em Chile

Morar no Chile: 6 coisas que você precisa saber

Morar no Chile é viver no país dos vinhos deliciosos, da ilha de Páscoa, das ruínas incas, dos poemas de Pablo Neruda, da culinária que virou moda, enfim, é viver num país cheio de coisas muito legais! Mas existe uma detalhe sobre o Chile que, para nós brasileiros, é marcante: o país tem menos de 20 milhões de habitantes, um décimo da nossa população. Tá, mas e dai? Dai que viver no Chile significa viver um universo menor, com menos referências, opções e oportunidades. Não que seja ruim, é apenas diferente. Quanto ao idioma, principalmente se você quer trabalhar, é muito importante falar direito e escrever também. Que tal aproveitar que vai morar no Chile e fazer um intercâmbio de idioma? Com certeza, vai ser muito mais fácil de se integrar no país!

Faça seu intercâmbio no Chile com a Descubra o Mundo.

6 dicas para quem vai morar no Chile

1- Como conviver no Chile com terremotos

Na verdade, centenas de tremores ocorrem todos os dias ao redor do mundo. Você não sabe, mas já foi vítima de um, só que bem pequeno, imperceptível sem instrumentos especiais de detecção. O Chile, por estar localizado na beira de uma placa tectônica, recebe uma quantidade maior de terremotos do que em outros lugares. E, como já disse, a maioria nem se percebe. Mas, ao contrário de países como o Brasil, quem mora no Chile pode ser atingido por tremores mais fortes também, alguns deles, arrasadores! E são esses que podem te incomodar.

Mas fique tranquilo, se pretende morar no Chile: o país é muito bem adaptado para isso. Os prédios são projetados já pensando na possibilidade de terem que resistir aos abalos sísmicos, com estruturas diferenciadas e outras providências. Nas escolas, as crianças são regularmente treinadas para saber o que fazer na hora que o desastre ocorrer, aumentando a possibilidade de se protegerem a tempo.

Se quiser saber como agir em caso de um tremor, confira os links abaixo:

Saiba como proceder no caso de um terremoto

Como sobreviver a um terremoto?

Veja também: Cidades do Chile que você não pode deixar de visitar

2- Bebendo água no Chile

No Chile a água é mineral, literalmente! Isso quer dizer que ela é muito rica em minérios, o que lhe confere um gosto, muitas vezes, estranho para os estrangeiros. Por isso, se você vier morar no Chile, vai ter que se acostumar com seu sabor e alguns outros efeitos “colaterais”, como uma dorzinha de barriga, no começo, que pode afligir algumas pessoas mais sensíveis. Mesmo assim, os chilenos tomam a água direto da torneira, afinal, ela é tratada, só tem um gostinho diferente… Na hora do banho, prepare-se, ela resseca muito a pele. Mas não é motivo para desespero, é apenas algo como o que você tem que se habituar.

3- Se beber no Chile, não dirija!

Já falamos em água, agora vamos falar de bebidas alcoólicas. Tudo bem que agora no Brasil isso também está acontecendo com mais frequencia, mas no Chile é muito mais sério o negócio.

Tipo: você não pode sair na rua com uma latinha de cerveja na mão, é proibido! Pode dar até cana!

Você só pode beber em lugares fechados, como a sua casa ou hotel, e em locais onde a venda e consumo de bebidas é permitida, como bares e restaurantes.

Quanto a ser pego dirigindo depois de beber, a lei é semelhante a do Brasil, só que existe muito mais fiscalização.

Confira: Santiago do Chile: dicas para uma viagem inesquecível

4- Trabalhar no Chile

Como na maioria dos países estrangeiros para onde você queira emigrar, a melhor maneira de arrumar emprego para quem vai mudar para o Chile é já vir contratado, normalmente por transferência de sua empresa de origem. Outras opções são mais difíceis. Alguns campos de trabalho são mais promissores, principalmente mineração e tecnologia da informação.

Abaixo, separamos algumas dicas sobre como é trabalhar no Chile:

  • Carteira de trabalho é coisa de brasileiro. No Chile, você faz um contrato de trabalho.
  • Férias de 30 dias? Esqueça! você tem direito a 15 dias úteis, o que vai dar um pouco menos que 30 corridos, certo?
  • Décimo terceiro salário também é algo que não rola para os trabalhadores chilenos, é bom economizar durante o ano para garantir os presentinhos de Natal…

5- Voltagem das tomadas no Chile

O padrão nacional é 220w em todos os lugares. As tomadas são parecidas com as novas tomadas brasileiras, com três furos, sendo um deles o chamado fio terra. Mas são alinhadas, um pouquinho diferentes das nossas.

Se você quer saber a voltagem de qualquer país do mundo, pode consultar este site. Tem a do Chile também, é claro, e com foto da tomada e tudo: http://electricaloutlet.org/

Veja mais: Universidades do Chile: conheça as 3 grandes

6- Feriados irrenunciáveis!

Que nome estranho, não acha? Bom, é que no Chile, além dos feriados comuns, existem algumas datas consideradas mais especiais que as outras e, nessas ocasiões, os feriados são irrenunciáveis, isto é: fecha tudo mesmo! Bom, quase tudo, umas pouquíssimas coisas ficam abertas, como alguns restaurantes e bares. Por isso, se você for morar no Chile, prepare-se para esses dias em que vai ser quase impossível ter acesso a diversos estabelecimentos.

Veja as datas dos feridos irrenunciáveis:

  • 1 de janeiro: ano novo
  • 1 de maio: dia do trabalho
  • 18 de setembro: independência do Chile
  • 19 de setembro: Dia das Glórias do Exército
  • 25 de dezembro: Natal
Saiba mais: Descubra o Chile: e queira ficar

Escolher o Chile para morar pode ser uma excelente oportunidade de viver num país repleto de belezas e história. Se você quer descobrir mais sobre esse país ou sobre outros ótimos lugares para morar, visitar ou estudar, continue navegando em nosso blog e Descubra o Mundo!