os Jogos Olímpicos de Verão de 1932, realizados em Los Angeles, não planejavam incluir o futebol como parte de seu programa devido à baixa popularidade do esporte nos Estados Unidos. A FIFA e o COI (Comitê Olímpico Internacional) também discordaram sobre o status de jogadores amadores, e o futebol foi retirado dos Jogos.

O presidente da FIFA, da época, Jules Rimet, organizou, então, o torneio inaugural da Copa do Mundo. Com o Uruguai, agora duas vezes campeão mundial de futebol, comemorando seu centenário de independência em 1930, a FIFA nomeou o país como anfitrião da primeira Copa do Mundo de Futebol.

As nações selecionadas foram convidadas a enviar uma equipe, mas a escolha do Uruguai como sede da competição significou uma longa e custosa viagem pelo Oceano Atlântico para as nações europeias.

De fato, nenhum país europeu se comprometeu a enviar uma equipe até dois meses antes do início da competição. Rimet finalmente persuadiu equipes da Bélgica, França, Romênia, Hungria e Iugoslávia a fazer a viagem.

No total participaram 13 nações – 7 da América do Sul, 4 da Europa e 2 da América do Norte.

Assim, a primeira das sedes da Copa do Mundo foi o Uruguai em 1930. A seguir, faremos uma retrospectiva dos países que, posteriormente, fariam história como o destino de cada Copa.

Depois, ainda vamos destacar 4 países sede da Copa do Mundo e que são imperdíveis para se visitar e estudar. Pode anotar aí no caderno de viagens, quais são seus próximos destinos.  

Leia também: Copa do Mundo de futebol feminino: história, campeãs e artilheiras

Sedes da Copa do Mundo | Linha do tempo de 1930 a 2018

A seguir, criamos uma linha do tempo com os países sede da Copa do Mundo, destacando breves curiosidades e informações de cada edição.

1930 – Uruguai

Como já apresentamos, anteriormente, 13 equipes participaram do primeiro torneio da Copa do Mundo no Uruguai.

Devido às dificuldades em viajar para a América do Sul, apenas quatro equipes europeias escolheram participar.

Todos os jogos foram disputados na cidade de Montevidéu.

1934 – Itália

A Itália foi a sede da Copa do Mundo de 1934, a primeira edição na qual as equipes tiveram que se qualificar para garantirem seus lugares no evento. Foram selecionadas 32 nações para entrarem na competição, com 16 equipes chegando às finais.

O ano de 1934 foi a estreia de Itália, Alemanha e Espanha, na Copa do Mundo.

A final entre a Itália e a Tchecoslováquia terminou empatada em 1-1, o que significa que pela primeira vez o título seria decidido com tempo extra. A Itália marcou depois de cinco minutos e garantiu sua primeira vitória.

1938 – França

A sede da copa do mundo de 1938 foi novamente na Europa, pela segunda vez consecutiva. Essa foi uma decisão que causou polêmica na América do Sul e levou o Uruguai e a Argentina a se retirarem da competição.

A Indonésia, então conhecida como Índias Orientais Holandesas, tornou-se a primeira equipe asiática a se classificar para o torneio.

A Itália manteve o troféu depois de uma vitória por 4-2 sobre a Hungria.

Será seria a última edição até 1950, quando, com o fim da Guerra, os jogos retornaram.

1950 – Brasil

Apesar de ser favorita para vencer, a Inglaterra sofreu uma surpreendente derrota por 1 a 0 para os EUA e foi eliminada do torneio após outra derrota para a Espanha. No primeiro torneio após a guerra, o Japão e a Alemanha foram banidos, embora a Itália, campeã em título, pudesse retornar.

Todas as partidas foram disputadas em duas etapas de grupos. Precisando apenas de um empate no último jogo decisivo, o Brasil, sede da Copa do Mundo de 1950, perdeu por 2 a 1 para o Uruguai diante de expectadores atordoados no estádio do Maracanã (mal sabiam eles, que em 2014, o 7×1 seria ainda mais doloroso).

1954 – Suíça

A sede da Copa do Mundo 1954 foi a Suíça, que não teve muito destaque na edição, que teve como final, Alemanha Ocidental e Hungria.

Sem uma liga profissional na época, os alemães ocidentais eram efetivamente um lado amador. Liderados pelo inspirador atacante Ferenc Puskas, a equipe húngara conhecida como The Magnificent Magyars foi a favorita para vencer o torneio. Entretanto, os alemães saíram vitoriosos na final contra os húngaros, vencendo por 3 a 2 em uma partida que ficou conhecida como “O Milagre de Berna”.

1958 – Suécia

Pela primeira vez a União Soviética se classificou para a Copa do Mundo.

Até então o torneio havia sido o único para o qual a Itália não havia conseguido se classificar, até a copa da Rússia, em 2018, da qual a Squadra Azzurra, também ficou de fora.

Pelé, de 17 anos, fez sua estreia na Copa do Mundo: na época, ele era o jogador mais jovem a aparecer na competição. A sede da Copa do Mundo de 1958, Suécia, chegou à final onde conheceu o Brasil. Apesar de a Suécia ter assumido a dianteira, o Brasil terminou a partida de forma enfática ao vencer por 5 a 2, com Pelé contribuindo com dois gols.

1962 – Chile

Depois de duas sedes da Copa do Mundo terem sido, consecutivamente, na Europa, o torneio voltou para a América do Sul.

E o país escolhido como sede da Copa do Mundo de 1962 foi o Chile.

Agora uma estrela no Real Madrid, o jogador húngaro Ferenc Puskas, o mesmo que jogou pela Hungria em 1954, mudou sua nacionalidade antes do torneio, se tornando jogador da Espanha.

Com lesão, o Brasil perdeu Pelé durante a Copa, mesmo assim, se manteve campeão, com uma equipe liderada por Garrincha e Amarildo.

1966 – Inglaterra

Acostumada a sediar a Copa da Inglaterra, pela primeira vez o país se torna sede da Copa do Mundo de 1966, recebendo seleções do mundo todo para o torneio, na terra considerada mãe do futebol.

Meses antes do torneio, o troféu Jules Rimet foi roubado. Uma semana depois, foi recuperado graças aos esforços de um cão farejador.

Portugal e a Coréia do Norte fizeram sua estréia na Copa do Mundo em 1966.

Original de Moçambique, então uma colônia portuguesa, o atacante português Eusébio foi o maior goleador do torneio com 9 gols.

A Inglaterra encontrou a Alemanha Ocidental na final e se tornou a campeã mundial do ano.

1970 – México

Com o México como sede da Copa do Mundo de 1970, essa foi a primeira edição realizada na América do Norte.

A final entre Brasil e Itália terminou em 4 a 1 e o mundo viu o Brasil conquistar a Copa do Mundo pela 3ª vez. Por conseguir essa façanha, o Brasil ganhou o direito de manter o Troféu Jules Rimet. O troféu foi roubado em 1983, em exibição no Rio de Janeiro e nunca mais foi recuperado.

1974 – Alemanha Ocidental

Sem muitas curiosidades na edição, a Alemanha Ocidental começou a competição como a sede da Copa do Mundo de 1974 e terminou como campeã mundial, em um jogo contra a favorita Holanda.

1978 – Argentina

A equipe holandesa, apesar da ausência de Cruyff, novamente chegou à final. Lá eles enfrentaram a nação anfitriã Argentina em frente a uma multidão ferozmente partidária em Buenos Aires.

Ajudado por dois golos do melhor marcador do torneio, Mario Kempes, a Argentina terminou, não apenas como sede da Copa do Mundo de 1978, mas também como campeão com uma vitória por 3-1.

1982 – Espanha

Com a sede da Copa do Mundo 1982 sendo a Espanha, o torneio expandiu de 16 para 24 times. Isso permitiu que mais times da África e da Ásia se qualificassem.

Argélia, Honduras, Kuwait e Nova Zelândia fizeram sua estreia.

A Itália venceu a Alemanha Ocidental por 3 x 1 no estádio Bernabeu, em Madri, e conquistou seu 3º título, empatando com o Brasil.

O atacante italiano Paolo Rossi foi o artilheiro, enquanto o goleiro Dino Zoff se tornou o jogador mais velho a ser campeão.

1986 – México

Originalmente programado para ser organizado pela Colômbia, a sede da Copa do Mundo de 1986 foi transferida para o México depois que a Colômbia enfrentou dificuldades financeiras.

Depois de receber o torneio em 1970, o México se tornou o primeiro entre os países sede da Copa do Mundo, a sediar a competição 2 vezes.

Canadá, Dinamarca e Iraque fizeram sua estreia. 1986 viu a primeira aparição da “onda mexicana”, uma demonstração espontânea de apoio da multidão ainda usada hoje. A Argentina, com Diego Maradona, encontrou a Alemanha Ocidental na final, onde conquistou o troféu depois de uma vitória por 3-2.

1990 – Itália

A sede da Copa do Mundo de 1990 também já havia recebido uma competição em 1934.

A surpresa do torneio foi Camarões, que saiu apenas nas quartas-de-final contra a Inglaterra.

A final foi realizada entre os alemães e a Argentina, em um jogo mal-humorado, que viu os dois primeiros cartões vermelhos emitidos em uma final da Copa do Mundo. Ao final a Alemanha conquistaria a vitória.

1994 – EUA

Finalmente, a sede da Copa do Mundo de 1994 foi nos Estados Unidos.

A final no Rose Bowl, Pasadena, terminou sem gols após a prorrogação, então foi a primeira final, da história da Copa do Mundo, decidida por pênaltis. Depois de quatro penalidades, o italiano Roberto Baggio deu o chute na trave e o Brasil recebeu o troféu do vice-presidente dos EUA, Al Gore.

Brasil, tetracampeão depois de 24 anos da última vitória.

1998 – França

A Copa do Mundo de 1998 ampliou o número de equipes de 24 para 32.

O “gol de ouro”, passou a decidir jogos que terminassem empatados.

Em uma final conturbada, entre Brasil e França, o país sede da Copa do Mundo de 1998, terminou como a grande campeã com dois gols de Zinedine Zidane e um de Emmanuel Petit.

2002 – Japão e Coreia do Sul

A Coreia do Sul e o Japão foram as primeiras sedes da Copa do Mundo do continente asiático, além de estrearem a modalidade de sede conjunta.

Todos os, então, 7 países vencedores da Copa do Mundo se classificaram.

No primeiro jogo a França perdeu para o Senegal. Depois de um empate sem gols com o Uruguai e uma derrota para a Dinamarca, o atual campeão saiu sem marcar nem um único gol.

Brasil e Alemanha se encontraram na final. O atacante Ronaldo estava em sua melhor forma, marcando 2 gols para ver o Brasil conquistar a Copa do Mundo pela quinta vez (se tornando o maior vencedor da história, pelo menos até 2022, quando outros poderão empatar a façanha) e a Alemanha foi derrotada em uma final pela quarta vez.

Leia também: Veja os maiores vencedores da Copa do Mundo de 1930 até hoje!

2006 – Alemanha

A sede da Copa do Mundo de 2006 foi uma Alemanha diferente da primeira sede, afinal estava reunificada.

Antes de sair da competição para a França, o atacante brasileiro Ronaldo marcou seu 15º gol na Copa do Mundo, um recorde que permaneceu até 2014, quando Miroslav Klose completou 16 gols realizados em suas 4 participações em Copas. Ronaldo e Klose são dois dos maiores artilheiros das Copas do Mundo.

A final da Copa do Mundo foi vencida pela Itália nos pênaltis, após empate em 1 x 1 com a França. O jogo é mais lembrado pelos motivos errados, ou seja, a expulsão de Zinedine Zidane por uma cabeçada dada no italiano Marco Materazzi.

2010 – África do Sul

Quinze anos depois de receber a Copa do Mundo de Rugby, a África do Sul também realizou o torneio da FIFA, se tornando sede da Copa do Mundo 2010. Essa foi a copa das Vuvuzelas.

A Espanha foi campeã mundial ao derrotar a Holanda por 1-0.

2014 – Brasil

O país do futebol, foi sede da Copa do Mundo de 2014, mas não esperava viver o que o destino reservava.

Com uma extensão continental, o Brasil possuiu 12 estados sede da Copa do Mundo em 2014:

  • Rio de Janeiro;
  • São Paulo;
  • Minas Gerais;
  • Rio Grande do Sul;
  • Distrito Federal;
  • Paraná;
  • Bahia;
  • Pernambuco;
  • Rio Grande do Norte;
  • Ceará;
  • Amazonas;
  • Mato Grosso.

A Espanha, detentora do título, foi inesperadamente eliminada na fase de grupos, juntamente com os vencedores anteriores, Inglaterra e Itália. Mais choques ocorreram nas semifinais, quando os anfitriões do Brasil foram derrotados por 7 a 1 pela Alemanha.

Ao ganhar a taça, a Alemanha se tornou a primeira nação europeia a vencer o torneio nas Américas.

2018 – Rússia

Até então, a última edição do torneio, a sede da Copa do Mundo de 2018 foi a Rússia.

Em uma final inédita entre o sucesso Croácia e a França, os franceses levaram o título, mas Luka Modrić, da Croácia levou o título de melhor jogador da competição (meses depois também levaria a Bolsa de Ouro, desbancando Messi e Cristiano Ronaldo).

A edição que colocou a Rússia, finalmente, entre as sedes da Copa do Mundo, entrou para a história por ter sido a Copa do Mundo mais cara já realizada, com um valor total de 14,2 bilhões de dólares.

Foi também a primeira edição de uma Copa a fazer uso do Árbitro Assistente de Vídeo (VAR).

Agora que você conhece as sedes da Copa do Mundo e um pouco mais da história de um dos maiores eventos esportivos do mundo, que tal visitar esses países, conhecer um pouco sobre o legado da copa, visitar estádios e ainda aprender, com um intercâmbio cheio de aprendizado?

A seguir, separamos 4 países sede da Copa do Mundo, que são excelentes destinos para visitar e estudar.

Turismo e aprendizado nos países sede da Copa do Mundo

1. Itália

Duas vezes sede da Copa do Mundo (1934 e 1990), se você quer sair do circuito de viagens de estudo para aprender inglês e deseja se dedicar a um outro idioma, a Itália é uma das sedes da Copa do Mundo que tem muito a te oferecer!

Além do idioma belíssimo, o país oferece alto nível de cultura, com a presença de monumentos como Coliseu, muses centenários e uma gastronomia que dispensa comentários.

Entre as melhores cidades para estudar no país, estão:

Entre as melhores escolas para fazer um curso de italiano:

  • Sprachcaffe Roma;
  • Scuola Idioma;
  • Dilit international House Roma.

Você pode aproveitar a temporada no país e fazer um mochilão pela Itália conhecendo não apenas os pontos turísticos mais famosos, mas também mergulhando no cotidiano das regiões do interior.  

Conheça tudo sobre como estudar no país e receba ajuda para organizar seu intercâmbio, na página do Descubra o Mundo, dedicada ao intercâmbio na Itália.

2. Inglaterra

Uma das sedes da Copa do Mundo (1966), a Inglaterra é um destino perfeito para quem deseja estudar e ampliar sua bagagem cultural.

Com escolas como a EC London e Kaplan International Edimburgo, você pode escolher entre uma variedade de cidades para se estabelecer e fazer um Intercâmbio na Inglaterra. Entre as regiões mais buscadas por estudantes do mundo todo, estão:

A Descubra o Mundo tem uma equipe especializada no país e pode te ajudar a montar o intercâmbio na Inglaterra perfeito para seu perfil.

Uma ótima opção para tornar a viagem financeiramente mais viável é fazer uma dobradinha entre estudo e trabalho. Quer saber como? Acesse o artigo; “Estudar e trabalhar em Londres: confira 6 pontos à favor em meio ao Brexit’.

3. Estados Unidos

Um dos destinos para intercâmbio, mais buscados por brasileiros, os Estados Unidos, foram sede da Copa do Mundo em 1994, ano em que a seleção brasileira foi tetracampeã!

Se você quer treinar ou aprender inglês, talvez essa seja a escolha mais certeira entre a lista de opções que você tem.

Entre as melhores cidades para estudar, estão:

Quando falamos no TOP 3 escolas para fazer intercâmbio nos Estados Unidos, chegamos aos seguintes nomes:

  • EC New York;
  • LSI Nova Iorque;
  • Kaplan International New York Empire State.

Quer saber tudo sobre intercâmbio para os Estados Unidos? Temos um ebook completo e gratuito; “Tudo que você precisa saber sobre intercâmbio nos Estados Unidos”.

4. África do Sul

A última da nossa lista com países sede da Copa do Mundo que merecem sua visita para além de um tour nos estádios, está a África do Sul, principalmente a Cidade do Cabo, uma das mais belas cidades do Mundo.

Para fugir dos roteiros mais comuns, você pode optar por estudar inglês na África do Sul e aproveitar a história fascinante da região, curtir o povo acolhedor e viver um tempo em país realmente, surpreendente.

Entre as melhores escolas do país estão:

  • Good Hope Studies;
  • Cape Studies;
  • EC Cape Town.

Se você ficou curioso, acesse o artigo; “Dicas da África do Sul por quem esteve lá e adorou!”.  

Esse post foi escrito pela Esportelândia, maior e melhor site do Brasil para você tirar todas as suas dúvidas sobre esportes. Tenha acesso a dados, estatísticas, curiosidades, histórias e muito mais.

Comentários

comentários