em Espanha

Intercâmbio na Espanha: cidades fora do circuito Barcelona-Madri

Quem acha que a Espanha se resume as superstars Barcelona e Madri não sabe o que está perdendo. Esse é um dos países do mundo onde há mais opções de localidades para intercâmbio no interior do país. As vantagens? Preços mais acessíveis, custo de vida mais baixo, mais segurança e mobilidade. Escolha uma das melhores cidades da espanha para seu intercâmbio!

Procurando opções de cursos ou escolas para fazer seu intercâmbio na Espanha? Confira nossas opções de pacotes para realizar essa aventura!

 Intercâmbio na Espanha – Um país repleto de possibilidades

Veja a lista que preparamos com as melhores cidades que recebem estudantes de intercâmbio na Espanha, fora do circuito Barcelona-Madri:

Intercâmbio em Marbella

Situada na província de Málaga na comunidade de Andaluzia, a 250 km de Sevilha, Marbella fica num ponto privilegiado do mundo. A região litorânea ao sul da Espanha, onde está o balneário, recebeu o nome de Costa do Sol por causa do bom clima e dos dias quase sempre secos e quentes. Vale lembrar que estamos pertinho da África (especificamente do Marrocos), separados apenas pelo Estreito de Gibraltar.

Marbella, que tem pouco mais de 140 mil habitantes, é sinônimo de badalação – especialmente no verão – e atrai também europeus e espanhóis que querem frequentar resorts, bons restaurantes, ir à praia ou jogar golfe (esporte que movimenta a cidade o ano todo). À noite, a animação continua em baladas e bares – grande parte deles concentrada na praia de Puerto Banús. Além de iates na água, ao redor da marina os frequentadores desfilam com seus Rolls Royces, Ferrari’s, Lamborghinis e Mercedes.

Puerto Banús | Marbella, Espanha
Puerto Banús
Marbella, Espanha

Menos glamoroso, o centro histórico (chamado de casco antiguo), onde só se circula a pé, também proporciona belos cenários. A cidade, que já foi habitada por romanos e árabes, é repleta de construções seculares. Na simpática Plaza de Los Naranjos, algumas construções datam do século 16, como a prefeitura e uma capela.

Descubra Marbella. Como a cidade é pequena, não há problemas de locomoção: um bom par de tênis e algumas passagens de ônibus dão conta do recado. Assim, a cidade atrai também estudantes que almejam incluir uma pitada de requinte ao fazer seu intercâmbio na Espanha.

Casco Antiguo (Centro) | Marbella, Espanha
Casco Antiguo (Centro)
Marbella, Espanha

Intercâmbio em Granada

Granada, simpática cidade também pertencente à Andaluzia, tem cerca de 240 mil habitantes. Falar dela é falar da cultura muçulmana que dominou a região durante séculos e que deixou como herança um maravilhoso acervo artístico e arquitetônico. Os vestígios da dominação árabe estão por todos os cantos da cidade, mas o mais famoso deles é a Alhambra – um palácio-fortaleza de arte islâmica, que serviu como residência real, eleito Patrimônio Mundial da Unesco. O complexo está localizado no alto da montanha mais alta da cidade.

Alhambra | Granada, Espanha
Alhambra
Granada, uma das melhores cidades da Espanha para intercâmbio

Numa colina ao lado, está o bairro de Albaícin, que também é um dos mais importantes núcleos turísticos de Granada com charmosos caminhos, vielas, jardins e casinhas brancas. Da Plaza San Nicolas se tem uma deslumbrante vista da cidade e de Alhambra. Outros pontos turísticos a serem percorridos durante o intercâmbio: Capilla Real, Monasterio e Igreja de San Jeronimo, Alcaicería e Catedral de Granada.

A Universidade de Granada (UGR) é uma das universidades da Europa que mais recebem estrangeiros. Ou seja, durante seu intercâmbio nesta parte da Espanha, além de turistas, você vai encontrar estudantes (e festas!) de todas as partes do mundo. As baladas mais conhecidas estão no centro, enquanto os bares se amontoam na Calle Elvira, na Plaza Bib-Rambla e na Plaza Nueva. Se for dividir apartamento, o ideal é escolher por ali, perto de pontos de ônibus, mercados e bares.

Granada é uma ótima opção de localização para intercâmbio na Espanha, mas vale lembrar que no verão, a cidade é beeem quente (acima dos 35°C), e como fica pertinho da Sierra Nevada, temperaturas baixíssimas também não são incomuns no inverno. O mês mais frio é janeiro, com mais ou menos 6°C de média. Faça seu intercâmbio em Granada.

Intercâmbio em Salamanca

Localizada na comunidade autônoma de Castela e Leão, Salamanca é uma espécie de Ouro Preto espanhola, com tesouros arquitetônicos e artísticos e uma jovem e festeira população estudantil, que se divide entre a Universidade de Salamanca e a Universidade Pontifícia de Salamanca.

A Universidade de Salamanca (USAL) em si é uma atração turística. Fundada em 1218, é a mais antiga da Espanha e uma das mais velhas do mundo! Foi também a primeira instituição do continente europeu a receber o título de universidade.

Universidade de Salamanca | Salamanca, Espanha | Foto: Panoramio
Universidade de Salamanca
Salamanca, Espanha
Foto: Panoramio

Salamanca é uma das cidades espanholas mais ricas em monumentos da Idade Média, do Renascimento e das épocas clássica e barroca. O centro histórico é compacto e o lugar mais óbvio para começar o reconhecimento da área é a Plaza Mayor. Construída no século 18, a praça foi palco das touradas e hoje foi tomada por bares e restaurantes, que atraem visitantes principalmente à noite, quando a iluminação a deixa ainda mais impressionante.

Perto dali, estão também a Catedral Nova (de cúpula barroca e portão renascentista) e a Catedral Velha, que tem como destaques duas grandes obras de arte: um belíssimo retábulo renascentista e um órgão do século 16. O topo da Puerta de la Torre tem a melhor vista panorâmica maravilhosa!

Os estudantes que fazem intercâmbio nesta parte da Espanha também têm acesso a biblioteca pública da cidade que fica no edifício gótico conhecido como Casa de Las Conchas, cuja construção iniciou-se em 1493. Em frente, está La Clerecía: construído entre 1611 e 1755, no estilo barroco, o local é composto por uma igreja e escolas de jesuítas.

A pouco mais de 200 km de Madri, a cidade é pequena e quase tudo pode ser feito a pé. Ainda melhor para apreciá-la. Faça seu intercâmbio em Salamanca.

Intercâmbio em Valência

Não tão pequena assim, Valência simboliza a Espanha do século 21. Símbolo arquitetônico do DNA futurista é a Ciudad de las Artes y las Ciencias. O complexo, de design moderníssimo, contempla museus, planetário, aquário e praças.

Ciudad de las Artes y las Ciencias | Valência, Espanha
Ciudad de las Artes y las Ciencias
Valência, Espanha

O sol é personagem constante na cidade e pode ser muito bem aproveitado, por exemplo, na praia Malvarrosa, umas das mais badaladas. Ali, como parte dos projetos de revitalização, foi construído um gigantesco porto para sediar uma edição da America’s Cup, o mais importante evento de iatismo do mundo. Malvarrosa atrai gente também à noite, em bares e baladas próximos à orla.

A vida noturna também é agitada no montanhoso Barrio del Carmen, na área histórica. O bairro milenar da cidade cresceu entre duas muralhas, a muçulmana e a  cristã. É obrigatório um passeio com olhares atentos pelas ruas empedradas que levam a palácios, portas medievais (das Torres de Quart e das Torres de Serranos), cafés e galerias.

Barrio del Carmen | Valência, Espanha | Foto: Feetup Hostels
Barrio del Carmen
Valência, Espanha
Foto: Feetup Hostels

Um dos melhores locais para explorar a história de Valência é o museu L’Almoina, instalado sob o local onde a cidade foi fundada pelos romanos em 138 a.C. Os visitantes caminham sobre pisos de vidro, olhando para baixo para um deslumbrante conjunto de ruínas escavadas na área.

O amplo Mercado Central também faz parte da história. Ele está situado nas imediações de um dos prédios pré-modernista mais representativos: a Lonja de la Seda, declarada Património da Humanidade pela Unesco. Construído entre 1482 e 1533, foi usada originalmente no comércio de seda e centro comercial. É uma obra que evidencia o poder e a riqueza da cidade no passado.

Lonja de la Seda | Valência, Espanha
Lonja de la Seda
Valência, Espanha
Foto: Viaje Jet

A terceira maior cidade do país, com aproximadamente 800 mil habitantes, é cortada por uma imensa área verde: trata-se do parque público Jardí del Túria, de 9 km de extensão, perfeito para momentos de descanso, de exercício físico e de bate-papo. Falando em bate-papo, lembre-se de que em Valência fala-se o valenciano, além do espanhol.

A cidade ostenta também um transporte público bem funcional e compatível ao seu tamanho. As bicicletas são meios de locomoção bastante populares. Aos domingos, os donos de lojas de antiguidades se reúnem na Plaza de Luis Casanova, num espaço escondido atrás do Camp de Mestalla, o estádio do Valência Futebol Clube.

E mesmo que você escolha outra cidade da Espanha para fazer intercâmbio, anote: no começo de julho acontece sempre o festival Valencia Cuina Oberta, quando os melhores restaurantes da cidade servem menus promocionais no almoço e na janta. Apesar da paella ser encontrada em outros lugares da Espanha, há quem diga que a verdadeira só pode ser saboreada ali. Hmmm. Faça seu intercâmbio em Valência. 

Leia também: 7 armadilhas a serem evitadas em Barcelona durante seu intercâmbio na Espanha.