em Depoimentos Intercâmbio (Eu Fui)

EU FUI: relatos de um intercâmbio em Cape Town

Um intercâmbio em Cape Town, África do Sul, pode ser surpreendente! O Rafael Lopes, de 25 anos, morador de Campinas (SP), foi para lá estudar inglês por 4 semanas na escola Cape Studies e adorou. Voltou cheio de histórias, recomendações e ótimas dicas!!

Confira o nosso bate-papo e interaja conosco, deixando suas dúvidas e comentários abaixo. Se você está considerando fazer um intercâmbio em Cape Town, certamente esse post será útil.

Faça seu intercâmbio na África do Sul com a Descubra o Mundo.

Leia também os depoimentos de outros intercambistas:


Por que você quis fazer intercâmbio em Cape Town?

Quis fazer intercâmbio pela oportunidade de desenvolver uma outra língua.

Cidade do Cabo, África do Sul |Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

Você sempre teve a intenção de fazer um intercâmbio na África do Sul?

Não. Inicialmente, a minha vontade era ir para os Estados Unidos, seguindo o conselho de várias pessoas, principalmente familiares. Ir para um país rico e mais seguro parecia a opção mais viável e lógica. Os entraves seriam o visto, dado que eu não teria tempo hábil para fazer a requisição e o gasto no país mesmo.

Então, você decidiu fazer um intercâmbio em Cape Town na África do Sul…

Alguns amigos já haviam viajado para a Cidade do Cabo e relataram uma oportunidade única. O custo muito menor no dia a dia, muitas atrações turísticas com opções de natureza e a chance de conhecer uma cultura completamente diferente me chamaram a atenção. Claro que o fato de o câmbio local ser extremamente desvalorizado frente ao real (1 real equivale a mais ou menos 4,50 rands) e a ausência de necessidade de visto (para períodos inferiores a 4 meses) pesaram muito na escolha também.

Table Mountain ao fundo | Cidade do Cabo, África do Sul | Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Table Mountain ao fundo
Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

Leia também:

Qual curso de inglês você fez e em qual escola?

Fiz o curso de inglês intermediário na Cape Studies: aulas de gramática e skills pela manhã e conversação no início das tardes, totalizando 30 horas por semana.

Qual é a sua opinião sobre a Cape Studies?

Gostei muito da estrutura da Cape Studies. É uma escola pequena, muito bem localizada (em Green Point, entre os melhores lugares que você tem que frequentar) e com grande receptividade de alunos e professores. Quanto à metodologia, achei bem interessante o formato. São aulas separadas em 2 horas de gramática e 2 horas de desenvolvimento de habilidades (conversação, audição, interpretação, escrita etc).

Quais nacionalidades predominavam na Cidade do Cabo?

Alemães, árabes, americanos e brasileiros. Havia bastante brasileiros, mas dei sorte de estarem em outra escola. Então, não tinha muito contato com eles.

Cidade do Cabo, África do Sul | Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

O que você mais gostou e o que menos gostou na Cidade do Cabo?

O que mais gostei foi a oportunidade de conhecer um local com uma bagagem cultural riquíssima e recheado de belezas naturais. Estando na praia, você leva apenas 20 minutos de táxi para chegar à base de uma montanha. A possibilidade de ter contato com pontos históricos também é incrível, seja no Cabo da Boa Esperança ou em Robben Island (local onde Mandela ficou preso).

Cabo da Boa Esperança | Cidade do Cabo, África do Sul | Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Cabo da Boa Esperança
Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

Leia também:

Presenciar as relações de sociedade de um país que está vivendo apenas uma geração de pessoas (20 anos) após o fim do apartheid é incrível e ao mesmo tempo chocante. Não é muito agradável ver a desigualdade existente no país, muito próxima ao Brasil. A questão racial ainda é forte: por exemplo, não há pessoas “morenas” nas ruas, apenas negros ou brancos. Casais entre as diferentes etnias são extremamente raros. Apesar disso, não há grandes problemas no dia a dia. Apenas esse choque mesmo.

O que você achou dos sul-africanos?

São extremamente acolhedores, principalmente pelo fato de sermos um povo “irmão”. O que mais me chamou atenção foi a questão racial, é um pouco impactante e estranho viver numa sociedade onde não há praticamente pessoas miscigenadas. No mais, a receptividade local era um grande atrativo.

Como é o transporte público em Cape Town?

Os táxis (há muitos!) são extremamente baratos e têm capacidade para até 7 pessoas, o que os deixa mais baratos ainda. Mas recomendo ter atenção. O melhor jeito de garantir uma viagem sem novidades é ligando nas centrais e solicitando um carro. Não leva mais do que 15 minutos para chegarem até você e o risco de te passarem pra trás é quase nulo. Você irá economizar alguns bons rands com essa prática.

Em paralelo há o serviço de ‘MiniBus’ ou vans. Em geral, eles não possuem um itinerário fixo, apenas um destino e, de acordo com o seu rumo, eles manejam o caminho para deixá-lo onde precisa – claro que com bom senso, desviando umas 2 ou 3 quadras apenas do caminho normal. O custo (7 rands) compensa muito e a experiência também, afinal os motoristas gostam de rodar com o som bem alto.

Além disso, há também o MyCiti Bus: um serviço que vai requerer apenas um cartão eletrônico. Esse cartão é pessoal, não é possível passá-lo duas vezes na catraca (para você e um amigo, por exemplo). O valor é mais barato e a frequência também é regular. Nos pontos há alguns mapas e linhas que você deve pegar.

Como é o custo de vida em Cape Town?

O custo de vida durante um intercâmbio em Cape Town, em geral, é bem em conta. No dia a dia, era possível almoçar por 25, 30 rands, comprando algo pronto no mercado – como uma bandeja com sushi, macarrão e frango ou salada. Comprar bebidas no mercado era muito em conta. Os preços da vodkas e, principalmente, dos vinhos (sim, são muuuito baratos) chamam e muito a atenção.

Jantar fora é um programa muito recomendável. Os restaurantes são bem mais baratos que no Brasil. Comer em um restaurante de primeira linha lá lhe custará uns 300 rands (mais ou menos 70 reais). As baladas e bares de Cape Town são muito bons e possuem um fator atrativo: você não paga para entrar na maioria delas. Além de terem muitos estrangeiros, esses locais oferecem cervejas e drinks locais a um preço bem interessante. É possível beber muito em uma balada sem gastar mais do que 60 reais.

Falando em balada… Como é a vida noturna em Cape Town?

A vida noturna em Cape Town é bem agitada. Todos os lugares são cheios de turistas e é fácil conhecer pessoas novas. A famosa Long Street reúne diversos bares para diferentes gostos. Recomendo o Beer House, onde você pode tomar diferentes tipos de cerveja.

Uma dica: não se restrinja a Long Street. As opções são diversas nessa rua, mas dê uma volta pelo centro em geral, vale muito a pena. Aproveite o fato de você não precisar pagar para entrar e desfrute das várias opções. Um bom exemplo é o Aces’n’Spades: excelente pub regado a cerveja e shows de rock ao vivo. Há também o Tjing Tjing, um bar de alta qualidade e com ótimos drinks. Na orla de Camps Bay, há uma série de alternativas também. Apesar de serem um pouco mais caras (em comparação aos outros bares da cidade), a visão da bela praia e do pôr-do-sol compensam cada rand.

As baladas seguem a tendência de apresentarem diversas opções. Há uma sequência de baladas durante a semana. Informe-se com o pessoal que está lá há mais tempo. As famosas Dubliner, Tiger Tiger, ERA são ótimas pedidas. Mas, assim como os bares, não vá sempre às mesmas baladas.

Vida noturna na Cidade do Cabo, África do Sul | Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Vida noturna na Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

Um exemplo pessoal: a melhor balada que fui na Cidade do Cabo não está nesse circuito. Mzolis’s é absurdamente incrível [veja um trecho no vídeo abaixo]. Situada no meio da favela de Gugulethu, o local atrai aos domingos vários turistas, que curtem o dia comendo churrasco e dançando ao som da música local. Além dos turistas, você encontra diversas pessoas da cidade mesmo, quase todos negros – algo raro se você só sair em Long Street. Por questões de segurança, o ideal é deixar o local até umas 18h30. Não é seguro permanecer lá durante a noite.


Muita gente tem receio de ir à África do Sul por causa da fama em relação à violência. O que você sentiu em relação a isso?

A questão da segurança na África do Sul é bem relativa. Tive que tomar os mesmo cuidados que tomo no Brasil. Para os europeus que estavam comigo realmente era um choque, mas infelizmente, por estarmos mais acostumados com esse tipo de situação, somos mais “calejados” do que eles. Claro que o fato de estarmos num país fora do nosso já requer cuidados, mas tomando a devida atenção, não há problemas em visitar a África do Sul.

Como é o clima em Cape Town?

Eu fui no início do verão. Mas nem pense em aproveitar a praia por causa disso: a água é estupidamente gelada e impossibilita essa alternativa. Prepare-se para conviver com muito vento (muito mesmo!) e em todos os lugares. Durante a noite, é comum a sensação térmica ser baixa graças ao vento.

Leia também:

Quais são as opções de lazer em Cape Town? 

Inúmeras. Como fui no início do verão, era possível fazer vários programas após a aula, (depois das 15h). Fui às praias (Clifton e Camps Bay), subi montanhas (Lions Head e Signal Hill – infelizmente, não pude subir à Table Mountain) para acompanhar o pôr-do-sol, visitei diversas atrações no Waterfront, fui a restaurantes de diferentes culturas. Isso foi algo muito interessante, pois há muitas opções de ótima qualidade e de baixo custo para os padrões brasileiros. Eu gastava cerca de 40 reais em lugares que certamente pagaria 200 reais no Brasil. Frequentava também os bares – são muitos!!

Cidade do Cabo, África do Sul |Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

Como você avalia seu aprendizado nesse intercâmbio em Cape Town?

Tinha muita dificuldade em conversação, em falar. Isso foi superado após a viagem. A necessidade de falar o tempo todo me fez perder um pouco da vergonha e ajudou a melhorar muito o meu nível de inglês.

Como foi o atendimento que você recebeu da agência Descubra o Mundo?

Excelente. Toda a ajuda e assistência foram disponibilizadas. Achei excepcional o atendimento e dou os parabéns à equipe. Com certeza, farei outros programas. Fiquei extremamente satisfeito e passarei a minha impressão adiante.

Em algum momento, você teve receio de fechar o intercâmbio com uma ‘agência online’?

Confesso que sim. Mas o fato de conhecer uma pessoa em contato com a agência me ajudou muito. Além disso, todo o suporte e canais de comunicação são muito ativos (e-mails e telefones), o que me deu mais segurança na contratação do serviço.

> A Descubra o Mundo é uma agência especializada em cursos de idioma no exterior. Para a comodidade do cliente, o atendimento é online, a partir de uma plataforma moderna e prática. Mas, se você quiser tomar um café e conversar pessoalmente com a equipe, venha até a sede da agência, localizada em Campinas (SP)!

Faça seu intercâmbio na Cidade do Cabo com a Descubra o Mundo.

Você chegou a contatar outras agências antes? E por que fechou o intercâmbio com a Descubra o Mundo?

Procurei outras agências de intercâmbio, sim. O que me chamou a atenção na Descubra o Mundo foi a facilidade de gerar orçamentos e definir destinos aleatórios pelo próprio site – algo muito mais prático e ágil do que solicitar diferentes propostas a corretores e ficar aguardando respostas. Eu podia orçar diferentes viagens gastando apenas 5 minutos. Os valores foram bem atraentes no fim das contas, mas a facilidade citada fez com eu criasse intimidade com o site e com a empresa.

Cidade do Cabo, África do Sul | Intercâmbio em Cape Town | Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal
Cidade do Cabo, África do Sul
Intercâmbio em Cape Town
Foto: Rafael Lopes/arquivo pessoal

Valeu, Rafael!

Obrigada pelo seu depoimento e pelas ótimas dicas. Te encontramos em breve no próximo intercâmbio!! :)

E você, que está pensando em estudar inglês no exterior… Chega de pensar, né? Faça como o Rafael: Descubra o Mundo. Descubra a África do Sul.

Comentários

comentários