em Morar no Exterior

Morar no exterior vale a pena? Descubra agora!

Conhecer um novo país e experimentar uma nova cultura é o sonho de muitas pessoas, mas a dúvida sobre a mudança e a estadia deixam muitas pessoas se perguntando: – Morar no exterior vale a pena?

Para responder a esse questionamento, é preciso considerar uma série de fatores que dependem de você mesmo, das condições da viagem e do país de destino.

Antes de mais nada, é preciso ponderar a razão pela qual você está buscando a mudança. Quando se pensa em morar no exterior, vale a pena avaliar se não se trata de um impulso em vez de uma decisão bem pensada.

Afinal de contas, ir para um local desconhecido e diferente de tudo aquilo que conhecemos pode não ser tão fácil quanto parece. A experiência oferece uma vivência incrível, mas que só interessante quando é motivada por razões bacanas e não para seguir uma tendência ou uma moda.

Se você está realmente pensando em sair do país, é hora de pensar com calma se morar no exterior vale a pena para os seus objetivos e metas.

Para ajudar você nesse processo, selecionamos alguns pontos que precisam ser considerados antes de dar esse grande passo.

Confira!

Já pensou em fazer um intercâmbio no exterior e morar fora um tempo para estudar um língua?

Intercâmbio Institucional 728x90

Saiba mais: Como morar fora do Brasil sem dor de cabeça?

Morar no exterior vale a pena?

É você quem deve pesar os prós e contras desta aventura, confira nossas dicas:

Situação financeira

Um dos motivos que leva uma pessoa a considerar se morar no exterior vale a pena é a situação econômica e a busca por uma maior estabilidade financeira.

Mesmo que a viagem tenha como objetivo trabalhar por lá e levantar fundos, é preciso ter em mente que é necessário um investimento inicial para poder arcar com os custos de viagem, processos burocráticos e garantias em caso de emergências.

  • Trabalho: se você quer morar aproveitar um semestre ou um curto período de férias para morar no exterior, vale a pena considerar um país que aceite a conciliação entre trabalho e estudos. Com isso, será possível pagar praticamente todas as despesas de estadia e viver com mais tranquilidade por lá.
  • Juntar dinheiro: se o seu objetivo é ir para fora do país para trabalhar e juntar dinheiro, a modalidade de estudos e trabalho pode não ser a mais indicada. Como durante as aulas só costuma ser aceito trabalho em meio período, não é o suficiente para acumular uma boa quantia. Se esse for o caso, busque um emprego de férias ou busque uma colocação efetiva em alguma empresa do país de destino.
Veja também: Intercâmbio estudar e trabalhar: aprenda inglês e fature!

Estudos

Ampliar os conhecimentos e ter uma experiência internacional no currículo acadêmico é a meta de grande parte das pessoas que querem mudar. Mas será que vale a pena mesmo?

  • Idioma: estudar um idioma em um método de imersão – quando você fica no país nativo da língua – tem efeitos impressionantes. Um período de dois meses, por exemplo, pode oferecer mais conhecimento do que um curso de anos. É claro que tudo depende de sua dedicação, mas, quando o assunto é aprender uma língua, morar no exterior vale a pena!
  • Escolar e acadêmico: os programas institucionais de intercâmbio podem incluir um período intermediário em outro país, estudando fora em um espaço no meio de seu curso no Brasil. Além disso, é possível também buscar um processo de seleção tradicional, no qual você concorre com alunos nativos para as vagas de ensino médio ou universidade. O tipo mais comum é o primeiro, mas o segundo pode ser mais interessante para quem quer ficar por lá definitivamente.
Confira: Como morar no exterior e dar uma guinada em sua vida

Pessoal

Além dos aspectos práticos, é preciso considerar também o lado pessoal. Afinal, deixar o país é também deixar todas as pessoas que você conhece.

  • Família: ficar longe da família é um dos maiores entraves que as pessoas que pensam em morar fora enfrentam. No entanto, com a facilidade dos meios de comunicação e com a baixa dos preços de passagens de avião, ir de uma país para outro pode ser até mais rápido do que viajar dentro do Brasil: um voo de São Paulo para Nova York dura cerca de 9 horas, que é pouco mais que o tempo gasto em uma viagem de ônibus entre a capital paulistana e a cidade de Presidente Prudente, no interior do estado.
  • Amigos: ninguém gosta de ficar longe dos amigos, mas morar em um lugar novo é a oportunidade ideal para criar novas amizades! Ir para longe não significa perder suas amizades, mas sim encontrar novas e ainda manter as que estão aqui. Amizades duradouras sobrevivem à distância, não se preocupe!
Veja também: Qual o melhor lugar para morar fora do Brasil?

Se você fosse morar no exterior, para onde iria? Se estiver pensando em procurar países que oferecem a modalidade de Intercâmbio Estudo & Trabalho, baixe nosso e-book:

Dê uma olhada em algumas dicas de como é morar fora do Brasil: