em Depoimentos Intercâmbio (Eu Fui)

Depoimento de quem ficou 1 ano: Como é uma escola de inglês em Cork na Irlanda

Quer saber como são as escolas de inglês em Cork? Bom, sobre uma delas você vai conhecer diversos detalhes, pois Mais um intercambista da Descubra o Mundo relata como foi a experiência no exterior.

Carlos Oliveira, de São Paulo, acabou de voltar do intercâmbio. Ele decidiu estudar inglês em Cork, na Irlandapor 1 ano, na Cork English College, e nos contou todos os detalhes da vida de brasileiros em Cork, da escola e muito mais.

Assista ao vídeo:

Por que estudar em uma escola de inglês em Cork?

O Carlos trabalha com TI no Brasil e sentiu a necessidade de aprimorar o inglês para se destacar na carreira. Escolheu estudar inglês em Cork, especificamente, pela facilidade de entrar na Irlanda e por poder fazer uma imersão no idioma. Ele fez os cálculos e se planejou desde o início para ficar no exterior por 1 ano.

Intercâmbio em Cork x Intercâmbio em Dublin

Após decidir ficar na Irlanda por 1 ano, o Carlos chegou à conclusão que Cork “caberia no bolso” por ter um custo de vida menor. Ele chegou a considerar fazer intercâmbio em Dublin, mas percebeu que as escolas de inglês em Cork tem um ótimo custo-benefício.

Além disso, o Carlos, que é de São Paulo (SP), tinha vontade de conhecer uma cidade menor e mais tranquila para ter uma experiência diferente. Foi muito bem recebido.

escolas de inglês em Cork
Intercâmbio em Cork, Irlanda
Foto: Carlos Oliveira/Arquivo Pessoal

Gastos e custo de vida em Cork

O custo de vida em Cork é mais acessível. O Carlos usou como base os preços de um pint: aproximadamente 7 euros nos bares de Dublin; enquanto isso, em Cork, era possível encontrar a mesma bebida por 3 euros.

Nas compras do supermercado de comidas e bebidas, o Carlos gastava aproximadamente 120 euros mensais.

Veja também: Tudo sobre a cidade de Cork

Vida noturna de Cork

O Carlos aproveitou bem a vida noturna de Cork e teve tempo livre para conhecer quase todos os lugares. Segundo ele, a cidade não deixa a desejar e tem muitas opções de bares e baladas.

escolas de inglês em Cork
Vida noturna de Cork
Foto: Carlos Oliveira/Arquivo Pessoal

Segurança em Cork

Para brasileiros em Cork, acostumados com violência, ele é uma cidade muito segura, como se pode imaginar.

O Carlos andava a pé de noite, saia sozinho e nunca enfrentou nenhum problema. Os poucos casos de crimes envolvem pequenos furtos, como de bebidas, casacos e celulares.

Moradia em Cork

No primeiro mês de intercâmbio em Cork, o Carlos morou em uma casa de família. Depois, se mudou para uma residência estudantil chamada North Quay, muito bem localizada e estruturada.

Era possível chegar em qualquer lugar do centro da cidade com, no máximo, 10 minutos de caminhada. Por isso, ele praticamente não usou o transporte público de Cork.

Segundo ele, o custo era mais alto em comparação a outras opções (cerca de 420 euros por mês). Mas, ele contava com alguns “privilégios”.

Por exemplo, o de contar com manutenção rápida e o de não dividir o quarto com outros brasileiros em Cork (solicitação que ele fez à administração da residência).

Por isso, conviveu com estudantes de várias nacionalidades, como húngaros, franceses, espanhóis, ingleses. 

Conheça: Melhores cidades da Irlanda: Dublin, Limerick, Galway e Cork

Escola de inglês em Cork: Cork English College

Das escolas de inglês em Cork, ele preferiu a Cork English College, onde havia poucos brasileiros e o mix de nacionalidades era variado: coreanos, japoneses, espanhóis, norueguesas.

Os professores dessa escola de inglês em Cork foram sempre atenciosos, segundo o Carlos.

A única crítica é com relação à mudança de nível dos estudantes: de acordo com ele, os critérios não eram muito claros e alguns alunos se mostravam mais preparados do que outros para subir de nível.

Ele mesmo permaneceu muito tempo no mesmo nível, quando acreditava que poderia ter avançado mais rapidamente.

 Estudar inglês na Irlanda: ótimas escolas e muita diversão
escolas de inglês em Cork
Escola Cork English College
Foto: Carlos Olveira/Arquivo Pessoal

Viagens durante o intercâmbio na Europa

O Carlos ficou um ano na cidade, mas não se limitou a frequentar apenas escolas de inglês em Cork, é claro!

Durante esse período, pode realizar três sonhos que tinha: ir à Oktoberfest em Munique, visitar o estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, e conhecer a Bélgica.

Ele comenta que o deslocamento é muito simples e as viagens internacionais dentro da Europa são muito curtas. Ele pegava um ônibus de Cork até Dublin (aproximadamente 3 horas de viagem), de onde saiam os voos.

Veja: Dicas de roteiro na Europa para quem ama cerveja
Viagem a Amsterdam, Holanda, durante o intercâmbio | Foto: Carlos Oliveira/Arquivo Pessoal
Viagem a Amsterdam, Holanda, durante o intercâmbio
Foto: Carlos Oliveira/Arquivo Pessoal

Como é o clima de Cork

O Carlos vivenciou todas as estações do ano e não sentiu tanta dificuldade em se adaptar ao clima de Cork.

Na Irlanda, é comum haver mudanças bruscas no tempo, de uma hora para outra. Venta bastante e garoa com frequência. Ele não chegou a ver neve. De todo o modo, quem não gosta de frio, deve preferir fazer intercâmbio na Irlanda no verão.

Trabalho na Irlanda

O Carlos trabalhou na Irlanda por dois meses, no fim do intercâmbio, porque se planejou financeiramente para ficar um ano no país apenas estudando.

Ele trabalhou como cleaner em uma rede de bares e diz que a maioria dos brasileiros consegue empregos desse tipo. É uma oportunidade a mais de praticar o idioma.

Um ponto importante: a oferta de empregos é maior em Dublin. Carlos conheceu apenas dois brasileiros em Cork que conseguiram o visto permanente de trabalho. Os irlandeses dificilmente contratam estrangeiros para vagas mais qualificadas devido à burocracia do processo.

Se o intercambista tem como objetivo principal trabalhar, o melhor é escolher Dublin.

Saiba mais: Como trabalhar em Dublin, estudar inglês e viajar muito
Intercâmbio em Cork, Irlanda | Foto: Carlos Oliveira/Arquivo Pessoal
Intercâmbio em Cork, Irlanda
Foto: Carlos Oliveira/Arquivo Pessoal

Como conheceu a agência Descubra o Mundo e as escolas de inglês de Cork

O Carlos conheceu a agência Descubra o Mundo durante uma pesquisa na internet. Ele chegou a contatar uma intercambista que estudou em Malta e, assim, iniciou o contato com a equipe, que deu todo o suporte necessário.

O contato foi feito por telefone, principalmente, e não sentiu nenhuma dificuldade pelo procedimento ser à distância.

O Carlos diz que a interface do site da Descubra o Mundo é fácil e divertida de ser usada e, por isso, não teve trabalho. Ele chegou a ir até a agência pessoalmente uma vez e aprovou o atendimento.

Assim, foi muito fácil escolher uma das escolas de inglês de Cork, tanto pelo site como com os conselhor dos atendentes.


Quem mais aí quer estudar inglês em Cork? O Carlos disse que está disponível para responder dúvidas e a equipe da Descubra o Mundo, obviamente, também pode ajudar. Deixe seus comentários abaixo e Descubra Cork.

Mais: A vida na Irlanda: festivais, frio, cultura e cerveja!

Quer fazer um intercâmbio mas não sabe qual escola de inglês escolher? Use nossa tabela online de escolas no exterior e descubra a melhor para você:

Saiba tudo sobre as escolas de inglês no exterior

Conheça outras escolas de inglês em Cork: