em Malta

EU FUI estudar na Ace English Malta. Conheça minha experiência!

Quer saber mais sobre como é fazer um intercâmbio em Malta? Várias opiniões já apareceram por aqui, mas uma coisa é certa: todo mundo amou a experiência!

Leia também:

Hoje, vamos embarcar no intercâmbio da Juliana Mendes Carneiro, que ficou 8 semanas estudando inglês na Ace English Malta. A Juliana tem 22 anos, mora em São Paulo (SP) e nos contou tudo e mais um pouco neste post cheio de dicas bacanas! Dê uma olhada e anote tudo:


Por que você escolheu fazer um intercâmbio em Malta? 

Escolhi fazer um intercâmbio em Malta por ser uma opção relativamente barata e na Europa, próxima de outros países que eu queria conhecer. Além de tudo isso, por ser um país lindo e quente!

O que mais gostou e o que menos gostou em Malta?

Adorava quase tudo lá! A escola, as cidades, o clima… O transporte público não é um ponto forte da ilha.

Falando nisso… Como é o transporte público em Malta?

Andar de ônibus em Malta é superfácil, só não é sempre muito agradável. A tarifa do ônibus é bem barata (1,50 euros) e você pode usar o bilhete quantas vezes quiser durante o dia – o que facilita muito e possibilita num mesmo dia você ir para diversos lugares. Mas como eu disse, não é sempre agradável, porque os ônibus costumar ser bem cheios e o trânsito também é um pouco caótico.

Como é o custo de vida em Malta?

Honestamente, eu não achei Malta um país caro. A equipe da agência Descubra o Mundo recomendou que eu levasse de 400 a 500 euros por mês para gastos com alimentação, transporte e lazer. O dinheiro foi suficiente. Bom, eu não bebo álcool e durante os dois meses em que estive em Malta procurei preparar meu próprio almoço. Por semana, eu gastava cerca de 70, 80 euros geralmente, contando a compra semanal do supermercado, refeições fora (sempre rolam convites para jantares de despedida e também quando você vai para outra cidade geralmente quer comer algo legal por lá), transporte e coisinhas pequenas como sorvetes, chocolates etc.

Durante seu curso de inglês na Ace Malta, quais foram suas opções de lazer?

Sempre há lugares para conhecer pelas redondezas de Paceville. Em Malta, sempre há uma vista linda para admirar, isso não falta. Além disso, é importante separar um tempinho pra estudar o inglês, além da escola, para fazer a lição de casa etc. Como eu trabalho “por conta” (onde tiver um computador com internet eu estou trabalhando), nem sempre eu tinha tempo livre, mas costumava ir até alguma cidade vizinha.

Como é a vida noturna de Malta?

Poxa, eu não sou a pessoa mais indicada para falar da vida noturna de Malta! Apesar de morar no bairro mais agitado de lá [Paceville], eu fui pouquíssimas vezes até os bares e baladas. Mas posso indicar um que é superquerido por lá, o Native. Se você estiver em Malta e não tiver ideia de qual daqueles trocentos bares/baladas entrar, entre no Native.

O que você achou do clima de Malta?

Amei o clima de Malta! Pelos relatos que eu ouvi, concluí que eu não poderia ter escolhido época melhor (setembro e outubro) para ir estudar inglês na Ace Malta, porque já era final da alta temporada. A ilha já não estava mais abarrotada de turistas e o verão já tinha acabado. Apesar disso, ainda estava quente pra caramba! Sempre dias de sol e calor. Às vezes, eu evitava sair de casa entre 12h e 14h porque o calor era demais. Mas a Bruna, também intercambista da DMI [veja o depoimento da Bruna Gonzales sobre o intercâmbio em Malta], me disse que nos meses anteriores era preciso esperar até umas 16h para não morrer embaixo do sol maltês nas ruas. Apenas na minha última semana na ilha choveu um pouco e fez frio.

Quais atrações/passeios turístico que mais gostou de fazer em Malta?

Todos os que eu fiz eu gostei e ainda deixei de fazer alguns que queria muito. Mas recomendo muito que qualquer pessoa que vá até lá não deixe de visitar Mdina, Valletta, Buggiba e pegar um barco ou navio até Gozo e Comino. Em Gozo eu fiz aquele passeio beeem de turista mesmo, pagando para andar naqueles ônibus de dois andares e conhecer a história da ilha. Valeu a pena, apesar de parecer um passeio de “tiozinho”. É um ônibus muito útil já que você pode descer dele e ver o ponto turístico que estiver interessado e depois pegar o ônibus seguinte. Mas esse ônibus só vale a pena se você pegá-lo cedo, para que tenha tempo de descer várias vezes.

Malta é um lugar muito rico em história. Você se pergunta quem não pisou naquela ilha nos últimos anos! Um passeio que eu não li em lugar nenhum e acabei entrando nele sem querer, foi na St. John’s Co-Cathedral, que fica em Valletta. É um lugar incrível! Caravaggio ficou um tempo refugiado nessa catedral e você pode ver diversas obras dele lá dentro. Então, se você gosta de História e de Arte, não deixe de visitar esse local.

Mdina, Malta | Ace Malta | Ace English Malta | Curso de inglês  | Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal
Mdina, Malta
Ace Malta
Ace English Malta / curso de inglês
Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal

Em qual escola de inglês você estudou em Malta?

Eu fiz o curso de inglês na Ace English Malta. Estudava entre as 9h e 12h.

E o que achou da Ace English Malta?

A Ace Malta tem uma estrutura muito boa e moderna, além de ser bem localizada. Eu gostei dos professores que tive nos diferentes níveis que estudei. O staff contava com uma brasileira, a Maria, que é superquerida e me ajudou demais!

O que achou do curso da Ace Malta?

Eu gostava da didática dos meus professores e sempre aprendia coisas novas. A Ace English Malta é uma das escolas mais em conta, mas acredito que ela seja mais barata que as outras pelo fato de não dar uma apostila “física”. As salas da Ace English são equipadas com uma lousa digital interativa, que fica com a apostila lá, digitalizada. Por isso, todos os dias, os professores nos dão as folhas correspondentes à apostila da lousa, e não um livro inteiro. Mas, isso não foi um problema pra mim.

Ace Malta | Ace English Malta | Curso de inglês  | Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal
Ace Malta
Ace English Malta / curso de inglês
Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal

Como você avalia seu aprendizado durante o intercâmbio na Ace Malta?

De início, achei que não estava aprendendo direito. Até que percebi que eu já conversava em inglês com as pessoas sobre muitas coisas e durante um bom tempo. Com certeza, meu inglês melhorou durante esse intercâmbio em Malta.

Onde você morou durante o intercâmbio?

Eu morava em Paceville, a 5 minutinhos da escola, num apartamento compartilhado com outras estudantes da Ace English Malta. Moravam outras cinco garotas comigo. O apartamento tinha três quartos com duas camas cada. Dividia o banheiro com quatro meninas, pois o quarto maior era uma suíte e apenas as duas garotas que dormiam lá usavam aquele banheiro. A cozinha era compartilhada por todas nós. Como eu não tinha aulas no período da tarde (a Ace Malta tem essa opção) e a maioria das garotas do apartamento frequentavam essas aulas, quando eu chegava lá, por volta das 12h, não costumava ter concorrência pelo fogão para cozinhar. Por isso, fazia meu almoço tranquilamente. A geladeira era muito pequena para nós seis e não havia espaço para guardar compras de um mês inteiro. Por isso, eu fazia mercado semanalmente.

Intercâmbio em Malta  | Ace Malta | Ace English Malta | Curso de inglês | Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal
Intercâmbio em Malta
Ace Malta
Ace English Malta / curso de inglês
Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal

Você gostou desse tipo de moradia?

Sim. Eu me considerava muito sortuda por morar tão perto da escola e a moradia era nova. Meu quarto era pequeno, mas era bonitinho! Não parecia um lugar velho que mil outras pessoas haviam dormido…

Quais foram as principais dificuldades que você enfrentou durante esse curso de inglês na Ace Malta?

O meu primeiro dia em Malta foi um sufoco: problemas com imigração, acomodação, a companhia área perdeu a minha mala… Me perguntei por que diabos eu tinha ido para lá! Apesar de ter entrado na escola no nível intermediário, eu era bastante travada para falar em inglês: mal conseguia me expressar nos primeiros dias e, ao contrário do que imaginei, o sotaque britânico de Malta soou muito mal aos meus ouvidos no começo. Depois, me acostumei.

Até a segunda semana eu tinha ainda bastante dificuldade com muitas coisas. Depois disso, ocorreu tudo bem. A convivência nem sempre é maravilhosa. Das outras cinco garotas do apartamento, duas eram, digamos, insuportáveis! Mas eu não arranjei confusão, nem nada, relevei e ignorei as coisas que elas faziam (tipo deixar o banheiro todo sujo e chegarem bêbadas fazendo barulho de madrugada). São coisas que não valem a pena você se estressar, até porque, é temporário.

Como foi a adaptação à comida de Malta?

Foi bem tranquilo, principalmente depois que eu achei o nosso tipo de arroz no supermercado! Eu comia basicamente as mesmas coisas que como aqui no Brasil, com exceção do feijão, que sofri com sua falta…

Você viajou para outros lugares durante o intercâmbio? Para onde?

Sim. Viajei para Itália e para a Espanha. A Itália era um sonho antigo e fui para Malta na esperança de conseguir dar um pulinho em Milão e assistir um jogo da Internazionale di Milano. E a Espanha foi uma surpresa. Conheci outro brasileiro na Ace English que estava indo para lá e a passagem de avião estava super barata (47 euros ida e volta!). Eu aproveitei e foi incrível. Mas fiz viagens curtas, porque não queria perder muitos dias de aula.

Qual é sua opinião sobre a população local de Malta?

Olha, eu gostaria de dizer que eu conseguia facilmente reconhecer um maltês, mas é mentira. Paceville é lotada de gringos e sempre no trajeto escola-apartamento eu ouvia muitos idiomas pelas ruas. Eu só sabia que uma pessoa era maltesa quando ela estava trabalhando no supermercado ou nas lojas, porque eles te atendem em inglês, mas conversam entre eles em maltês.

Quais nacionalidades estavam por lá “em peso”? Há muitos brasileiros na Ace Malta?

Turcos, turcos everywhere! Tem muito turco em Malta. Mas também conheci grupos de colombianos, coreanos e japoneses. Na Ace English Malta não tem muitos brasileiros, mas não é tão difícil achar brasileiros por lá. Entretanto, ao contrário do que eu li em alguns blogs antes de ir pra Malta, eu raramente ouvia brasileiros conversando na rua. Me assustava quando pessoas passavam ao meu lado falando em português!

Mas, se quiser um lugar fácil pra encontrar brasileiros, vá em uma das baladas que promovem a brazilian party durante a semana, como a QUBE. Aí, quando toca uma música brasuca (geralmente Michel Teló ou Lepo Lepo. Sim, os gringos amam isso!), você reconhece os brasileiros presentes porque eles cantam junto e se empolgam.

Intercâmbio em Malta | Ace Malta | Ace English Malta | Curso de inglês  | Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal
Intercâmbio em Malta
Ace Malta
Ace English Malta / curso de inglês
Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal

Você precisou contatar a agência durante o intercâmbio? 

Como disse, meu primeiro dia foi caótico e já cheguei em Malta mandando mil mensagens para a equipe da Descubra o Mundo Intercâmbio (DMI), que me atendeu e deu o apoio que eu precisava. Além disso, também recebi dicas de hostels e passeios para visitar na Espanha e na Itália.

E, de uma forma geral, como foi o atendimento da Descubra o Mundo?

Eu recomendaria a Descubra o Mundo com toda a certeza. É uma agência online, o que deixa as pessoas apreensivas de ser uma furada ou algo assim. Mas, apesar de todo meu atendimento ter sido online, o intercâmbio em Malta foi maravilhoso e deu tudo certo no final. Tive o prazer de conhecer o Bruno [especialista em intercâmbio da DMI] em Malta quando ele foi visitar as escolas e, de quebra, conheci outros alunos da Descubra o Mundo que estavam por lá.

Blue Grotto, Malta | Ace Malta | Ace English Malta | Curso de inglês  | Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal
Blue Grotto, Malta
Ace Malta
Ace English Malta / curso de inglês
Foto: Juliana Carneiro/arquivo pessoal

Mais de Malta? A Juliana escreveu sobre a experiência dela e o intercâmbio em Malta no blog ‘Faltou Açúcar’. Muita coisa legal por lá. Recomendamos! :)


Se você estiver pensando em fazer um intercâmbio em Malta, esse é o seu lugar. Deixe seus comentários abaixo e faça suas perguntas. A equipe da DMI vai te ajudar, assim como a Juliana, que já viveu essa experiência e pode dar outras dicas.

Faça seu intercâmbio em Malta com a Descubra o Mundo.

Vamos trocar mais ideias sobre esse destino maravilhoso? Descubra Malta.