em África do Sul

Turismo em Cape Town. Tudo o que você precisa saber

A segunda maior cidade da África do Sul (com pouco mais de 3,5 milhões de habitantes) é a queridinha africana dos turistas e intercambistas. A Cidade do Cabo (ou Cape Town) atrai viajantes e está entre os dez destinos turísticos mais procurados no mundo. Descoberta em 1488 pelo português Bartolomeu Dias, que explorava os mares em direção às Índias, a região logo foi tomada pelos holandeses e ingleses, presentes na cidade até hoje.

Fazer turismo em Cape Town é descobrir uma cidade fascinante e multicultural, essa aliás é uma das características mais marcantes da ex-colônia, localizada na província de Western Cape. Hoje, os bairros têm traços e influências de diferentes localidades: pelas ruas, circulam muçulmanos, judeus, negros, europeus, africâners e outros grupos, que preservam e se orgulham de seus costumes. Reduto de artistas de todo o continente africano, a sociedade local vê o público LGBT de forma bastante amigável, como em poucos lugares do mundo. Vale lembrar que, na África do Sul, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é permitido.

Faça seu intercâmbio na África do Sul com a Descubra o Mundo.

Fazer turismo em Cape Town é explorar a natureza

A geografia chama a atenção logo de cara: a metrópole fica aos pés de uma montanha (a Montanha da Mesa ou, em inglês, Table Mountain), que é a protagonista da paisagem urbana. Nos dias de tempo bom, não pense duas vezes: experimente o teleférico (que, inclusive, lembra muito o bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro). A vista, da cidade e do oceano, é de babar! Para os mais esportistas, uma possibilidade é fazer o trajeto (subida ou descida) a pé. A caminhada leva até três horas.

Teleférico de Table Montain | Cidade do Cabo, África do Sul | Cape Town turismo | Foto: The Classy Traveler
Teleférico de Table Montain
Cidade do Cabo, África do Sul
Cape Town turismo
Foto: The Classy Traveler
Vista de Table Mountain | Cidade do Cabo, África do Sul | Cape Town turismo | Foto: Hourgaard Malan
Vista de cima de Table Mountain
Cidade do Cabo, África do Sul
Cape Town turismo
Foto: Hourgaard Malan

Falando em esportes, quem adora fazer  turismo em Cape Town são os surfistas, que se esbaldam nas águas do Oceana Atlântico. As praias são lindas, de areia fininha e branca. No entanto, mesmo no verão, a água é beeem gelada. As melhores para pegar onda são Kalk Bay, Outer Kom, Misty Cliffs, Milnerton, Table View ou Big Bay. Atente-se sempre para os avisos nas areias: em algumas épocas do ano, é comum a presença de tubarões. Se quiser “conviver” com os animais de forma menos arriscada, procure agências especializadas que organizam mergulhos. Entre os esportes radicais mais praticados estão rapel, trekking e mountain bike, feito geralmente nas estradas de terra ao longo das montanhas.

O clima da Cape Town não é exatamente o que brasileiros estão acostumados para uma cidade praiana. Sua localização geográfica está exatamente no meio da corrente de ar que vem da Antártida. Isso significa que, mesmo em dias ensolarados e bonitos, os ventos (muito comuns na primavera) fazem a temperatura variar entre 4°C e 12°C no inverno e 15°C e 29°C no verão.

De todo modo, faça chuva ou faça sol, há muitas atividades ao ar livre e muitos pontos de turismo em Cape Town. Quem for pra lá vai se surpreender com a agitação das noites sul-africanas. Há uma infinidade de bares e baladas para todos os gostos em regiões como Tamboerskloof, Loop, Wale e Orange Street. Long Street, a rua mais agitada da cidade, tem uma versão de dia (com albergues, comércios, livrarias, galerias, lojas de produtos naturais) e outra à noite (com restaurantes, bares e baladas) – e ambas são incríveis!

Long Street | Cidade do Cabo, África do Sul | Cape Town turismo
Long Street
Cidade do Cabo, África do Sul
Cape Town turismo

Você pode passar meses ali sem se dar conta de que está na África. As praias do Atlântico poderiam estar na Califórnia e a parte central da cidade tem um quê de San Francisco. É ali que fica a St. George’s Cathedral, um dos templos religiosos mais importantes. Na arquitetura, o destaque fica por conta de seu estilo gótico, do pé direito alto e dos enormes vitrais coloridos. Durante o apartheid, esse era o único local na cidade que aceitava frequentadores de ambas as raças. Foi cenário de sermões memoráveis do arcebispo Desmond Tutu, ganhador do prêmio Nobel da Paz e vale a visita em um de seus dias de turismo em Cape Town.

Aliás, para saber mais sobre o apartheid, não deixe de visitar a região do Distrito Seis. O local, à sombra da montanha, era uma mistura boêmia de moradores indianos, negros, muçulmanos e brancos até que o governo do apartheid demoliu o bairro nos anos 60 para forçar a separação racial. A história da região está documentada no District Six Museum: uma antiga igreja que já foi centro de atividade antiapartheid e que, com a ajuda de ex-moradores, conseguiu criar uma exposição permanente de fotos e objetos do bairro desaparecido.

Veja também: 9 filmes sobre a África do Sul e o apartheid

Para completar seu mergulho na história do país durante seu turismo em Cape Town, coloque também na lista a imperdível Robben Island, que serviu de presídio para ativistas políticos como Nelson Mandela e hoje recebe visitantes do mundo todo. O passeio à ilha, que fica a 40 minutos de barco da cidade, conta com informações de guias turísticos – alguns deles, ex-prisioneiros. O ferry para a ilha sai da Victoria e Albert Waterfront: uma área recém reformada, que é uma mistura de píer com complexo turístico. Ali, há opções de lazer bacanas, como o aquário, a roda gigante da cidade, restaurantes e muitas lojas. É o lugar ideal para bater perna.

V&A Waterfront | Cidade do Cabo, África do Sul |Cape Town turismo | Foto: Matt Long, Land Lopers
V&A Waterfront
Cidade do Cabo, África do Sul
Cape Town turismo
Foto: Matt Long, Land Lopers

Com amplo acervo militar, o Castle of Good Hope (ou Castelo da Boa Esperança) é uma fortaleza construída pelos holandeses, entre 1660 e 1700. Hoje, os visitantes em turismo por Cape Town podem fazer uma visita interna por suas dependências, passando pelos pátios, salas e pela torre.

Situado num edifício imponente, o South African Museum and Planetarium é o mais antigo do país -fundado em 1825 – e ajuda a entender o passado do continente, com seus fósseis, símbolos do alfabeto e objetos de história natural. Inclua ainda no roteiro de turismo em Cape Town o Museu do Transplante (o primeiro transplante de coração no mundo foi feito na cidade, em 1967) e os museus das comunidades judaica, islâmica e do bairro malaio de Bo-Kaap.

Em Bo-Kaap você poderá apreciar pratos diferentes (alguns tipicamente locais, outros “importados” de outras regiões). As samoosas são super famosas: são uma espécie de croquete de massa de pastel recheado com carne ou vegetais ao molho condimentado. Prove também os pratos com frutos do mar – uma especialidade “da casa”. A comida não será um problema durante sua viagem ou intercâmbio, já que a cidade é conhecida internacionalmente pela qualidade gastronômica [Já falamos sobre isso neste post].

Woodstock é outro bairro que vale a visita. Até pouco tempo atrás estava abandonado e decadente, mas, depois de passar por uma revitalização, está se transformando em um lugar cool e artístico, com lojas descoladas e ateliês. Aos sábados, em um antigo galpão, acontece o Neighbourgoods Market, com várias barraquinhas divertidas de roupa, comida, bijuteria, cerâmica.

Veja também: Relatos de um intercâmbio na Cidade do Cabo – África do Sul

Nos transportes públicos e táxis, fique atento!

Sobre o transporte: há na cidade um sistema de metrô chamado Metrorail. Se for usá-lo, compre um bilhete de primeira classe e não carregue nada valioso com você. O transporte público tem melhorado muito de uns anos para cá, mas ainda está longe de ser seguro e eficaz. O Metrorail tem uma vantagem: alguns trechos estão à beira-mar, proporcionando aos usuários vistas belíssimas de praias e montanhas.

Os táxis são bem caros, mas uma prática bastante comum é combinar o preço antes de aceitar a corrida. Se você confiar apenas no taxímetro, vai dançar. Existem também os rikkis, que são um tipo um táxi mais simples e barato. A diferença é que não é exclusivo: o motorista pode pegar outro passageiro no meio do caminho e deixar o trajeto mais demorado. A boa notícia: é possível driblar as limitações do transporte público, já que a Cidade do Cabo é relativamente pequena. Por isso, dá para se locomover tranquilamente a pé.

A segurança é um item que costuma preocupar os estrangeiros em turismo por Cape Town . O que podemos dizer é que a cidade não é muito diferente de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e outras capitais brasileiras – conforme já explicamos aqui, nós e os sul-africanos compartilhamos de qualidades e defeitos de forma bastante similar. Isso significa que, para nós, a vida não muda tanto assim. Existe tranquilidade, principalmente nas regiões mais centrais, mas daquele jeito: um olho no peixe, outro no gato.

O seu intercâmbio na África do Sul: conheça a escola EC Cape Town

Durante uma viagem ou um intercâmbio na Cidade do Cabo, não deixe de visitar as vinícolas em municípios próximos e programar passeios mais longos a vilarejos, jardins, praias e parques naturais. A província de Western Cape, da qual a Cidade do Cabo faz parte, não é a melhor região do continente para os safaris. Existem algumas opções, mas se puder, prefira viajar e conhecer os safaris “originais”.

A exuberância da região merece ser explorada pouco a pouco, sem pressa. A melhor forma de sair sem rumo é alugando um carro. Lembre-se apenas de um detalhe: na África do Sul, as regras de trânsito são as mesmas da Inglaterra, com direção à direita e tudo mais, mas depois que você se acostumar, não é tão difícil assim…

Com um passado recente marcado por conflitos étnicos, a Cidade do Cabo se mistura, se expressa, se reinventa e se transforma constantemente. Ainda sem uma identidade 100% definida (e talvez esse seja seu principal charme), conquistou de vez importante espaço no mapa global entre viajantes, curiosos e intercambistas. Falta você. Descubra a Cidade do Cabo.

Cidade do Cabo, África do Sul | Cape Town turismo | Foto: Hougaard Malan
Cidade do Cabo, África do Sul
Cape Town turismo
Foto: Hougaard Malan

 O que você precisa saber sobre Cape Town:

– É a capital legislativa da África do Sul (Pretória é a capital administrativa e Bloemfontein, a judiciária)
– Fica aos pés da Table Mountain, um dos principais cartões postais do país
– Quase sempre faz sol, mas com muito vento
– No inverno, as temperaturas caem consideralvemente, chegando perto dos 4°C
– O transporte público é limitado e deixa a desejar; os táxis são caros; a melhor opção é investir nas caminhadas ou usar o metrô para distâncias mais longas

O que fazer quando em turismo por Cape Town

– Praticar alguns dos esportes populares por lá, como surf, mergulho, trekking, mountain bike
– Visitar os vários monumentos e museus, como District Six Museum, Castle of Good Hope, South African Museum and Planetarium, e a antiga prisão Robben Island
– Passear pela área do Victoria e Albert Waterfront
– Explorar a gastronomia local, na região da Long Street e no bairro malaio de Bo-Kaap

Motivos para fazer intercâmbio em Cape Town

– É uma cidade litorânea, banhada pelo Oceano Atlântico, cheia de belas praias
– É abastecida com excelentes escolas de inglês, reconhecidas internacionalmente
– O povo sul-africano é muito alegre, receptivo, amável e tolerante à diversidade
– A vida noturna é animada, com muitas opções de bares e baladas
– É uma cidade multicultural e altamente influenciadas pelos estrangeiros

Faça seu intercâmbio na África do Sul com a Descubra o Mundo.

Comentários

comentários