em Inglês

Você sabe qual o melhor inglês do mundo para aprender o idioma?

Você já deve ter percebido que existem diversos sotaques diferentes no Brasil, não é mesmo? Ainda assim, o idioma falado aqui é bastante diferente do de Portugal e em outros países de língua portuguesa. Mas você sabia que o mesmo acontece com todas as línguas, inclusive o internacionalizado inglês? Por isso, muitas pessoas querem saber qual o melhor inglês do mundo para aprender e dominar o idioma da melhor forma possível.

No entanto, é bastante difícil afirmar absolutamente qual o melhor inglês do mundo, já que isso depende muito dos seus objetivos e de como você quer aprender o idioma. E, para decidir isso, nada melhor do que comparar os tipos mais comuns que a língua pode ter, não é mesmo?

Confira as dicas comparativas que separamos para você e veja agora mesmo quais as principais diferenças entre as variações!
Intercâmbio Institucional 728x90

Saiba mais: As 10 melhores escolas de inglês no exterior

Qual o melhor inglês do mundo para cada pessoa aprender?

Britânico, americano, australiano, escocês, indiano, africano… qual será o melhor?

Inglês britânico

A nação considerada ‘mãe’ do inglês é a Inglaterra, já que ela colonizou a maior parte dos países que hoje falam essa língua. O sotaque britânico é bastante característico quando comparado com outras modalidades.

  • Britânico e americano: a pronúncia de vogais é bem mais fechada no inglês britânico, sendo falada na parte de trás da boca. A palavra can’t é um exemplo clássico: enquanto é falada nos Estados Unidos como “quent”, a fala britânica é algo como “cant” mesmo.
  • Ritmo: Para quem quer aprender uma forma mais pausada e pronunciada do idioma, a forma britânica pode ser o melhor inglês do mundo. Isso porque as palavras soam de forma mais lenta e, consequentemente, com mais ênfase.
  • Britânico e escocês: as formas são bem parecidas aos ouvidos de quem está acostumado com a pronúncia estadunidense, mas vai se tornando bastante diferente à medida em que se está mais familiarizado com a versão britânica.
  • Fonemas: A pronúncia da letra “r” é uma das maiores diferenças, já esse som é bem mais arrastado na Escócia e tornando bem características palavras como horse (cavalo) e door (cavalo) – nessa última, por exemplo, o “r” é praticamente inaudível para quem fala com sotaque britânico.
Confira: Estudar inglês na Inglaterra: conheça os TOP 10 intercâmbios!

Inglês australiano

A grande ilha-continente da Oceania costuma ser vista com receio pelos imigrantes e pelos turistas que chegam ao país. Isso porque o isolamento geográfico acabou tornando o idioma bem mais diferente do que suas outras formas.

Mas isso não o torna um bicho de sete cabeças! Muito pelo contrário: ele pode ser o melhor inglês do mundo para quem quer diversidade ou vai morar no continente. Veja as principais diferenças.

  • Australiano e americano: sabe em português, quando cortamos o “r” final de palavras como “falar”? Pois saiba que essa também é uma prática australiana. E não é só o “r” que eles cortam. Verbetes terminados em “g” também sofrem esse corte verbal: “going” vira “goin”, talking vira talkin’ e assim por diante.
  • Australiano e britânico: além de ser mais carregado e ter esse corte mais pronunciado que o inglês britânico, o australiano diferencia-se também pelas gírias que, geralmente, são uma versão resumida das palavras originais. Isso se demonstra em seu próprio gentílico: “australian” vira “aussie” para os nativos. “Barbecue” (que quer dizer “churrasco”), é chamado de “Barbie. Já “Bikkies”  é uma forma curta de “Biscuits”, que significa “biscoitos”. E não para por aí: “Gday” é um resumo “Good day” e substitui “Hello” em cumprimentos.
Veja mais: Como achar o melhor curso de inglês na Austrália para você

Outras formas

  • Inglês indiano: não é o idioma oficial do país, mas é falado por praticamente toda a população. O sotaque assemelha-se mais ao americano, mas essa versão tem regras próprias que não são aceitas em outros locais: o uso de gerúndios e preposições, por exemplo, tem outras colocações.
  • Inglês africano: conhecido também como “africâner”, essa modalidade é bastante peculiar e praticamente já se tornou um outro idioma diferente do inglês. No entanto, a pronúncia assemelha-se mais ao britânico e é mais fácil compreendido com quem domina essa versão.
Veja também: Estudar na África do Sul: grandes escolas e universidades

Quer conhecer grandes escolas de inglês ao redor do Mundo?

Use nossa ferramenta e compare cargas horárias, infraestrutura, porcentagem de brasileiros na sala de aula e muito mais!

Ferramenta de busca de curso de inglês no exterior.

Veja depoimentos de quem já fez intercâmbios em diversos destes países: