em Uruguai

O carnaval mais longo do mundo

Onde acontece o carnaval mais longo do mundo?

Quem respondeu “Bahia”, “Pernambuco”, “Rio” ou “Minas Gerais” se enganou. Para nossa surpresa, Montevidéu é a foliã mais incansável: 45 dias ininterruptos de festa.

Carnaval montevideo3

É bem verdade que a festa não é igual a nossa, com escolas de samba, baladas ou trios elétricos, mas nem por isso deixa de ser chamada de carnaval. A folia no Uruguai é nos “tablados” (palcos armados nas ruas, clubes e estádios), com direito a plateia e cadeiras. De fevereiro a março, milhares de moradores e turistas se espalham todas as noites em mais de 20 pontos da cidade para assistir apresentações e algumas competições que misturam teatro, música e dança.

Pelas ruas, gente andando de cara pintada e se movimentando ao ritmo de zabumbas e tambores. Por lá, o carnaval se divide em modalidades e, assim, diferentes influências (espanholas, italianas, norte-americanas, africanas) podem ser vistas, geralmente a partir de sátiras e paródias em tom crítico.

Ensaios de comparsas (grupos equivalentes a alguns de nossos “bloquinhos) de “candombe” – ritmo afro-uruguaio – acontecem aos fins de semana no Teatro de Verano (no Parque Rodó) e nos bairros Sur e Palermo. Em muitos casos, essas concentrações, cheias de rituais, são mais interessantes e animadas que o próprio desfile.

Mas, oficialmente, o auge da festa é ANTES do feriado de carnaval, nas primeiras semanas de fevereiro, quando Montevidéu para para ver e ouvir as “Llamadas”: noite em que os mais de 30 grupos de candombe dançam e batucam pelas ruas. É nesse período que acontecem as performances mais importantes e as principais premiações. A abertura da festividade toma conta da Avenida 18 de Julio. Por isso, quem visita a cidade DURANTE o feriado costuma se decepcionar: muitos moradores aproveitam para viajar e a cidade fica bem mais vazia e pacata.

Mais sobre a história e as tradições do carnaval uruguaio podem ser vistas no Museu do Carnaval, localizado na Ciudad Vieja, a poucos metros do Mercado del Puerto. O museu é pequeno, mas interessante: fica no interior de um antigo armazém e expõe fotografias, recursos audiovisuais, vestimentas típicas, além de uma coleção de máscaras.

Ao longo de 45 dias, Montevidéu é tomada por tradições, rituais e manifestações. Respira-se mais cultura e menos agito. É uma experiência diferente e enriquecedora para quem quer observar a festa sob um novo ângulo. E como ninguém é de ferro, – especialmente nós, brasileiros – nada te impede de dar um pulo em Punta del Este e, aí sim, badalar sem medo de ser feliz…  Descubra o Uruguai.

 montevideo carnaval