em Geral

Processos seletivos de Trainee: só os melhores sobrevivem!

Processos de Trainee, ao contrário do que muitos pensam, são completamente deferentes de processos de contratação de estagiários.

Apesar dos dois tipos de seleção estarem focadas em recém formados, processos seletivos de Trainee têm o objetivo de encontrar jovens talentos, extremamente bem preparados e com potencial de liderança.

Esta é a grande diferença entre um processo seletivo e outro.

Para ajudar você a entender melhor os processos seletivos de Trainee e como passar por suas fases, estabelecemos 7 passos que você deve seguir para alcançar este objetivo.

Boa sorte!

Faça um intercâmbio de inglês e turbine sua carreira
Saiba mais: Curso de inglês para executivos que não tem tempo a perder

Os 7 passos de um processo de Trainee

Quando as empresas decidem abrir vagas de Trainee, esses processos seletivos visam encontrar pessoas talentosas que vão passar por várias áreas da empresa com o objetivo de ocuparem cargos de liderança, no futuro.

Hoje, está muito difícil passar até perto de um desses processos de Trainee. Confira nossas dicas e não desista nunca:

1- Preparação

Não se engane, só será chamado para processos de Trainee de uma boa empresa o jovem que tiver, no mínimo, estas características:

  • Ter se formado em uma das 3 melhores faculdades do Brasil na sua área, ou em uma excelente no exterior.
  • Ter inglês fluente.
  • Já estar fazendo estágio em uma outra empresa ou mesmo estar empregado.

Mas, para ter chances melhores de ser aprovado no processo, o ideal é, além desses 3 requisitos, ter, pelo menos, mais 3 dos seguintes:

  • Ter se formado em 2 faculdades de primeira linha.
  • Já ter iniciado um MBA ou mestrado, mas para cursar à noite ou aos finais de semana.
  • Contar, além do inglês, com outro idioma estrangeiro fluente.
  • Ter uma experiência de vivência internacional.

Como você viu, a peneira inicial não é nada fácil em um processo de Trainee.

Veja também: Confira ranking com os 10 melhores MBAs do mundo

2- Preparando o Currículo

Seja objetivo. Alias, na primeira linha do currículo deve constar seu objetivo que, no caso, é “Trainee”.

Outro detalhe importante: seu currículo deve ter apenas uma página. Nada de contar a história de sua vida. Salve em PDF e envie nesse formato.

A segunda informação que deve constar é um resumo de suas habilidades. Está é a parte mais difícil de escrever. Por isso, deixe para redigir no final (mas deve aparecer no início).

Em seguida, deve conter uma relação de suas experiências profissionais. Como se trata de um processo de Trainee, é normal que sejam poucas, mas ao menos um estágio deve aparecer aqui. Descreva o que fazia nesses cargos, em 2 linhas, no máximo, com data de início e término

Na sequência, sua formação acadêmica: faculdades e pós-graduações.

Depois disso, você pode falar de cursos extracurriculares, palestras e eventos que participou.

Agora, descreva suas habilidades com idiomas estrangeiros, se é fluente para escrita e conversação e se tem certificados (como TOEFL e Cambridge), se cursou boas escolas ou fez intercâmbio.

Por fim, experiências internacionais, trabalhos voluntários, artigos ou monografias que escreveu e outras informações que achar relevantes.

3- Procurando processos de Trainee

Sites especializados, fóruns na internet, páginas no Facebook e principalmente no LinkedIn costumam apontar processos de Trainee com vagas abertas. Mas não deixe de visitar os sites das empresas onde gostaria de trabalhar e deixar seu currículo, independente de ter um processo de seleção de Trainee aberto ou não.

4- Testes e avaliações

Caso seja chamado, antes da entrevista pessoal, é comum que alguns testes sejam feitos, principalmente de inglês e outras habilidades obrigatórias. Por isso, nunca minta sobre seu nível de idiomas estrangeiros, será logo desmascarado.

Confira: Como aprender inglês em 6 meses? Faça um intercâmbio!

5- Entrevista inicial

A entrevista inicial costuma ser feita com alguém do RH, para triar aqueles que prosseguirão no processo de Trainee. O traje obrigatório é o terno e gravata para homens e uma roupa social de trabalho discreta para mulheres, como o tradicional tailleur e saia na altura do joelho. Mas nada de saia curta ou decote, nem maquiagem excessiva!

É preciso mostrar maturidade, conhecimento e, principalmente, ter um objetivo claro de carreira.

Uma dica é estudar a empresa, em seu site, e saber responder perguntas sobre ela, tipo: – Por que escolheu esta empresa para fazer um processo seletivo de Trainee?

6- Dinâmicas em processos de Trainee

Lembre-se: eles procuram uma pessoa com perfil de liderança!

Portanto, tente tomar a dianteira, dar ideias, instruir os outros, achar aliados e ser o catalizador. É claro que como todos vão querer fazer esse papel, vão aparecer conflitos. Nunca se altere, ma também não recue, a não ser que perceba que realmente a outra ideia é melhor, mas sem parecer submisso.

Seja o líder, mas não seja arrogante, nunca! Sim, é difícil medir as coisas enquanto alguns gerentes e avaliadores do RH te observam. Faça o seu melhor!

7- Entrevista com o superior imediato

Se, depois dos testes e dinâmicas, você for chamado para uma entrevista com um gestor, você está quase lá. Mostre maturidade, iniciativa, potencial de liderança e de resolver problemas.

Uma pergunta muito comum é: – Onde você pretende estar daqui 5 anos? Uma boa resposta poderia ser: – Gostaria de ser o gerente da área tal.

Depois dessa entrevista, os processos de Trainee costumam estar na fase final. Aguarde ser chamado para ingressar na empresa e continue tentando em outras, enquanto isso!

Intercâmbio Institucional 728x90

Confira mais algumas dicas de carreira: