em Geral

Atividade extracurricular: faça algo que gosta e ainda turbine seu currículo

A atividade extracurricular tem se tornado uma aliada para jovens que iniciam a vida profissional e ainda tem pouca ou nenhuma experiência no ambiente corporativo.

Para tornar um currículo atrativo e chamar a atenção dos recrutadores é uma excelente alternativa. Selecionamos aqui quais são as principais atividades extracurriculares em que você deve investir para se destacar dos demais candidatos.

Já pensou em fazer um intercâmbio no exterior e voltar com o inglês, ou outro idioma, bem mais desenvolvido? Pode custar menos do que você imagina.

Intercâmbio Institucional 728x90

Saiba mais: Quanto custa um intercâmbio de 1 mês? Depende, mas sempre vale a pena!

6 ideias de atividade extracurricular para se destacar no mercado

1- Cursos de empreendedorismo: ideal para qualquer área de atuação

Contrariando o que muitos pensam, empreender não se resume a capacidade de abrir um negócio próprio. A prática vai muito além desse exercício.

Um jovem que desenvolve essa habilidade seja na escola ou através de uma atividade extracurricular aprende a adotar atitudes que irão ajudar na tomada de decisões e gerenciamento de pessoas.

Aulas des empreendedorismo desenvolvem a capacidade proatividade, de liderança, marketing, noções básicas sobre hierarquia e consciência social.

É um excelente curso que traz destaque para o candidato no mercado de trabalho, independente da área de atuação, porque as habilidades desenvolvidas podem ser aplicadas em todas as profissões.

Existem cursos e vídeos de empreendedorismo na internet que você pode usar para se capacitar nesse tema.

O Sebrae e a Escola Técnica Estadual (ETEC) oferecem cursos de empreendedorismo e administração gratuitos para estudantes do ensino médio.

2- Teatro, música e artes: desenvoltura para falar em público e lidar com pessoas

A fantasia e a linguagem corporal exercitada nas atividades artísticas são consideradas habilidades diferenciadas no mercado de trabalho, portanto essa atividade extracurricular é bastante interessante para jovens em início de carreira.

O PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) recomenda que as instituições de ensino incluam atividades como teatro, dança, música e artes visuais.

Ao desenvolver uma habilidade musical, não deixe de fora do seu currículo, pois além de ajudar na apropriação da linguagem, contribui na concentração, no aprendizado da matemática, assim como no desenvolvimento cognitivo motor e social.

Já a Dança ajuda na quebra da timidez e no aumento da sociabilidade no local de trabalho.

O teatro é outra atividade extracurricular que chama atenção, pois contribui em diferentes áreas. Durante a atuação, o aluno desenvolve a memória, minimiza a timidez, aprende a trabalhar em equipe e a pensar rápido, através do exercício do improviso.

O estímulo ao pensamento crítico e ao trabalho colaborativo é outra característica desenvolvida no teatro, sinônimo de respeito às diferenças e as variadas formas de enxergar determinada situação no dia a dia profissional, para encontrar soluções inovadoras.

DICA: Você já pensou em fazer um curso profissionalizante em Londres?

3- Atividade voluntária: cooperação e bom trabalho em equipe

O trabalho voluntário é uma excelente atividade extracurricular. Além de trazer satisfação pessoal por estar contribuindo para fazer a diferença na sociedade, o exercício é ótimo para preparar o profissional para o mercado de trabalho.

Por conta disso, pode ser decisivo na hora da escolha do candidato a um vaga.

Quanto mais conceituada a organização, aumenta a competitividade do currículo. Pessoas que trabalham com voluntariado são vistas pelos recrutadores como engajadas e participativas, como a capacidade de relacionamento mais apurada e experiência prática no trabalho em equipe.

Na hora de escolher de qual trabalho voluntário participar, siga sempre o seu coração e faça com a alma. Afinal, o trabalho solidário deve ser feito com espontaneidade, nesse caso o foco não é o profissional, mas sim o altruísmo e claro, se sentir à vontade com o exercício de cidaddania.

4- Estudar idiomas

O curso de idiomas e a fluência em outras línguas atualmente não é mais requisito, mas exigência de muitas empresas nacionais e multinacionais. Estudar línguas estrangeiras contribui não só para o desenvolvimento profissional, como pessoal, pois abrange o conhecimento sobre novas culturas e melhora o desempenho acadêmico.

No Brasil, o inglês e o espanhol são os mais exigidos em corporações, no entanto, o francês, o alemão e até o mandariam podem ser necessários, dependendo do ramo da empresa e sua expansão internacional.

Confira: Depoimentos em vídeo de como falar inglês fluente em pouco tempo

5- Esportes não devem ficar de fora

Pouco mencionados como atividade extracurricular, os esportes em geral, quando não citados no currículo, devem ao menos ser mencionados durante a entrevista.

No artigo produzido por John Holloway, consultor do departamento de testes da Universidade de Princeton, ele considera que o esporte ajuda no desenvolvimento de habilidades fundamentais para o mercado de trabalho, como concentração, capacidade de trabalhar em equipe e autoconfiança.

6- Gap year ou “ano sabático” é um exercício enriquecedor

Nos Estados Unidos é bastante comum a prática “gap year”, traduzindo para o português “ano de intervalo”. Esse intervalo ocorre após o término do ensino médio, quando decisões profissionais importantes precisam ser avaliadas.

O mais interessante são as inúmeras experiências que podem ser vividas durante esse processo, como a oportunidade de viajar e conhecer outro país, trabalhar em algo que nunca fez antes ou mesmo participar de um projeto voluntário.

Viagens de intercâmbio são ideais para isso.

Existem pessoas que tornam o “gap year” a oportunidade de aprender um novo idioma, já outros preferem refletir sobre as escolhas e aproveitar o possível “afastamento” para conectar-se consigo mesmo.

Alguns intercâmbios são famosos por seu custo extremamente acessível. Você já pensou em passar um tempo em Malta?

Intercâmbio Malta 728x90
Confira depoimentos de quem fez um intercâmbio em Malta e só tem coisas boas para contar:

EC Malta durante 3 meses de um ano sabático