em Morar no Exterior

Trabalho voluntário no exterior? Viaje pelo mundo espalhando o bem

O trabalho voluntário no exterior, além da imersão na cultura local, proporciona uma transformação na vida de quem recebe e de quem oferece ajuda. 193 países segundo a ONU e mais de 7,5 bilhões de habitantes.

Muito mundão afora para ficar o tempo todo no mesmo lugar, viajar ao exterior enriquece a mente e revigora a alma. E essa leveza de espírito fica ainda maior quando nos engajamos em prol de alguma causa.

Trabalho voluntário no exterior com tudo pago vai ser difícil de encontrar, mas Aproveite que algumas ONGs e instituições subsidiam ou custeiam despesas de viagem, seja voluntário em outro país e demonstre que o amor ao próximo não tem fronteiras.

Intercâmbio Institucional 728x90

Saiba mais: Quais as opções de intercâmbio remunerado que posso fazer?

Tudo o que você precisa saber sobre trabalho voluntário no exterior

Ser solidário traz benefícios à saúde

A Medicina reconhece que o altruísmo melhora a qualidade de vida. É o que aponta um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, capitaneado pelo pesquisador Allan Lucks.

Ele afirma que “Quem realiza pelo menos quatro horas de trabalho voluntário por mês tem dez vezes mais chances de ter uma boa saúde do que quem não voluntaria”.

A resposta do cérebro ao fazer o bem é liberar endorfina, um hormônio cuja ação analgésica alivia o stress, afasta a ansiedade e causa a sensação de bem-estar. Colocar-se no lugar do outro, amparar, acolher. A generosidade é transformadora e sentir-se feliz e realizado por praticá-la contribui para aumentar a sua expectativa de vida.

O que fazer para conseguir trabalhos voluntários no exterior?

Mesmo que seja uma instituição famosa, o primeiro passo é saber mais sobre os projetos apoiados ao redor do mundo. Em seguida, consulte as notícias do país de destino. É preciso ser criterioso na hora de escolher um programa de voluntariado e, principalmente, ter consciência que o seu comprometimento é imprescindível.

Você viajará a trabalho, não para fazer turismo. Por isso, fique atento as dicas sobre trabalho voluntário no exterior:

  • Prepare-se para sair da sua zona de conforto: países em conflito, como Síria e Afeganistão, ou em condições de extrema pobreza, como Namíbia e Zaire. Diga até breve ao seu sofá, ao banho quente e a caminha arrumada e mergulhe de cabeça nas atividades voluntárias em meio à dura realidade da população local.
  • Instituições menores merecem mais atenção: todo projeto de ONG se mantém por meio de doações. Muitas captam recursos da iniciativa privada, no entanto, a maioria necessita muito de ajuda internacional.
  • Trabalhe em programas que têm impacto nas comunidades locais: não considere somente assistências emergenciais, por exemplo, em situações de desastres naturais, mas analise as com carinho as iniciativas de ajuda humanitária ou ambiental que deixem um legado para as futuras gerações.
  • Pense na sua segurança: certifique-se que a equipe da ONG já foi ao local e o qualificou como destino seguro e, também, que os profissionais irão acompanhá-lo durante a viagem. O ideal é que desde a chegada ao aeroporto até o seu retorno alguém esteja disponível para dar orientações e apoio em relação a traduções, transporte, câmbio monetário, alimentação e acomodações.
  • Obtenha o certificado de vacinação internacional: devido ao recente surto no Brasil, muitos países estão exigindo a comprovação de vacinação contra a febre amarela. Evite essa e outras doenças que você pode levar e também as que você pode contrair na viagem de voluntariado Verifique as orientações para o país de destino no site da Anvisa.
  • Mantenha sua documentação em dia: desde julho de 2015, o passaporte brasileiro passou a ter validade de 10 anos. Se você ainda não tem, agende o atendimento para a emissão do passaporte no site da Polícia Federal. O visto de permanência também é necessário, exigido para brasileiros em 41 países, de acordo com o Portal Brasil. Outro documento útil é a Permissão Internacional para Dirigir (PID).

Trabalho voluntário no exterior não é viajar de graça, com algumas exceções

Se você está pensando em uma viagem econômica, procure uma agência de viagens. Uma vez que a maioria das ONGs depende de doações para continuar funcionando, é comum a cobrança de uma taxa de participação nos programas de voluntariado no exterior e os custos com transporte, hospedagem e alimentação ficam por conta do voluntário.

Por outro lado, existem inscrições de baixo custo ou com a isenção de taxa e ainda instituições que pagam as despesas de permanência em troca de trabalho voluntário no exterior.

1- International Volunteer HQ

Mais de 78 mil voluntários desde 2007, taxas acessíveis a partir de US$ 180, mais de 150 projetos em mais de 35 destinos. Prioriza atender as necessidades das comunidades e a proteção das crianças e, graças a parcerias com organizações nos países em que atua, oferece pacotes com preços reduzidos.

Alguns programas desenvolvidos: Cuidados com as crianças, Medicina e saúde, Construção e renovação, Ensino, Meio ambiente e conservação.

www.volunteerhq.org

2- Helpstay

Com sede em Dublin, capital da Irlanda, atua em mais de 90 países apoiando mais de 550 projetos e oferece estada grátis enquanto durar o trabalho voluntário. Você poderá fazer diversas atividades tais como a construção de casas, o ensino de crianças e idosos e a proteção de animais.

Alguns programas desenvolvidos: Construção de um santuário animal em Málaga; Melhoria da Educação na África, Aulas de Inglês para crianças vietnamitas; Proteção aos guepardos na África do Sul.

www.helpstay.com

3- Workaway

Seus embaixadores em diversos países buscam maneiras de ajudar comunidades e oferecem acomodação, comida e roupa lavada aos voluntários. A intenção é canalizar as habilidades que você tem para fazer a diferença na vida dos beneficiados.

Alguns programas desenvolvidos: Manutenção de uma fazenda ecológica familiar no sul da Austrália; Instrução de Yoga, massagem terapêutica, cultivo de alimentos, jardinagem e outras atividades a favor de um espaço de saúde em Portugal; Ajude a reformar a casa de uma família de professores na Inglaterra.

www.workaway.info

4- WWOOF

Sigla para Wide Opportunities on Organic Farms, ou Oportunidades Globais em Fazendas Orgânicas, é um movimento mundial para o desenvolvimento de pequenos produtores agrícolas com produção sustentável. Como este trabalho voluntário no exterior você auxiliará seu anfitrião nas tarefas diárias em troca de transporte e acomodação.

Alguns programas desenvolvidos: em mais de 50 países, completamente nas duas Américas e Europa, e na maioria da África, Ásia e Oceania.

http://wwoof.net

5- Programa de Voluntários no Sudão

Sem taxas de inscrição ou administração, acomodação e um salário local equivalente a um assistente de ensino local. Esses são alguns dos benefícios que você terá ensinando Inglês às crianças do Sudão.

Existem outras oportunidades de trabalho voluntário no exterior com viagem de graça ou gastando pouco. Pesquise, encontre uma que você se identifique, inscreva-se e boa viagem.

www.svp-uk.org

Já pensou na possibilidade de estudar e trabalhar no exterior? Baixe nosso e-book gratuito e saiba tudo sobre este assunto:

Veja mais dicas de voluntariado:

Trabalho voluntário África do Sul: saiba como fazer