em Chile

Santiago do Chile: dicas para uma viagem inesquecível

Santiago do Chile, dicas que você precisa para desfrutar esta maravilhosa cidade estão aqui! Ao longo de amplas praças e modernas avenidas de Santiago, a imponente Cordilheira dos Andes repousa e dá boas vindas a quem chega à capital chilena. Os prédios mais baixos (devido aos possíveis tremores de terra) permitem avistar os picos nevados dos Andes de praticamente todos os cantos e, assim, compõem uma incrível paisagem da metrópole de 5,5 milhões de habitantes.

Dicas Santiago do Chile:

Quer se divertir e aproveitar a cidade de Santiago do Chile? Então confira as informacões que separamos!

Santiago do Chile dica 1: Clima

Não é difícil perceber que Santiago está localizada em um imenso vale. São esses “paredões” que exercem grande influência sobre o clima da cidade, já que impedem a entrada freqüente de massas de ar. Por isso, a oscilação térmica anual e diária é grande (a diferença entre as temperaturas máximas e mínimas num único dia pode chegar aos 18°C) e a umidade do ar é relativamente baixa (média anual de 70%). Os mais sensíveis podem reclamar: por causa das cadeias montanhosas, a poluição não consegue se dissipar tão facilmente na cidade de Santiago do Chile.

Dias de céu limpo são perfeitos para um passeio de funicular que leva até o morro San Cristóbal, de onde se tem a melhor e mais completa vista panorâmica da capital chilena.

Santiago do Chile dica 2: Cerro Santa Lúcia

Com um cenário um pouco menos suntuoso, o Cerro Santa Lucia, declarado monumento histórico nacional em 1983, também atrai turistas em busca de belos visuais. Para chegar ao topo (70 metros) é preciso encarar quase 300 degraus. Mas o esforço compensa: as gigantescas montanhas parecem estar bem pertinho. Pelo caminho, estátuas, chafarizes e canhões, que lembram que foi ali que o conquistador espanhol Pedro de Valdivia fundou Santiago, em 1541. De todas as dicas de Santiago do Chile, esta é a preferida dos atletas adeptos de caminhadas e trilhas.

Santiago do Chile dica 3: passeios a pé

Apesar dos “sobes e desces”, a cidade em si é plana e pode ser confortavelmente percorrida a pé, principalmente no centro histórico, onde várias ruas são exclusivas para pedestres. É ali que fica o Palácio de La Moneda, um belo edifício de arquitetura neoclássica que abriga a sede da Presidência da República e que foi bombardeado em 1973 pelas forças golpistas de Pinochet. Em dias alternados, sempre às 10h, acontece a cerimônia de troca de guarda.

A duas quadras dali está a Bolsa de Santiago, localizada num prédio histórico belíssimo datado de 1917. O local não abre para visitas aos fins de semana e a entrada só é permitida em horário comercial.

A Plaza de Armas é considerada o “marco zero” da cidade. Ao redor dela, estão localizados a Catedral de Santiago, a Igreja de Santo Domingo e o Museu Histórico Nacional, além de outros prédios públicos. Coladinho à praça está o Museu de Arte Pré-Colombiana, um dos passeios mais imperdíveis para quem está em Santiago. O museu ficou fechado durante um ano para uma grande reforma, mas será reaberto em janeiro de 2014, expondo novamente ao público um acervo de peças arqueológicas, máscaras, vasos e instrumentos musicais de povos ancestrais, como maias, astecas e mapuches.

Plaza de Armas | Santiago, Chile
Plaza de Armas
Dicas para visitar a cidade de Santiago, Chile

Santiago do Chile dica 4: Museus e cultura

Quando estiver com tempo, programe-se para visitar o Museu de Belas Artes e o Centro Cultural Gabriela Mistral (conhecido também como GAM) – ambos próximos, ainda no centro histórico. O primeiro abriga mais de 5 mil pinturas e esculturas de artistas europeus e chilenos e tem um belo visual interno; o segundo, ultramoderno, merece destaque pelo calendário variado de exibições artísticas, como peças de teatro, concertos e danças.

Santiago do Chile dica 5: Gastronomia

Bateu fome? Apenas três quarteirões separam a Plaza de Armas e o Mercado Central: construção de ferro pré-fabricada na Inglaterra e montada em Santiago em 1872, declarada monumento histórico nacional em 1984. Este é um bom lugar para encontrar algumas comidas típicas chilenas e latinas (especialmente, peruanas) – forte são os peixes e frutos do mar. Nos corredores, turistas são abordados a todo o momento e convidados a entrar em alguns dos restaurantes.

Uma atração única são os famosos Cafés con Piernas. Pelo nome, pode-se concluir que a atração principal, claro, não é o café. As elegantes cafeterias estão espalhadas em vários pontos da cidade e ganharam o apelido devido aos curtíssimos vestidos ou minissaias usados pelas garçonetes. Em alguns, o expresso pode até ser acompanhado de um beijinho no rosto – por isso, a maioria da clientela é masculina. A rede Haiti é uma das mais tradicionais.

Ainda falando em comes e bebes, vale a pena conhecer uma vinícola chilena. A uma hora e meia do centro de Santiago, em Pirque, está a mais famosa delas: Concha y Toro. No tour guiado, o visitante percorre a imensa propriedade, cercada por lagos, e degusta alguns dos rótulos mais conhecidos internacionalmente. Fora dali, durante um almoço ou jantar qualquer, peça o “vinho da casa”, que costuma ser bom e barato.

Mais sabores: O verão pede um gole do ‘mote’ chileno

Santiago do Chile dica 6: Bellavista

No bairro boêmio de Bellavista, bares, restaurantes, cafés e empórios dividem a atenção com a atração turística mais procurada: a Casa-Museu La Chascona, uma das três propriedades do poeta chileno Pablo Neruda. Apaixonado pelo mar, ele projetou a residência em forma de barco. Objetos pessoais e artigos curiosos podem ser vistos durante a vista, que deve ser previamente agendada.

chile bairro bellavista
Bairro Bellavista
Dicas para visitar a cidade de Santiago, Chile
Foto: Cris Berger

Em Santiago do Chile dicas fazem a diferença:

Nessa altura, vale uma dica um pouco diferente: você já percebeu que terá de contar com um bom par de tênis para viver e circular pela cidade de Santiago do Chile. De qualquer forma, é preciso lembrar que o transporte público – especialmente o metrô – é eficiente e limpo e que os táxis costumam ser mais baratos do que no Brasil. O trânsito é intenso, mas longe de ser tão caótico quanto o do Rio e de São Paulo. Os chilenos são mais secos e frios em comparação a outras cidades da América do Sul, mas também sabem ser dóceis e atenciosos com quem lhes trata bem.

Mais Chile: Tranquilidade e adrenalina na abençoada Mendoza
Faça seu intercâmbio em santiago do Chile com a Descubra o Mundo.

Como você viu, em Santiago do Chile dicas são muito importantes. Assim, esta cidade Civilizada, moderna, histórica e colorida fica ainda mais gostos de se conhecer. E, sim… basta olhar no horizonte para relembrar: naturalmente bela. Descubra Santiago.

Mais dicas: Descubra o Chile: e queira ficar