em Irlanda

Intercâmbio na Irlanda: 3 bons motivos para ir e 3 para pensar…

Intercâmbio na Irlanda, você encara? Existem prós e contras em fazer um intercâmbio na Irlanda (assim como tudo na vida!). Para ajudar na sua escolha, listamos neste post 3 principais vantagens e 3 desvantagens que você encontrará se for estudar no país. Leia e prepare-se!


Intercâmbio na Irlanda: Prós

#1. Estar na Europa

Isso é o que eu chamo de vantagem. Estar na Europa é fundamental para quem faz questão de viajar nas horas vagas ou de programar um mochilão antes ou depois do intercâmbio. Quem escolhe passar uma temporada de intercâmbio na Irlanda, tem a possibilidade de conhecer outros lugares do continente com facilidade. As companhias aéreas low coast são uma mãe nesse sentido! [Leia aqui 5 dicas para viabilizar suas viagens durante o intercâmbio.]

Conheça 7 filmes que você precisa assistir antes de conhecer a Irlanda

#2. Poder trabalhar legalmente

Quem quer (ou precisa) trabalhar durante o intercâmbio deve escolher destinos onde isso é viável perante a legislação local – cair na ilegalidade não é uma boa! Ao escolher intercâmbio para Irlanda você encontra uma legislação amigável nesse sentido: é fácil conseguir o visto de estudante (que permite também trabalhar no país). É uma oportunidade para aprimorar mais o inglês, adquirir novas experiências e juntar uma graninha. Essa possibilidade torna o intercâmbio na Irlanda ainda mais acessível que em outros países da Europa. [Para 2015, o governo irlandês anunciou algumas mudanças. Explicamos tudo neste post.]

#3. Fazer intercâmbio na Irlanda é conhecer uma cultura receptiva e festeira

Estar na Irlanda para intercâmbio é ter a sorte de conhecer pessoas receptivas e animadas, que irão te receber de braços abertos. Dificilmente você ouvirá histórias de preconceito ou de problemas com relação aos estrangeiros no país. Os irlandeses adoram sair, ouvir boa música, conversar nos balcões dos pubs e fazer amizades – inclusive com quem vem de fora. A festa mais famosa do país é o internacionalmente conhecido St. Patrick’s Day, celebrado no dia 17 de março.

  • Dica: durante o intercâmbio na Irlanda, você conhecerá pessoas do mundo todo. Mas se esforce para ter contato direto com irlandeses – além de serem os “donos do pedaço”, são super legais! Não tenha medo ou vergonha de puxar assunto – eles adoram!
Foto: BBC News
Foto: BBC News

Mais 10 motivos para fazer intercâmbio na Irlanda durante o verão

Intercâmbio na Irlanda: Contras:

#1. O clima é frio e chuvoso

Quem decide fazer intercâmbio na Irlanda deve estar pronto para enfrentar um clima nada agradável. O país é conhecido pela nebulosidade, pelo vento gelado e pela chuva fina constante. É claro que há variações ao longo do ano, mas não venha na expectativa de passar calor! No verão, as temperaturas ficam em torno dos 22°C, enquanto no inverno variam entre – 2°C e 5°C, mais ou menos. Apesar disso, é raro nevar na Irlanda.

  • Importante: os dias podem ser longos ou muito curtos, dependendo da época do ano. Para se ter uma ideia, no verão, o sol nasce por volta das 4h da manhã e se põe apenas às 21h! Por outro lado, no inverno, o dia começa às 9h15 e acaba por volta das 16h15 – quase sempre sem sol, apenas com uma “claridade” no céu.
Foto: Photocall Ireland
Foto: Photocall Ireland
Antes de partir Conheça o clima da Irlanda

#2. A comida não é lá essas coisas

comida da Irlanda não costuma agradar os paladares brasileiros. Você vai morrer de saudades dos pratos da mamãe. Fato. Mas é preciso estar de ‘bocas abertas’ para experimentar de tudo e vivenciar a cultura local (há algumas opções realmente saborosas!). Os pratos têm como base a batata. Ela está sempre lá, marcando presença. Veja algumas opções típicas:

– Irish breakfast: café da manhã de sustância! Preparamos um post especial para ele [releia aqui].
– Irish Stew: guisado de carne de cabrito ou ovelha, com batatas, couve-branca, alho-poró, cenoura e aipo. Em alguns lugares, o tempero é feito usando cerveja Guiness ou irish whisky.
– Colcannon: purê de batatas, couve, manteiga, sal e pimenta. Alguns ingredientes extras podem ser incluídos também, como leite, cebola, alho, presunto ou toucinho. No Dia das Bruxas, existe uma tradição de esconder moedas nas batatas do prato.
– Brúitín (ou champ): mistura de batatas e cebolinha picada, manteiga, leite e sal e pimenta a gosto. É bem parecido com o colcannon e também é barato e fácil de preparar.
– Boxty: parece uma panqueca frita, feita de batatas.
– Coddle: ensopado típico de Dublin, que leva salsichas, bacon em fatias, batatas cortadas em rodela e cebola. Em algumas receitas mais tradicionais, os irlandeses incluem cevada.

Confira: Prepare-se para novos sabores: comida típica da Irlanda

irlanda_comida_pros_contras_intercambio

Os supermercados são abastecidos com ingredientes “internacionais” (tem até feijão – em lata, mas tem!), por preços acessíveis. Se a culinária local não agradar, no dia a dia, você pode preparar a sua própria comida. Mas afinal, você escolheu a Irlanda para Intercâmbio ou para comer?

Fique por dentro: 12 coisas que você precisa saber antes de fazer um intercâmbio na Irlanda

#3. Há uma avalanche de brasileiros fazendo intercâmbio na Irlanda

Já falamos algumas vezes aqui no blog que o número de brasileiros na Irlanda vem aumentando consideravelmente nos últimos anos – especialmente em Dublin e Galway. Se você quer fugir deles de todo jeito, esse não é o melhor destino para intercâmbio. Mas, como alternativa, cidades interessantes e menos conhecidas podem quebrar o galho [leia os posts sobre Cork e Limerick].


Faça seu intercâmbio na Irlanda com a Descubra o Mundo.

Ok. Mas como tomar a decisão final? Você vai ou não de intercâmbio para Irlanda?

Bom, identifique seus objetivos com o intercâmbio, pesquise bastante sobre os possíveis destinos e pese aquilo que realmente importa para você em determinadas situações (para isso, é preciso contar com uma boa dose de autoconhecimento). Ao colocar tudo na balança, as respostas começarão a vir naturalmente.

Ah, conte conosco no processo de escolha! Descubra a Irlanda.