em África do Sul

Dicas da África do Sul por quem esteve lá e adorou!

Hoje, vamos embarcar na experiência de mais uma intercambista da Descubra o Mundo: é a Isabelle Krüger e todas as suas dicas da África do Sul. Ela tem 16 anos, vem de Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, e decidiu fazer um intercâmbio em Cape Town, África do Sul. Detalhe: ela amou tanto a experiência, que está voltando para estudar na universidade de lá!! Confira o nosso bate-papo e conheça a África do Sul e muitas dicas!

Faça seu intercâmbio na Cidade do Cabo com a Descubra o Mundo.
Outro Depoimento: Estudar inglês em Cape Town, escola Good Hope, e em outras cidades do mundo

Dicas da África do Sul por quem esteve lá:

Por que escolheu fazer intercâmbio na África do Sul?

Conheci a África do Sul através de um site sobre lugares para conhecer antes de morrer. Lá tinha um monte de informações sobre a África do Sul, turismo e dicas. Encontrei Cape Town, decidi pesquisar mais sobre a cidade e me apaixonei.

O que mais gostou e o que menos gostou na Cidade do Cabo?

Não consigo escolher apenas algo que eu tenha gostado de lá, nem algo que eu tenha gostado menos. A única decepção que tive foi com o trabalho voluntário, que ficava em bairros muito longe de Sea Point e Green Point, além de serem um pouco perigosos. Gostei da recepção que tive de todos que conheci, das paisagens, da vida noturna, da escola, de tudo.

Lion's Head | Cape Town, África do Sul | Foto: Isabelle Krüger/arquivo pessoal
Lion’s Head
Cape Town, África do Sul
Foto: Isabelle Krüger/arquivo pessoal
Confira: Cidade do Cabo pontos turísticos: the big 6

Como é o transporte público em Cape Town?

Achei o transporte público em Cape Town tranquilo. Usei bastante as mini van, já que os táxis eram um pouco caros. Para ir à Long Street gastava 70 rands em um táxi privado e 7 rands em uma mini van. O ônibus é muito bom também e tem um preço justo.

Veja: Conheça o transporte público da Cidade do Cabo

O que achou do custo de vida em Cape Town?

O custo de vida em Cape Town é um pouco mais baixo do que o nosso. Além do mais, tudo é negociável. Não gastei em moradia porque fiquei em uma casa de família.

Comida tinha de tudo que é preço. Você pode comer uma pizza brotinho por 17 rands ou um sushi por 117 rands. É bem variável. A bebida é barata, exceto os refrigerantes de sabores diferenciados (havia bastante opção), e as mais refinadas. Mas, o vinho e a cerveja são bem baratos.

As dicas da África do Sul para baladas são as seguintes: As baladas funcionam do mesmo jeito: você vai encontrar bares onde um drink custa mais de 100 rands e outros onde com 10 rands você ganha uma cerveja long neck e uma tequila.

Como é a vida noturna em Cape Town?

Gostei muito da vida noturna, das festas, bares e restaurantes e do fato de a maioria ficar na Long Street – bem acessível.

Onde sair em Cape Town?

África do Sul: Turismo e dicas!

Fui no Carnival Court, mas achei um pouco monótono. Fui em uma balada eletrônica chamada Vice City, que era bem boa. Manila Bar também era maravilhoso para quem aprecia drinks (embora seja um pouco caro). O Mojito e o Buena Vista Social Club são bons para ir beber e conversar com um grupo. Meu lugar favorito foi o Fiction e uma festa que acontecia toda quarta-feira lá, a Ice Cold Party. Também super recomendo o First Thursdays, na primeira quinta-feira de todo mês.

Bree Street e Church Street são cheias de galerias de arte de todo tipo, cafés, restaurantes e carrinhos de comida. A rua fica lotada de gente conversando e bebendo. É lindo demais.

Como estava o clima no período em que você estava lá?

No mês do meu intercâmbio, o clima variou bastante. A dica na África do Sul sobre o clima é que ele muda bruscamente. Em um dia, estava ensolarado, chovendo e com vento – ao mesmo tempo! Peguei alguns dias de chuva, mas a maioria dos dias estava ensolarado e um pouco friozinho.

Veja mais: Temperatura África do Sul: ideal para diversão

Como é a segurança em Cape Town?

Achei Cape Town mais segura do que o Brasil! Na África do Sul a dica é só tomar certos cuidados. Por exemplo: quando fui trocar dinheiro, por andar com grande quantia e com o passaporte. É comum ver bastante briga na rua, mas é só sair de perto e evitar. Também há vários moradores de rua, mas raramente eles pedem algo ou representam alguma ameaça.

Veja também: África do Sul viagem: 10 dicas para tudo dar certo

Qual curso fez na escola Cape Studies?

Fiz o curso normal de inglês, com as aulas de conversação, na Cape Studies. Eu entrava as 9h e saía às 12h45. Tinha um intervalo de 10 minutos a cada período, então as aulas não ficavam cansativas. Depois, almoçava e voltava 13h30 para as aulas de conversação e saía 15h30. A metodologia dos professores não deixava o curso cansativo, apesar da carga horária. Entrei na escola no nível intermediário. Todas as sexta-feiras haviam um teste para ver o que o aluno havia aprendido até ali.

Confira também: Depoimento intercâmbio em Cape Town – escola Cape Studies

O que achou de estudar na Cape Studies?

A escola Cape Studies é maravilhosa em todos os aspectos e os professores e funcionários também. Falo com eles até hoje, pois, com o tempo, acabam sendo como uma segunda família. Você realmente se sente em casa, seja pela relação com os professores ou pela decoração das salas. A localização é muito boa, é um local seguro e tem várias opções para almoçar por perto. A metodologia é maravilhosa, aprendi muito lá. Eles realmente ensinam, não é só aquela coisa de decorar. As apostilas são muito boas também. Outra coisa que gostei bastante é que eles tem dois cachorrinhos mascotes com os quais você pode passear quando quiser!

Mais: Conheça a escola Cape Studies

Qual é o perfil dos alunos da Cape Studies?

A maioria dos alunos tem entre 18 e 25 anos. Vi gente de vários lugares do mundo, desde Ucrânica até Madagascar. Encontrei dois brasileiros também, mas a maioria eram alemães e italianos.

Cabo da Boa Esperança, em Cape Town | Foto: Isabelle Krüger/arquivo pessoal
Robben Island, em Cape Town
Foto: Isabelle Krüger/arquivo pessoal

Como você avalia o seu aprendizado durante o intercâmbio?

Meu inglês melhorou muito lá. Fiquei pasma, porque aprendi muita coisa em muito pouco tempo. A metodologia é muito boa e aprendi no curso coisas que não aprendi em anos na escola e em outros cursos no Brasil. Super recomendo a Cape Studies!

Você gostou de morar em uma casa de família?

Gostei bastante. O apartamento era super confortável, a localização não poderia ser mais perfeita (embora fosse um pouquinho longe da escola). Gostei muito de tudo!

Quantas pessoas moravam com você?

No apartamento, morava eu e minha host mother que, apesar de ter 70 anos, era super jovial e ativa. Às vezes, o netinho dela de 6 anos dormia lá e, na minha última semana, chegou outro intercambista suíço. O banheiro e a cozinha eram divididos, mas não tive nenhum problema com isso.

Por que você quis fazer intercâmbio?

Eu sabia que o intercâmbio era uma experiência incrível pela qual eu queria passar. No momento em que meus pais começaram a me apoiar, depois de eu apresentar um “roteiro/plano” para eles, decidi de vez. Mas mesmo no final, foi mais incrível ainda do que eu imaginava.

Você fez um intercâmbio de curta duração. O que achou? Vale a pena mesmo sendo rápido?

Eu queria poder ter ficado o máximo de tempo possível, mas em função da escola fiquei somente um mês. Qualquer tempo lá vale a pena, se souber aproveitar. Nas primeiras semanas, eu demorei um pouco para me adaptar e perdi tempo, mas se for se organizando desde o início, vale mais a pena ainda!

DICA: Visto para África do Sul: confira o passo a passo

Quais foram as principais dificuldades que você enfrentou ?

As dificuldades que enfrentei lá foram poucas. O clima é muito parecido com o do Rio Grande do Sul, a comida parecia com a cozinha brasileira e americana, era tudo muito bom. Meu inglês é bom o suficiente para eu me comunicar sem problemas. Então, isso foi tranquilo. No início, fiquei com medo de falarem mais afrikaans, mas todo mundo lá sabe falar inglês também, especialmente em Sea Point e em Green Point que são bairros de turistas. A única dificuldade que tive foi na convivência na escola. Toda semana, alunos vão e vêm. Então, é normal se apegar com alguém e a pessoa ir embora logo.

Recentemente, você decidiu voltar à Cidade do Cabo para estudar?

Isso mesmo, essa é outra dica da África do Sul que quero compartilhar. Boa parte dos meus amigos eram nativos de lá, então conversávamos bastante sobre isso. Acabei descobrindo que a estrutura da faculdade lá é incrível, além do preço ser muito mais acessível do que aqui. A variedade de cursos não é tão grande como nas universidades daqui, mas vale muito a pena.

Se liga: Universidade da Cidade do Cabo: tudo o que você precisa saber

Qual curso você vai fazer?

Eu decidi fazer medicina na UCT (University of Cape Town) e pretendo começar lá em 2017. O processo para estrangeiros que querem cursar medicina na África do Sul é cursar o primeiro ano no seu país e depois transferir para lá. É um pouco complicado o processo de matrícula, mas vale a pena. Precisa fazer o teste de proficiência em inglês (o Cambridge), para testar o nível de conhecimento no idioma (não é obrigatório em todos os cursos), além de uma prova da própria faculdade.

O pessoal que estuda lá me disse que a prova é bem fácil. Nos cursos da faculdade de humanas e exatas dá para entrar direto, o mais complicadinho são os cursos da área da saúde. O bom da faculdade é que também há a possibilidade de internato, que é a que vou optar.

Mais: Cape Town dicas: intercâmbio, universidade e turismo

Quais são suas expectativas para a sua próxima experiência em Cape Town?

O que eu vivi lá foi tão incrível que não tenho nem expectativas, só quero que tudo continue estável! Eles amam os brasileiros e todo mundo que conheci lá me tratou muito bem. Eles são muito acolhedores. Foi muito fácil fazer amigos. Geograficamente falando, é bem fácil se acostumar em pouco tempo também. O resto você vai se adaptando.

Não perca: 6 ótimas razões para fazer um intercâmbio na África do Sul

Como foi o atendimento da agência Descubra o Mundo?

O atendimento que recebi da agência Descubra o Mundo foi maravilhoso, 5 estrelas. Não precisei nem pensar duas vezes antes de fechar contrato. O acompanhamento desde o início até o fim dessa experiência foi maravilhoso. Só posso agradecer o quanto foram presentes. Não poderia achar profissionais melhores para fazerem parte disso comigo.

Você teve “receio” de fechar o intercâmbio com uma agência online?

Eu não, mas meus pais tiveram um pouco, no início. Logo que eles perceberam a competência da Descubra o Mundo perderam esse receio. O processo foi, inclusive, muito mais prático do que o de uma agência física.

Intercâmbio: Saiba mais sobre a agência Descubra o Mundo
Two Oceans Aquarium, na Robben Island | Cape Town, África do Sul | Foto: Isabelle Krüger/arquivo pessoal
Two Oceans Aquarium, em Cape Town, África do Sul
Foto: Isabelle Krüger/arquivo pessoal

Você recomendaria a agência a outras pessoas?

Não só recomendaria como já recomendei para várias pessoas. Qualquer pessoa que começa a cogitar um intercâmbio se sente receoso e a agência faz você se sentir mais seguro quanto a isso. Quero que todos tenham uma experiência tão incrível quanto foi a minha!

Baixe nosso ebook para saber mais sobre intercâmbio:

ebook51perguntas


Babou na experiência da Isa? Faça como ela e explore a África do Sul: um destino incrível e acessível para quem quer estudar inglês no exterior. Consulte a equipe da agência Descubra o Mundo e se jogue! ;)

Veja mais: