em Depoimentos Intercâmbio (Eu Fui)

6 meses em Vancouver, estudando inglês na Global Village

6 meses em Vancouver! Esse foi o período do intercâmbio da Iáskara Silveira, de Mossoró (RN), que fez intercâmbio com a Descubra o Mundo. Ela aproveitou o fim do mestrado para pegar firme no inglês, morar em uma casa de família e conhecer bastante da cultura canadense.

Assista nosso bate-papo!

Por que decidiu fazer intercâmbio de 6 meses em Vancouver?

I: Fazer intercâmbio é um sonho desde os 14 anos de idade. Sempre fui adiando, até que terminei o mestrado e senti que era meu momento de conhecer outro país e praticar o inglês. Então, decidi ir. Fiquei por 6 meses, mas gostaria de ter ficado até mais.

Depoimento: Intercâmbio de novo: voltando ao Canadá na ILAC Vancouver

Por que escolheu o Canadá?

I: Escolhi ficar 6 meses em Vancouver, no Canadá, porque é um país de língua inglesa e não queria ir para os Estados Unidos, nem para a Irlanda. Escolhi Vancouver pelo clima, que é menos frio do que outras cidades. Enfrentei -8ºC, mas não foi tão difícil quanto imaginei. No inverno, as temperaturas em Vancouver ficam perto dos 3ºC. Cheguei no final do outono e foi um baque porque saí de 35 para 10ºC. Mas me acostumei logo.

6 meses em Vancouver, Canadá
Foto: Iáskara Silveira/Arquivo Pessoal
 Pontos turísticos de Vancouver, para sua viagem ser inesquecível

Como foi a hospedagem em casa de família?

I: Durante meu intercâmbio de 6 meses em Vancouver, fiquei hospedada na mesma casa durante todo o período. Os pais eram filipinos, com três filhos canadenses. Era uma família grande e uma casa cheia. Eles eram “na deles”, mas ao mesmo tempo, eu sabia que podia contar com eles. Sempre me ajudavam quando necessário. Os horários da família eram bem flexíveis. Eu podia sair, jantar e chegar a hora que eu quisesse.

Em algumas épocas, só tinha eu de estudante; em outras, havia mais 7! A localização era boa – dava uns 7 minutos andando até a estação de metrô. E, no total, gastava uns 30 minutos para chegar à escola. Era muito tranquilo e rápido comparado a outros colegas, que levavam duas horas de viagem. A casa ficava na Zona 1, que era mais barata. Então, fui sortuda.

Saiba onde ficar em Vancouver para passear ou morar

Qual é sua opinião sobre a escola Global Village Vancouver?

I: A Global Village Vancouver é ótima, mas eles são muito focados na conversação. Acabei sentindo falta da gramática (mas fiz umas aulas extras que me ajudaram muito). O staff é muito bom. Tinham muitos coreanos, japoneses, alguns árabes, colombianos, mexicanos. Quando cheguei, a maioria dos alunos estava na faixa entre 22 e 25 anos. Em janeiro, época de férias, vieram muitos brasileiros – maioria, mais jovens, entre 17 e 20 anos.

Global Village Vancouver
Foto: Iáskara Silveira/Arquivo Pessoal
Depoimento: Intercâmbio em Calgary – 3 meses na Global Village

Como é o custo de vida em Vancouver?

I: O custo de vida em Vancouver é alto. A cidade é uma das mais caras do mundo. Para usar o transporte público na Zona 1 (a mais barata) pagava 93 dólares por mês. Na Zona 3, por exemplo, pagaria quase 200 dólares. Um almoço fica em torno de 10 a 15 dólares. Na casa de família, eu tinha direito a café e jantar. No início, gastei muito com almoço, então comecei a comprar comidas prontas para não ter que almoçar fora todos os dias.

Vancouver é uma cidade cheia de natureza. Há muitos parques, praias, montanhas, cachoeiras. Então, dá para fazer muita coisa de graça. Mas, para outras atrações, é preciso gastar. Esquiar, por exemplo, custa uns 100 dólares.

6 meses em Vancouver, Canadá
Foto: Iáskara Silveira/Arquivo Pessoal
Depoimento: Intercâmbio Canadá – Inglês na escola ILAC Vancouver

Como era a sua rotina em Vancouver?

I: As aulas na Global Village Vancouver começam às 8h45 e iam até 14h05. Depois disso, eu costumava sair, ir para algum ponto turístico, parques ou praias. O pôr do sol na English Bay é maravilhoso. Aproveitei bastante e aos fins de semana viajava. Fui para Portland, Seattle, viajei para algumas cidades próximas, Hope, Whistler... Minha dica é viajar mesmo! Vancouver é uma cidade “grande”, mas com ares de cidade pequena. Tem muitos lugares interessantes para conhecer.

Canadá Brasil: intercâmbio que mais agrada brasileiros

Como foi sua evolução no inglês em 6 meses?

I: Meu inglês já era bom antes do intercâmbio, mas eu evolui muito, principalmente na gramática (apesar de não ser o forte da escola). Peguei aulas extras de TOEFL Writing na Global Village Vancouver e aprendi bastante. Cheguei no Pré-intermediário e fui embora no Avançado I. Me sinto mais confiante para falar.

Para minha carreira como pesquisadora, é muito importante dominar o inglês para a produção de artigos. Pretendo, no futuro, voltar para o Canadá e morar lá. Mantenho contato com todos meus amigos. Saí do Canadá, mas ainda não me sinto fora de lá.

6 meses em Vancouver, Canadá
Foto: Iáskara Silveira/Arquivo Pessoal
As TOP 14 opções de escolas de inglês em Vancouver

Como foi o atendimento da Descubra o Mundo?

I: Cheguei até a Descubra o Mundo pela internet. No início, fiquei meio assustada por ser uma agência online. Busquei reclamações e não achei nenhuma! Liguei várias vezes e algumas ligações passaram de duas horas de duração. A equipe me passou muita confiança. Todos foram muito atenciosos e educados, além de oferecerem melhores em comparação a outras empresas. Um dos meus medos era a agência “esquecer” de mim depois que chegasse no Canadá, mas isso não aconteceu: recebi várias mensagens e mantivemos contato durante todo o tempo. Foi a melhor escolha que fiz.

“Todo mundo que tenha a oportunidade deveria fazer um intercâmbio. É um aprendizado para a vida. Você vai crescer como pessoa, como estudante, em todos os sentidos, e passará por ótimos momentos. Então, conheça todo mundo, converse sobre tudo, vá com a mente aberta. Tudo é aprendizado.”

– Iáskara Silveira, intercambista DMI

Comentários

comentários