em Canadá

O que fazer em Montreal, a cidade bilíngue dos contrastes

O que fazer em Montreal nunca será um problema. Afinal, se toda cidade tem contrastes, não é exagero dizer que “o contraste” é um nativo de Montreal. Ares europeus se encontram em um território norte-americano habitado por uma população bilíngue que praticamente só fala francês. Canadenses unidos, mas regionalmente autônomos se dividem em uma metrópole um tanto quanto jovial – afinal, são quatro universidades e 12 faculdades. Por lá, também circulam músicos e artistas que integram uma extensa agenda cultural (Cirque Du Soleil, Montreal International Jazz Festival, Just For Laughs…), sem falar nos inúmeros pontos turísticos de Montreal.
Confira também: 12 coisas que eu preciso saber antes de fazer um intercâmbio no Canadá

O que fazer em Montreal, confira nossas dicas!

Montreal só fica atrás de Paris em número de falantes fluentes do francês. No entanto, não se engane: o sotaque é praticamente impenetrável aos ouvidos não habituados. E, apesar da “catalogação” bilíngue, não é incomum encontrar canadenses (principalmente mais velhos) nessa região que não falam inglês. Apesar disso, um estrangeiro se vira muito bem na cidade que é segura, sinalizada, possui transporte eficiente e cidadãos gentis e educados. O povo é simpático, mas também metódico. Por isso, siga as regras e respeite as filas (você vai encontrar várias por lá, principalmente nos pontos turísticos de Montreal!).

Aliás, grande parte dos brasileiros que imigra para o Canadá reside na região de Montreal. A razão é simples: boa oferta de empregos e ótima qualidade de vida. Pois é, dentre o que fazer em Montreal, alguns escolhem até trabalhar!

Conheça alguns pontos turísticos em Montreal

O ponto de partida para conhecer a cidade é Vieux-Montréal: um bairro cheio de charme, de prédios datados do século 18 e um dos locais mais visitados pelos turistas. A graça é andar pelas ruas e observar as construções que hoje abrigam órgãos públicos, lojas de antiguidade e comércios em geral. É nessa região que foi construída, há mais de 300 anos, a Basílica de Notre Dame: hoje, praticamente uma galeria de arte religiosa. É lá também que está localizada a Place d’Armes, principal praça da cidade que servia como depósito de armas militares.

O Quartier Chinois, bairro oriental de Montreal, também é digno de um passeio por se diferenciar de todo o resto da cidade. É divertido encontrar produtos esquisitos e se sentir em alguma cidade da China.

A orla do porto, o Vieux-Port, é um ótimo lugar para uma caminhada de fim de tarde. Mas, por ser um local turístico, é preciso ter cuidado com preços abusivos de comidas e bebidas. Por lá, há exposições, teatro de rua, festividades e eventos sazonais, como a queima de fogos no Ano Novo e pistas de patinação no gelo durante o inverno. Nossa! Em Montreal o que fazer não falta!

Dentre os pontos turísticos em Montreal, existe um bem diferente: Se Paris tem a Torre Eiffel, Montreal tem a Torre Inclinada do Stade Olympique, construído para as Olimpíadas de 1976: com uma inclinação de 45°, é possível subir até o observatório e ter uma visão 360° da cidade nos dias de tempo bom. Aliás, os narizes sensíveis agradecem porque não há estação seca em Montreal. Chove bastante!

Curiosidade: Como é o Carnaval no Canadá? Gelado, porém animado!

O que fazer em Montreal quando está frio?

Nos dias gelados (e são REALMENTE gelados!), ao andar pela rua você vai se perguntar: cadê todo mundo? Não é difícil descobrir. Montreal tem a maior rede do planeta de passagens subterrâneas, a RÉSO. São mais de 30 km de túneis por onde “se escondem” os moradores no inverno. A RÉSO é composta por corredores fechados, com temperatura agradável, que interligam a parte subterrânea dos edifícios (lojas, shoppings, empresas). Na maior parte do tempo, parece um shopping qualquer. Mas é preciso usar um mapa para saber quais são os pontos de acesso à superfície.

RÉSO: o mundo subterrâneo de Montreal
RÉSO: o mundo subterrâneo de Montreal
Dica: Conheça o transporte público de Montreal

Museus e religião: pontos turísticos de Montreal

Não deixe de conhecer também o Museu de Arte Contemporânea, localizado no Place dês Arts, um complexo de teatros e casas de shows. É lá que fica também a principal companhia de balé da cidade, o Les Grands Ballets Canadiens de Montréal. Outra atração imperdível é o L’Oraitoire: um dos centros de romarias mais visitados do mundo com capacidade para acomodar mais de 2200 pessoas.

Faça seu intercâmbio em Montreal com a Descubra o Mundo.

A pouco menos de cinco horas de trem de Toronto e a três horas de Québec (com wifi a bordo!), Montreal encanta com seu caldo cultural de contrastes que deixa tudo muito mais charmoso e interessante. Agora que você sabe exatamente o que fazer em Montreal, quando vem visitar?  Descubra Montreal.

Mais 10 motivos para fazer intercâmbio no Canadá durante o verão

Comentários

comentários