em Intercâmbio

Quais as opções de intercâmbio remunerado que posso fazer?

Viajar para outro país é sempre uma boa experiência, mas encontrar dinheiro para fazer isso pode ser um tanto quanto complicado para algumas pessoas.

Por isso, fazer um intercâmbio remunerado, em que é possível estudar e trabalhar, é uma das maneiras mais procuradas por quem quer aproveitar o tempo fora sem precisar mexer muito nas economias.

E nem todo mundo sabe disso, mas é possível viver fora do país fazendo um intercâmbio com trabalho remunerado.

Nesta postagem, veja algumas das opções de fazer isso legalmente.

Intercâmbio Irlanda 728x90

Saiba mais: Intercâmbio estudar e trabalhar: aprenda inglês e fature!

Quais as melhores opções de intercâmbio remunerado?

Au Pair

Uma das modalidades que mais atende esse objetivo é o programa denominado Au Pair, que é mais indicado para mulheres com idade entre 18 e 35 anos. Nesse tipo de intercâmbio remunerado, você vai para uma casa de família, sem precisar pagar por isso, e ajuda com as crianças pequenas que eles têm.

O valor do salário costuma ser bom e, como todas as despesas correm por conta da família, vale bastante a pena financeiramente.

Essa modalidade de intercâmbio com trabalho remunerado é interessante porque permite que vá ao país para estudar a língua nativa. Você pode arrumar tudo com a escola de inglês aqui no Brasil, combinar com a família os horários em que eles precisam da sua ajuda como babá para os pequenos e conciliar o período das aulas com o trabalho.

Você só tem a sair ganhando, porque esse tipo de trabalho costuma ser tranquilo e você não precisa sair de casa e, portanto, não tem que se preocupar com despesas e com tempo de locomoção.

Veja mais: Au pair Los Angeles: intercâmbio e trabalho em LA

Uma das maiores vantagens desse tipo de intercâmbio remunerado também é o fato de que você fica em contato direto com a família e, como consequência, com falantes da língua que você está estudando.

Ou seja, você treina as suas habilidades do idioma que está sendo aprendido ao mesmo tempo em que trabalha, se relaciona e se diverte ao lado das crianças que está olhando e de toda a família que a acolhe em casa.

Se você não se encaixa nos pré-requisitos dessa modalidade ou não tem interesse nesse tipo de intercâmbio remunerado, não se preocupe – existem várias outras! Confira mais informações abaixo e saiba qual a melhor opção para você.

Veja também: Au pair Inglaterra: tudo que você precisa saber

Co-op no Canadá

Nem todo mundo sabe disso, mas estudantes do Ensino Superior podem pleitear uma vaga de estágio remunerado no Canadá em um programa que recebe o nome de Co-op.

Para isso, é preciso estar matriculado em um curso de pelo menos 24 semanas que não seja de idiomas – é como o estágio que temos no Brasil e que só podem participar estudantes devidamente matriculados em uma universidade.

Esse tipo de intercâmbio remunerado é uma ótima maneira de custear a viagem e ainda dar uma turbinada no seu currículo e em suas experiências profissionais.

Além disso, quem faz um intercâmbio com trabalho remunerado nessa modalidade pode também exercer outros tipos de atividade até o momento em que a bolsa de estágio for liberada.

É claro que tudo precisa estar esclarecido com a universidade e que as regras precisam ser chegadas, mas isso garante que você não vai passar apuros financeiros enquanto ainda não recebeu o valor combinado.

Confira também: Programa Co-Op Canadá: o jeito mais fácil de trabalhar nesse país

Trabalho em meio período: estudo & Trabalho

Quem decide fazer um intercâmbio com trabalho remunerado pode tentar sair fora do comum e ir para um país da Oceania.

Austrália e Nova Zelândia são países muito receptivos e que permitem que os estrangeiros que vão até lá para fazer um curso de idiomas enquanto trabalham por até 20 horas semanais.

Se você arruma emprego em um café, por exemplo, convive com várias pessoas e, com isso, ainda treina mais a sua pronúncia e tende a potencializar o seu aprendizado. Perfeito, não é mesmo?

Uma outra vantagem desse tipo de intercâmbio remunerado é o fato de que, durante as férias, você pode aumentar a quantidade de horas trabalhadas e, com isso, pode cumprir um regime integral de trabalho.

Isso permite que você consiga dobrar seus rendimentos e conseguir todo o dinheiro necessário para despesas adicionais, para possíveis viagens pelo país em que você está morando ou para ajudar nos gastos pelo resto da estadia no local.

Outro país que oferece oportunidades semelhantes é a Irlanda, confira nesta postagem:

Como trabalhar na Irlanda com visto de estudante

E se você quiser saber tudo sobre este assunto, baixe nosso e-book gratuito:

Confira mais dicas sobre este tipo de intercâmbio no exterior: