em Malta

Estudar e trabalhar em Malta: sonho impossível?

Estudar e Trabalhar em Malta foi a opção que muitos estudantes usaram por um longo período de tempo. Mas, já há alguns anos, o Governo da Ilha não permite mais essa modalidade de intercâmbio…

Qual a saída, então, para aqueles que sonhavam em estudar e trabalhar em Malta e agora se veem privados desta alternativa de intercâmbio na Europa?

Nesta postagem, veja 3 países incríveis que oferecem a possibilidade de estudar e trabalhar, como Malta fazia antigamente, confira preços e toda burocracia necessária para conseguir esse benefício incrível!

Aproveite os descontos de intercâmbio da Descubra o Mundo.
Veja também: Como trabalhar no Canadá: visto ou permissão de trabalho?

Alternativas para quem pensava em estudar e trabalhar em Malta

A primeira alternativa que vamos apontar é um outro país da Europa, só que mais frio e úmido… As outras duas são quentes e cheias de praias e diversão, como Malta, só que ficam em outro continente, o mais novo deles, lá do outro lado do mundo!

Estudar e trabalhar na Irlanda

Este é o único país da União Europeia a permitir este tipo de intercâmbio. Por isso, transfira seu sonho de estudar e trabalhar em Malta para a Irlanda!

Um país igualmente belo, um pouco mais friozinho, é verdade… mas cheio de festas e cerveja, e com diversas oportunidades de trabalho para brasileiros, principalmente como barman, caixa de supermercado, garçom e afins.

E o governo local estimula este tipo de intercâmbio, que traz divisas para o pais.

Veja as condições impostas:

  • Passaporte em dia.
  • Visto de estudante.
  • Matricular-se em uma escola credenciada.
  • Fazer um curso de, no mínimo, 25 semanas.

O que permite: Trabalhar 20 horas por semana durante o curso e 40 horas por semana nas férias.

Veja mais detalhes:

Estudar e trabalhar na Austrália

Ok, você até topa mudar seu sonho de estudar e trabalhar em Malta, mas exige que tenha praia e sol? Vá para a Austrália estudar e trabalhar. A burocracia é um pouco maior, mas vale a pena, veja:

  • Passaporte em dia.
  • Visto de estudante.
  • Matricular-se em uma escola credenciada.
  • Fazer um curso de, no mínimo, 14 semanas.
  • Preencher formulários no site da embaixada (o famoso 157-A)
  • Comprovantes de escolaridade.
  • Prova de capacidade financeira para se sustentar no pais.
  • Passagem aérea de já comparada.
  • Ter um local para se hospedar.

O que permite: trabalhar 20 horas por semana durante o curso.

Confira também:

Estudar e trabalhar na Nova Zelândia

Praticamente um país irmão da Austrália, a Nova Zelândia também é rica em belezas naturais, esportes radicais, muito mar e sol e totalmente desenvolvida!

A burocracia é praticamente idêntica a da Austrália:

  • Passaporte em dia.
  • Visto de estudante.
  • Matricular-se em uma escola credenciada.
  • Fazer um curso de, no mínimo, 14 semanas.
  • Preencher formulários no site da embaixada (“Studente Permit Aplication e de Comprovação de Renda)
  • Comprovantes de escolaridade.
  • Prova de capacidade financeira para se sustentar no pais.
  • Passagem aérea de já comparada.
  • Ter um local para se hospedar.
  • Ter pago o curso em sua totalidade.

O que permite: trabalhar 20 horas por semana durante o curso.

Saiba mais:

Ainda não encontrou nada que substitua plenamente sua vontade de trabalhar e estudar em Malta? Então use nossa ferramenta online de busca de cursos no exterior e encontre o destino ideal para você:

Saiba tudo sobre as escolas de inglês no exterior

Também criamos um quiz para ajudar a encontrar o destino feito para você:

quiz

Mais informações de nosso blog: