em Depoimentos Intercâmbio (Eu Fui)

Estudar inglês no exterior: 3 meses em Cape Town

A Sandra Bezerra, 44, fez as malas e decidiu estudar inglês no exterior: foram 3 meses na EC Cape Town. Ela nos contou neste vídeo como foi fazer intercâmbio depois dos 40, num lugar maravilhoso como a África do Sul!

Por que estudar inglês no exterior

A Sandra comenta que sempre teve vontade de estudar inglês no exterior, já que o domínio do idioma é uma necessidade. Além disso, sempre quis conhecer Cape Town. Ela já havia estudado inglês antes, mas estava há 4 anos parada, e achou que seria uma ótima oportunidade de unir as duas coisas. Segundo ela, Cape Town é uma cidade maravilhosa!

Depoimento: Trabalho voluntário na África e curso de inglês

Estudar inglês no exterior – decisão por Cape Town, África do Sul

Ao pesquisar onde poderia estudar inglês no exterior, a Sandra chegou a considerar outros destinos como Malta, Nova Zelândia e Irlanda. A escolha por Cape Town foi definida, principalmente, pelo custo-benefício. Além disso, é um lugar turístico de praia, com um clima bem parecido ao do Brasil. Segundo ela, em Cape Town o céu é sempre azul!

Escolha estudar inglês na África do Sul
Intercâmbio África do Sul
Foto: Sandra Bezerra/Arquivo Pessoal

Clima em Cape Town entre março e maio

A Sandra conta que esse período – entre março e maio – não é alta temporada. Isso ajuda bastante porque não está tão quente e as coisas não estão tão caras. Ela pegou o final do verão, início do inverno. Foram dias de sol, quase sem chuva. Mas, vale lembrar que em Cape Town venta bastante. Por isso, a sensação térmica é sempre mais baixa. Um casaquinho em mãos resolve. Para ela, o clima em Cape Town lembra um pouco Campos do Jordão (SP): dias quentes e, após o pôr do sol, as temperaturas caem.

Temperatura África do Sul: ideal para diversão

Estudar inglês no exterior – EC Cape Town

A Sandra diz que a localização da EC Cape Town é muito boa, em um lugar próximo ao centro empresarial e ao Waterfront. Tem fácil acesso a pontos turísticos como Table Mountain e Lions Head. De ônibus é possível ir para vários lugares sem problemas. A estrutura é diferenciada em relação a outras escolas. Os profissionais são bem preparados e atenciosos. Todos os dias o aluno pode escolher uma atividade extracurricular com a escola – como tour, passeios etc. Além disso, a escola EC Cape Town dá todo o suporte para qualquer contratempo que precise ser resolvido.

Intercâmbio África do Sul
Foto: Sandra Bezerra/Arquivo Pessoal
EC English School Cape Town, seu melhor destino!
Escolas de inglês em Cape Town: comece pela EC

Estudar inglês no exterior – Hospedagem em Cape Town

A Sandra ficou hospedada em Milnerton, um bairro residencial, na casa de uma amiga sul-africana. O bairro é próximo à Table View, próximo à praia, e é um lugar mais tranquilo. Gastava cerca de 30 minutos para ir de lá à EC Cape Town.

Saiba onde ficar em Cape Town e aproveitar o melhor da cidade

Estudar inglês no exterior pelo período de 12 semanas

3 meses foi um período bom de intercâmbio, mas não suficiente, segundo a Sandra. Ela diz que nesse período melhorou muito audição do idioma, mas ficou com um “gostinho de quero mais”. Ela diz que destravou bastante e quer voltar para Cape Town.

Cabo da Boa Esperança
Foto: Sandra Bezerra/Arquivo Pessoal

Custo de vida em Cape Town

O custo de vida em Cape Town é bem acessível. De acordo com a Sandra, a alimentação é extremamente barata, assim como cosméticos e produtos farmacêuticos. O Uber e as tarifas de ônibus também têm um bom preço. Por mês, ela gastou em torno de R$ 1.600, com transporte, alimentação e ainda gastando com alguns passeios e compras. Até a passagem aérea é acessível em comparação às passagens para o Nordeste brasileiro, por exemplo. Vale lembrar que há várias opções gratuitas em museus, trilhas etc.

Custo de vida na África do Sul: veja lista de preços
Depoimento: Dicas Cape Town: intercâmbio na África do Sul

Estudar inglês no exterior depois dos 40

A Sandra diz que se divertiu! Ela encontrou muitos jovens de 20 e poucos anos, mas também pessoas de 30, 40, 50, até 60 anos. Na EC Cape Town havia intercambistas bem mais maduros, aposentados, que estavam ali para ter uma experiência de vida. Muitos aproveitam também as férias de 1 mês para estudar inglês. Segundo ela, intercâmbio não tem idade. Ela acabou conhecendo não só a cultura sul-africana, mas outras culturas, já que existem pessoas do mundo inteiro com quem criam-se vínculos e até contatos profissionais.

“A minha mãe disse: ‘você já está com 40 e poucos anos. Para que fazer intercâmbio? Intercâmbio é coisa de jovem, para quem está no colegial’. Mas, na verdade, intercâmbio é para quem quer ter um tempo para si mesmo, se descobrir, agregar conhecimentos, fazer novas amizades. Para mim, foi muito bacana.”

Sandra Bezerra, intercambista DMI

Depoimento: Intercâmbio em Los Angeles depois dos 50
Intercâmbio África do Sul
Foto: Sandra Bezerra/Arquivo Pessoal

Atendimento da agência Descubra o Mundo

Esse foi o primeiro intercâmbio da Sandra e sua primeira viagem internacional. Ela chegou até a agência Descubra o Mundo pesquisando na internet. Viu vídeos, depoimentos de intercambistas, e informações instrutivas que a ajudaram nesse processo. No início, ela ficou um pouco desconfiada por causa da agência ser online. Mas, não enfrentou nenhum problema e logo esqueceu que era online porque todas as expectativas foram superadas. Lá em Cape Town, a Sandra viu colegas desapontados com o serviço de agências conhecidas – o que não aconteceu com intercambistas da Descubra o Mundo.

“A Descubra o Mundo me surpreendeu pela competência e profissionalismo. Apesar de ser uma agência jovem, não deixou a desejar em nenhum momento. Fui super bem tratada e assessorada em tudo o que precisei.”

Sandra Bezerra, intercambista DMI


Se você também pensa como a Sandra e sabe que intercâmbio não tem idade, vem falar sobre seus planos com a equipe da Descubra o Mundo. Se joga e bom intercâmbio!!